Início » Mobile » Samsung anuncia Bixby, assistente pessoal do Galaxy S8

Samsung anuncia Bixby, assistente pessoal do Galaxy S8

O Galaxy S8 só chega na semana que vem, mas uma das principais novidades já foi revelada

Por
22 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

A Samsung vai anunciar o Galaxy S8 apenas na semana que vem, mas decidiu antecipar um dos recursos que estarão no próximo smartphone: o Bixby, um assistente pessoal que promete facilitar a interação com os novos aparelhos da marca. Com inteligência artificial e aprendizagem de máquina, a Samsung se junta ao rol de empresas investindo na nova forma de interação, que já conta com Apple, Google e Microsoft.

O Bixby é o resultado da compra da Viv, assistente virtual dos criadores da Siri. A Samsung ainda não mostrou imagens do Bixby em funcionamento, então temos que esperar um pouco para ver do que ele é capaz, mas já revelou que o assistente pessoal será acionado por meio de um botão dedicado nos smartphones e possui três características: completude, reconhecimento de contexto e tolerância cognitiva.

A completude significa que o Bixby poderá “suportar quase todas as tarefas que o aplicativo é capaz de fazer utilizando a interface convencional (comandos de toque, por exemplo)”. A Samsung diz que a maioria dos assistentes pessoais deixa o usuário confuso porque não indica claramente o que funciona e o que não funciona por meio de comandos de voz, e quer tornar o comportamento do Bixby mais previsível.

Já o reconhecimento de contexto é uma capacidade do Bixby de entender o que você está fazendo naquele momento e continuar o fluxo de trabalho a partir daquele ponto. Dessa forma, seria possível começar a escrever um e-mail e, de repente, chamar o Bixby para que ele adicione uma imagem ou contato à mensagem, sem ter que fazer tudo de novo.

Por fim, a tolerância cognitiva permitirá que você peça algo ao Bixby sem saber exatamente o comando: “O Bixby vai ser inteligente o suficiente para entender comandos com informações incompletas e executar a tarefa pedida da melhor forma possível, e então pedirá que os usuários deem mais informações para executar a tarefa pouco a pouco. Isso torna a interface muito mais natural e fácil de usar”.

O fato do Bixby ser acionado por meio de um botão lateral no Galaxy S8 faz com que a utilização seja mais natural. “Por exemplo, em vez de passar por múltiplas etapas para fazer uma ligação — ligar e desbloquear o telefone, procurar o aplicativo de telefone, clicar na barra de contatos para procurar a pessoa que você está tentando chamar e apertar o ícone de telefone para começar a discar — você será capaz de fazer todas essas etapas com um toque no botão do Bixby e um comando simples”, diz a Samsung.

Segundo a Samsung, o Bixby estará disponível no Galaxy S8 e será integrado gradativamente aos outros produtos da empresa, incluindo televisores e aparelhos de ar-condicionado. Nos smartphones, ele será inicialmente limitado a alguns aplicativos pré-instalados, mas a fabricante sul-coreana pretende liberar um SDK que permitirá aos desenvolvedores de aplicativos de terceiros adicionarem suporte ao Bixby.

  • vai flopar

    • Igual a todos os outros “assistentes”.

      Esse tipo de tecnologia só é bom para babacas que gostam de exibir funções para os amiguinhos. Na vida real tem pouca utilidade.

      Eu só uso o Google Now (Motorola) pra adicionar alarmes e nada mais.

      • Maxnoob

        Só uso pra falar “O chamado” e impressionar as bitchesss

      • Ricardo

        Cara, eu tenho usado também para previsão do tempo, horário em outro fuso (meu trabalho me obriga e minha preguiça é muita, eu sei) e achar filmes em cinemas próximos.

        • Rubens Dos Santos

          ela possui uma utilidade sim, quando usava o windows 10 mobile eu usava a Cortana para esse mesmo tipo de função, principalmente quando eu estava com o smartphone no bolso com fones de ouvido, bastava clicar e sugurar o botão físico no fone q acionava ela, dizia “manchete” para ouvir as noticias do dia, “clima” para tempo, “tocar Foo Fighters e etc…”. Agora só acho essas assistentes pouco práticas, nesse caso com fone e smartphone no bolso é uma excessão, odeio tirar celular do bolso na rua, mas com o smartphone em mãos acaba sendo mais pratico ou de praticidade equivalente usar as mãos mesmo para executar funções. nos smartphones , acho que falta um proposito maior para essas assistentes.

  • Rod

    Acho que deviam fazer o hardware, e deixar o software com o Google.

    • Louis

      Pelo histórico recente de falhas no software do Google, em que um Nexus recentemente teve que reverter para uma versão anterior do Android, vide os problemas que não conseguiram resolver (e olha que o Google tem pouquíssimo aparelhos para cuidar), acho melhor não.

      • Berg

        Melhor abandonar o Android logo…

        • Geraldo Lopes

          Essa é a intenção da Samsung… o que falta é coragem. Se reparar, a Samsung instala todos seus aplicativos em seus aparelhos, infernizando a vida de seus usuários pela duplicidade de aplicativos repetidos do Google. A Samsung sonha ser igual a Apple, com controle total sob hardware e software.

          • Berg

            Só que tem um pequeno problema, as pessoas compram primeiramente por ser Android e segundamente por ser Samsung. Ela perderia muita gente pelo menos no início, assim dando chance para alguma outra crescer e pegar seu público. Pq nesse mundo a empresa não pode dar espaço pra os usuários fiéis conhecerem o trabalho dá concorrente, senão pode ser catastrófico como foi com a Nokia.

          • Na verdade as pessoas compram por essa ordem:

            1 – ZAP ZAPERSON
            2 – Faceburguer
            3 – Instagram ou Snepixeti
            4 – Hardware (Beleza e bateria)

            Só depois é que as pessoas pensam em S.O, versão do S.O, updates e etc…

          • Rafael Gil

            Exatamente!
            A maioria das pessoas compram Samsung pela marca sim. Compravam antes do Android e continuaríam comprando depois dele.
            Só o pessoal de tecnologia que pira nessa de SO, rsrs.

          • Berg

            Antes do Android a Samsung não era bem vista não. As pessoas queria ostentar com Nokia.

          • Rafael Gil

            Sim, mas aí a nokia parou no tempo e abriu caminho pra Samsung. E a samsung vendia bem sim na época da nokia. Fiz uma rápida pesquisa aqui e eles tinham 13% do market share em 2007, encostado na motorola.
            O Android 1.0 saiu em 2008.

        • Julio da Gaita

          corre @Akssen:disqus, corrre… o @disqus_1TXBqyGKZD:disqus é i-user…

      • Rod

        E depois dos Note 7 explosivos, acho que retiro o que disse tb..

    • Daí qual seria a vantagem do Android ser opensource mesmo?

      • Trovalds

        Open source em qual país?

      • Rod

        E qual a vantagem na atual bagunça/fragmentação?

  • Fábio

    Apenas mais um assistente Pessoal:
    – Google now, Siri, alexia, Cortana….
    No final, todos eles fazem a mesma coisa e são absurdamente limitados.

    • Henrique Queirós

      Seria melhor se unirem e fazer um assistente único mas bem menis limitado

    • gust4v8

      apesar de ter sido explicado que o principal objetivo e funcionamento dela é ser menos limitada… sua compreensão que é limitada.

      • FABIO NEVES

        Ei, moderação! Pode isso?
        Até aqui no Tecnoblog, que é um local aprazível, essa galera que não consegue abrir um debate sem ofender aparece.

    • Rubens Dos Santos

      Acho uma pena isso, parece que ainda é uma tecnologia que está tentando se encontrar ou talvez não esteja em seu auge hoje. Sempre achei esses assistentes pessoais pouco práticos… apesar de eu considerar uma tecnologia muito promissora

    • Fabio Silva

      Toda tecnologia tem um começo… já assistiu o filme ‘Ela?’

  • Adriano

    A IA Genesis, é imbatível.

  • Pessoal aqui tá cético em relação a isso, mas esse assistente tem uma proposta bem melhor que o Google Assistant, que não passa de um Google Now que finalmente não sofre mais de perda de memória recente… Em troca ganhou uma série de limitações (não roda nos aparelhos já existentes, não rodara em tablets, etc etc).
    Pena que depende dos devs… Devs do Android não seguem nem as recomendações do próprio Android, quem dirá de fabricante.

    • As vezes nem a própria Google segue as diretrizes do Android hahaha.

    • Fiquei surpreso com esse ceticismo, porque pela demonstração que os criadores fizeram já a um bom tempo atrás, se esse assistente for a entrega daquilo em um produto comercial, ele é a geração seguinte de assistentes de smartphone, muito avançado.

      • Rubens Dos Santos

        torço por isso.

  • Miguel Martins

    esse S8 tá prometendo… a Samsung tá mandando bem nessa fase pós Note 7.

  • Luis de Vaz Lobo

    Que vá além dos outros assistentes. Tem potencial.

  • O Bixby?
    É homem? 🙊🙊🙊

  • Ricardo
  • Ricardo

    Naquela ‘humilds’ opinião, o que a falta é incentivo ao uso.

    A limitação dos recursos, aliado a esse conceito (ou preconceito, não sei) de que, quem fala com celular é exibido, é ruim, concordo.
    Ainda sim eu acredito que se as empresas venderem o serviço de um modo menos artificial, terão mais sucesso.

    Os primeiros iPhones são uma prova de que, mesmo produtos inacabados, com uma dose de marketing, podem se tornar ótimos produtos.

  • Gustavo Hofer

    rumores aqui na europa apontam o aparelho sairá entre 799 e 899 euros

  • Eduardo Santos de Oliveira

    Me falaram que o s8 so em 2018 no brasil