Início » Ciência » SpaceX relança e pousa foguete pela primeira vez

SpaceX relança e pousa foguete pela primeira vez

Felipe Ventura Por

A SpaceX, do bilionário Elon Musk, está empenhada em reutilizar foguetes para reduzir os custos de explorar o espaço. Nesta quinta-feira (30), ela conseguiu relançar um Falcon 9 pela primeira vez – e entrou para a história.

O foguete foi usado pela primeira vez em abril de 2016 para levar carga até a Estação Espacial Internacional. O Falcon 9 CRS-8 foi o primeiro a aterrissar com sucesso em uma barca da SpaceX no mar.

Após passar por uma batelada de testes, ele voou de novo esta semana. Desta vez, a missão foi levar o satélite de telecomunicações SES-10 ao espaço. Ele pertence à empresa europeia SES e será usado para serviços de radiodifusão, banda larga e telefonia móvel no México, Caribe, América Central e América do Sul.

O equipamento se separou com sucesso do foguete e entrou em órbita geoestacionária, isto é, permanecerá em uma posição fixa na órbita da Terra. Então, o Falcon 9 voltou ao planeta e pousou na barca que a SpaceX chama de “Of Course I Still Love You”.

Ou seja, a missão foi um sucesso em todos os aspectos. Por isso, este é um marco para a SpaceX e para a exploração espacial. A empresa explicou anteriormente que um Falcon 9 custa quase o mesmo que um avião a jato, “mas as companhias aéreas não o jogam fora depois de uma viagem de Los Angeles para Nova York”.

Daí a importância de reutilizar foguetes. A fase 1 – parte do foguete que retorna à Terra após lançar carga no espaço – representa cerca de 80% do custo de lançamento. “Foram 15 anos para chegar a este ponto. Eu fico sem palavras. Foi um grande dia para a SpaceX e para a exploração espacial como um todo”, disse Musk.

Há outro motivo para se investir em foguetes reutilizáveis: explorar o planeta vermelho. Gwen Shotwell, presidente da SpaceX, disse antes do lançamento: “nós não vamos levar pessoas até Marte em uma viagem só de ida, queremos ter certeza de que elas poderão voltar”. Ela também diz ter como objetivo, no futuro, pousar e relançar foguetes no mesmo dia.

Com informações: TechCrunch, Engadget.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

LessTech
Não conheço o mundo de bob. É legal?
Mateus
O bebê não entende sarcasmo? Pode continuar no fantástico mundo de bob achando que foi acidente! :)
LessTech
Para mal comunicador, mal sarcasmo se aplica.
Mateus Oliveira
Para bom entendedor, meio sarcasmo basta.
Geraldo Lopes
. As vezes, num projeto que envolve uma constelação de brilhantes profissionais, um coordenador tem um papel fundamental para o sucesso ou fracasso. Foi assim com Wernher von Braun e o projeto Apollo que levou o homem a lua, ou Sergei Pavlovich Korolev, que foi responsável pelo primeiro satélite, primeiro animal em órbita e primeiro astronauta (ou cosmonauta...) que visualizou a Terra do espaço. Existem engenheiros brilhantes nas outras agências privadas ou estatais, mas nenhuma conseguiu o que a SpaceX vem fazendo, revolucionando a indústria aero-espacial e servindo de modelo a ser seguido. Elon Musk é o cara... .
pedroca
troféu para os engenheiros que fizeram,nao pra ele
CtbaBr
Tinha um outro documentário la (Netflix) que falava sobre os preparativos, não me lembro o nome, mas de qualquer forma, ainda tem muita coisa para ser resolvida, até o momento, o voltar não existe!
Henrique Queirós
Essa mesmo. Fala bem do que acontece quando se vive em outro planeta, apesar de não ser o foco
notBeto
Não encontrei a série com esse nome, encontrei uma The Expanse, mas não parece ser a mesma. O nome confere?
Vila Jr
Leviathan wakes — James S. A. Corey. Esse é o primeiro livro.
Wagner
Qual o nome do livro ou do autor?
Vila Jr
Leia os livros. São sensacionais. Um pouco diferente da série, mas são muito bons. Há muito tempo que não vejo algo tão grandioso em termos de ficção científica. O autor é parceiro do criador de game of thrones. Já são seis os livros publicados da série. E têm e—book na Amazon. Em inglês
Geraldo Lopes
Tragam um troféu para esse tal Elon Musk... . https://uploads.disquscdn.com/images/ff0c021942556c25888f75f7c9f021034b274f51ed47933da84f0b6cfaa145cf.jpg
868686
Não é só impressão, pode pesquisar que você vai constatar isso. Sugiro, também, seguir as páginas dos movimentos monárquicos no Facebook, você começará a receber informações sobre o período imperial do Brasil. Você vai se surpreender.
868686
Exatamente, "pedaços das coifas", porque elas se desmancham ao reentrar na atmosfera. Desta vez, como eu já havia dito e você detalhou, a empresa promoveu um pouso controlado no mar.
Exibir mais comentários