A Apple se recusa a lançar laptops com touchscreen, mas quem estiver determinado a tocar na tela do MacBook tem uma alternativa. A AirBar foi demonstrada inicialmente na feira CES, e esteve esta semana no evento SXSW (South by Southwest) para exibir seu novo truque: multitoque.

O dispositivo foi pensado para o MacBook Air de 13,3 polegadas e não requer drivers para funcionar. O processo de instalação envolve colocar dois ímãs no laptop, prender a AirBar neles, e conectá-la a uma porta USB. Feito isso, a barra emite um campo de luz sobre a tela para detectar seus toques e gestos.

Segundo o Engadget, o protótipo exibido na SXSW ganhou suporte a multitoque, então agora é possível fazer pinch to zoom, ou girar imagens com dois dedos. Além disso, a AirBar detecta quando você quer rolar uma página: basta arrastar o dedo para cima e para baixo, tal como em uma touchscreen. Também é possível tocar e segurar ícones no Launchpad para reorganizá-los e adicioná-los a pastas.

A empresa diz que você pode usar um objeto físico para interagir com a tela, como uma caneta ou um pincel. Claro, só não espere um alto grau de precisão, já que não se trata de uma touchscreen de fato.

Existe um modelo da AirBar para laptops com Windows e tela de 15,6 polegadas; e a empresa cogita expandir a linha com mais tamanhos para mais modelos de computador.

O dispositivo é meio estranho e volumoso; você precisa removê-lo para fechar completamente o laptop. Será que há tantos interessados em adicionar recursos touch ao MacBook? Veremos quando a AirBar for lançada em abril por US$ 99, em varejistas como na Amazon, Best Buy e Walmart.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Leo Martins
Já mostraram essa na CES
André G
Quando comprei meu notebook fiz questão de pegar sem tela touch, pois não serviria pra nada, a tela ficaria cheia de marcas de dedos toda vez que usasse o touch, mas eu raramente usaria. A tela touch além de ser mais cara, dá mais reflexo.
Abra

Tenho um hibrido R$900,00, da multilaser.. m11w. É bem legal a experiência. Versátil e leve.. levo por aí e uso como tablet, notebook..

Abraão Pereira de Sousa
Tenho um hibrido R$900,00, da multilaser.. m11w. É bem legal a experiência. Versátil e leve.. levo por aí e uso como tablet, notebook..
Marcvs Antonivs
kkkkk adoro essas tretas!!
Paul
Então, eu puxei o Android na conversa pq vc colocou o assunto ~Mobile e Google~ no meio. Eu jamais falei "iPad Killer" ou algo assim no meu comentário. Em q parte dele encontro isso? Tbm não falei nada a respeito do iPad Pro,SB,GB e demais serem produtos "mainstream", só falei que é um nicho (que começou no Windows 8x,e que se consolidou no Windows 10) que está crescendo nos últimos anos, já que o mercado de tablets comuns anda estagnado. Eu nem citei o Surface Studio por exemplo, pois o msm é um híbrido tbm,mas super "nichado". Mas ok, se VC acha o conceito do W7 melhor, está tudo bem.E o Windows 10 não teve/tem problemas de aceitação(nem pela mídia e nem pelos usuários) por conta da sua interface(ao contrário do W8x), mas por outras coisas (polêmicas de privacidade e etc). A sobre usar o MSPU como fonte: Isso invalida meu comentário? Eles não inventaram os dados do post.Vc vai me dizer q outros blogs dedicados (Macmagazine,9toMac,iMore) inventam? Eu só achei o assunto primeiro neles. Bem infantil essa insistência de me rotular "fanboy" e ainda mais pq utilizei como fonte,um blog dedicado. Eu já percebi desde o início que vc já tem SEU conceito formado a respeito do tema debatido, em nenhum momento tentei mudá-lo. Nem vc vai me convencer, nem eu vc. Então é inútil nos estendermos aqui, não é? Mas o legal do mundo é isso, as pessoas pensam diferente uma das outras. Chato seria se fosse ao contrário.Segue a vida...
Marcus Araújo
"Windows simplesmente são os únicos que têm força pra concorrer com o iPad" Então você não viu seu próprio link que demonstra que existe um tablet Windows para cada 4 iPads e 1 Android para cada 3 iPads. Tablet Android também não vingou, o que está longe de significar que tablet Windows vingou ou vai vingar. Agora engraçado você puxar o Android pra tablets na conversa, ninguém aqui além de você falou deles (e falou pra tentar justificar que o Windows pra tablet é o iPad killer wowwwww) "E novamente sobre o Windows 10: Cara, vc pode deixar ele "igual" ao Windows 7. Dependendo do conhecimento da pessoa, ela nunca mais vai ver uma tile ou Cortana se ela quiser. Hahaha" Vai falar isso pra um tio que mal sabe instalar um Chrome. Seu maior problema é tirar o mercado por você, e não pelo que ele verdadeiramente é, meu amigo. 90% dos que utilizam desk/laptop não se importam com essa frescura de sistema 2-em-1 da Microsoft, ficam mais confusos do que geram boa experiência de uso, e por isso ainda há grande preferência pelo Windows 7: ele funciona, sem frescuras. A verdade é que há uma rejeição ao Windows 10 e a "única diferença" entre ele e o 7 é o fato dele ser um sistema para 2-em-1. Então qual o motivo da rejeição? Deixo pra vc pensar. E sim, uma hora ou outra migrarão pro 10, mas MS tá bem insistente pra que isso aconteça, seja instalando a atualização sem permissão do usuário, seja proibindo o 7 de atualizar em determinados processadores. Se o sistema fosse realmente bom para o público-alvo a ponto de ser abraçado pelo mercado, não precisaria disso. Por fim, vale ressaltar mais uma vez, já que de mercado você não entende: iPad Pro é de nicho. Os tablets Windows que aparecem para concorrer nesse nicho não aparecem pra ser um sucesso de vendas absoluto, mas sim conseguir vender bem NESSE NICHO. Quem gosta de tablet para consumo de conteúdo tem o iPad comum, quem gosta de produtividade tem o Pro. O Surface (e o Samsung) só apareceram pra concorrer com este último, o iPad Pro, e não concorrer com todos os tablets porque eles sabem que é para um nicho de pessoas. Por último, não é fanboy, mas MS Poweruser ahuahauahah Pelo contrário, me fazer crítico a uma série de decisões equivocadas de uma empresa não me torna hater, mas sim coerente (algo que te faltou desde o início).
Maxnoob
Parece que funciona bem: https://www.youtube.com/watch?v=QR5r1EfvheI
Edu

Hibrido q não da de tirar o teclado é ruim mesmo, os que da de tirar custa uns 10 rims

Eduardo Schicovski
Hibrido q não da de tirar o teclado é ruim mesmo, os que da de tirar custa uns 10 rims
Souza
Fiquei bem empolgado com os híbridos no início mas depois a empolgação passou e ainda bem vindo que não comprei. Para consumo de vídeos, música e leitura em casa um Tablet de 7" com Android barato me serve. Já o meu querido Windows 10 é e sempre será em um notebook tradicional e/ou desktop de sempre que pode até ser um AIO sem nada de Touch. Essas coisas de híbridos e 2-1 não passam de nicho. Imagina essas caixas pretas dando defeito fora dá garantia? Deus me livre. Notebooks e desktops até eu consigo consertar várias coisas. Instalar SOs e tudo mais. Dizem por aí que vendeu menos de 30 mil híbridos no Brasil. Se isso é sucesso eu não sei mais o que é fracasso.
Valter
Isso aí já é bem antigo hein, acho que em 2015 já ouvi falar desse AirBar > https://www.youtube.com/watch?v=p6VdbZxBoac
Paul
Nossa...vc de repente mudou pra um assunto diferente. QUEM TÁ FALANDO de Mobile aqui? E ainda discretamente me chamou de "fanboy"?Plmdds cara, não tenho tempo pra essas tolices. Já vc, me parece que tem um certo "ódio" da empresa, não? Kkkkkkk Nessa parte do mobile, a msm já "assumiu" a derrota. E sobre o crescimento dos híbridos, leia isso aqui: https://mspoweruser.com/windows-tablets-takes-share-from-ios-and-android-reaches-16-market-share/ Repare que tablets com Android e iOS tiveram queda, mas os híbridos não(os com Windows). Tablets com o Windows simplesmente são os únicos que têm força pra concorrer com o iPad. Sinceramente, QUEM liga pra tablet Android? Parece q os desenvolvedores não se importam muito com o sistema nesse tipo de tela. Até as OEMs tbm parecem ter perdido o interesse, não lançam nada relevante . Aliás vc já viu o excelente Galaxy Book q a Samsung lançou na MWC desse ano?Até lançaram um tablet com Android tbm, mas a mídia (inclusive tem post dele aqui no TB) focou mais nele. E sobre os apps do Android para tais dispositivos: Já viu como os apps são mal adaptados?
Marcus Araújo
Vendas de PCs estagnadas, de tablets em queda, mas de híbridos, que compõem as duas categorias, em crescimento? Conte-me mais sobre isso... A verdade é uma só: não há espaço para a Microsoft no mobile. O bonde passou e ela perdeu a deixa. Mais digno a empresa focar no que realmente sabe fazer (vender serviços como Office e sua divisão de games) e deixar essa história de peitar o Google e a Apple no mobile pra lá. A Microsoft nunca teve perfil inovador, e só faz passar raiva em quem apostou nela no mobile pelas promessas furadas que ela vivia dando na imprensa. Quanto maior o voo, maior o tombo, a MS só está colhendo o fruto da prepotência. Pior que os TIM betas que tanto reclamam aqui, são os fãs cegos da Microsoft em sites de notícias tech, sinceramente. Eu admiro muito a empresa pelo o que ela sabe fazer, mas não admiro pelo que ela NÃO sabe. 10 anos de iPhone e nenhuma relevância da MS no mobile, convenhamos. Não vai ser agora, com mercado saturado e amadurecido, que ela vai dar reviravolta. E continuo batendo na tecla do ERRO que foi o Windows 10 "híbrido", o que ajuda a explicar a rejeição pelo sistema por parte de quem ainda prefere o Windows 7.
Marcus Araújo
Ouvia as mesmas história de quem comprou um Windows Phone e bem... Hahahahah Até fui enganado e tive um, a pior compra da minha vida. Uma bomba, que a Microsoft prometeu mundos e fundos e na hora de colocar em prática toda a maravilha... (Já vimos essa história várias vezes, é a biografia da empresa) Rumores dão conta que o Surface Book não vai ser híbrido, somente o Surface Pro. Mas o que isso significa, afinal? Que a Microsoft não vai mirar em vendas, mas em nicho. Bacana que esteja satisfeito com seu Surface, e o fato das vendas de tablets Windows não decolarem não quer dizer que você fez uma má compra dentre as suas necessidades. Mas eu, sinceramente, vejo como pouco produtivo um Windows como tablet, não vejo potencial da Microsoft em mudar isso e acredito verdadeiramente que a atenção dada a essa história de Windows em tablet vai cair no esquecimento, como o Windows Phone. E ainda pecam no Windows desktop por conta da vontade da MS de querer juntar dois em um. Boa sorte em quem ainda acredita que a Microsoft vai abocanhar alguma fatia relevante no mobile e investir em produtos da empresa, mas eu sou mais crente de que o ano do Linux no desktop vai chegar antes disso.
Exibir mais comentários