A Microsoft vem preparando uma versão mais potente do Xbox One, para fazer frente à Sony e seu PlayStation 4 Pro. A empresa revelou ao Eurogamer as especificações do Project Scorpio, e elas são bem impressionantes para um console.

O chip gráfico (GPU) será capaz de processar seis teraflops, ou seis trilhões de operações de ponto flutuante por segundo. Isso parece muito, mas equivale à potência da Nvidia GeForce GTX 1070, e fica atrás da placa de vídeo 1080 (e também da 1080 Ti).

Ainda assim, isso é 4,5 vezes mais poderoso do que o Xbox One, e 1,4x mais poderoso do que o PS4 Pro — você poderá jogar tranquilamente em 4K nativo a 60 quadros por segundo. A Microsoft fez uma demonstração de Forza em 4K travado em 60 fps, e o chip gráfico ficou entre 60% e 70% de utilização, sugerindo que o console tem poder de sobra.

A Microsoft trabalhou com a AMD para colocar, em um único chip, 40 unidades de computação Radeon personalizadas rodando a 1.172 MHz. O resfriamento é feito através de uma câmara de vapor, assim como na placa de vídeo GTX 1080:

Quanto ao CPU, o Scorpio terá oito núcleos de 2,3 GHz — cerca de 30% mais rápido do que o do Xbox One. (A arquitetura ainda é Jaguar, em vez da Ryzen mais recente.) Não é um salto tão grande, em parte porque a Microsoft exige que todos os jogos projetados para o Scorpio rodem no Xbox One também.

Haverá 12 GB de RAM GDDR5, com 4 GB alocados somente para o sistema operacional. E para aproveitar tudo isso, a largura de banda de memória foi aumentada para 326 GB/s.

Ele terá o mesmo chip de áudio que o Xbox One, e ambos ganharão suporte a som surround espacial – isso será útil para a realidade virtual. A Microsoft também vai adicionar um formato proprietário chamado HRTF, desenvolvido pela equipe do HoloLens.

O Eurogamer diz que o console é “compacto”, lê Blu-ray 4K, possui saída HDMI, mas não tem porta Kinect dedicada. Mais detalhes sobre o Project Scorpio — incluindo design, preço e disponibilidade — só serão revelados na E3, em junho.

Com informações: TechCrunch, The Next Web, The Verge.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Mauricio Vieira
grandes merda console usando uma arquitetura de cpu de 2011 kkkkkkkkkkkk porra e poderoso mesmo
John Tigel
tisc tisc
John Tigel
concordo
John Tigel
Li alguns comentarios bons, outras argumentacoes fracas como a do Louis. Bom, tenho todas as geracoes, todos os tablets e celulares. Sou oldgamer. tenho 50 anos e sou da area de tecnologia. Comecei a programar em assembler aos 12 anos. Me desculpem o X360 e melhor de jogar que o PS3 sim. Os resultados de jogos comuns fica melhor no X360. Ate porque a preferencia dos produtores e a plataforma microsoft. Alias a maioria dos estudios usam o Visual Studio da Microsoft. So que nao sao burros e produzem para qualquer plataforma. Veja os engines, por exemplo o UNREAL, Cry Engine e Frostbite que ja e preparadas para isso, Sendo que so as duas primeiras realmente o sao. O mesmo falo do PS4 em relacao ao XONE, o XONE tem um resultado melhor nos jogos comuns aos dois. E me desculpem na realidade somente existem duas familias Alem disso penso que apesar de nao ter gostado na nova interface do XBOX ONE lancada a poucos dias diria que o XONE e uma maquina muito boa e versatil. Quanto a jogos so sabem falar de Killzone, Uncharted, Gran Turismo e The Last of Us. O Metal Gear ja esta nas duas plataformas. Quanto a olhar detalhes de gota de chuva, me desculpe, os detalhes podem para voce parecer desapercebidos mas sim fazem diferente para a imersao. Falei do PS4 em relacao ao XONE, tenho jogos repetidos nas duas plataformas. Alias ja me livrei do PS4 que so pegava poeira ainda tenho o PS3 e o 360 para os quais tambem tenho jogos repetidos assim como no PC. Digo que obviamente o PC ainda e muito superior. Mas a experiencia de jogar nos consoles e mais divertida e confortavel. Voltando aos jogos, no PS4 aparecem mais detalhes no cenario, mais vegetacao e flores por exemplo.Vera isso claramente em GTA ou Battlefield 4 por exemplo. Mas no XBOX ONE ou 360 as cores ficam mais bonitas e mesmo com resolucao ligeiramente menor. A jogabilidade dos controles do 360 e do ONE e muito melhor. Mesmo tendo experimentado a otima evolucao do controle do PS3 para o PS4 este ainda ficou atras do do ONE. A interface do XBOX acho melhor que a dos PSs. Os chats de ambos tem bugs mas o resultado no XBOX 360 ou One e muito melhor. Sinceramente quanto aos jogos que mais jogo sao os da linha BATTLEFIELD, atualmente o Battlefield 1 da Frostbite 3.5 e o GTA da RAGE Engine de vez em quando. Toda vez que estou jogando qualquer outro jogos e tenho umas duas centenas me vem o pensamento...estou perdendo tempo que poderia usar no Battlefield. Nao sou fanboy mas realmente o Battlefield e o GTA sao jogos que tem quase tudo que um jogo tem que ter, inclusive o GTA e mais completo. Mas jogo de tiro sem interacao de destruicao do cenario ou sem veiculos, me desculpem, e lixo. A estoria single player e importante mas o trabalho grafico bom faz ela melhor. Me perdoe, se me perguntarem qual e o melhor videogame eu diria que e aquele em que tem amigos para jogar! Se voce for solitario tanto faz, ambas familias tem bons jogos. E nao compro consoles por jogos exclusivos, comprei repetido para jogar com os amigos teimosos SONY fanboys. Ambos os videogames sao otimos e divertem bastante. Todos os jogos que citei acima sao bons. Acho project cars melhor que Gran Turismo. Mas acho Gran Turismo fantastico. Forza e bom tambem. Uncharted ganha de Tombraider mas Tombraider e espetacular. The Last of Us e uma obra prima. Voltando para o SCORPIO. Acho otimo "push"arem o nivel da geracao de consoles e ver que eles continuarao existindo. Desejo que todos sejam poderosos e meu sonho e o "cross plataform gamming". De qualquer forma e uma covardia usar mouses e teclados nos consoles uma vergonha! E jogar de joystick contra mouse e covardia tambem. O Scorpio certamente sera um marco da nova geracao e a Sony tera sua resposta para ele. O Problema e que a Microsoft tem muuito mais dinheiro...muuuuito mesmo. Quem ganha com a evolucao somos nos. E quanto a jogos, os de ambas as plataformas desta geracao nao sao grande coisa, salvando-se Uncharted 4, Battlefield 4 e Battlefield 1, GTA 5, Ghost Recon Wild Lands e infelizmente a DICE apesar de fazer uma obra prima com Star Wars Battlefront, perdeu oportunidade em colocar coisas que haviam no antigo Battlefront 1 e no Battlefront do PSP que permitia sair do solo para o espaco. E o jogo nao fez tanto sucesso. E me desculpe, a Microsoft faz coisas muito boas sim. Assim como a Apple e a Sony.
Comprei e Testei
Ta brabo heim! Desde o lançamento do One eu penso: esse vou comprar, e quando defino comprar já informam que estão lançando outro, e enquanto estão lançando já estão trabalhando em outro...kkkk desisto! hahahaha
daniel berghahn
Cara tem compra tb uma tv 4k pra ter a esperiencia da nova resolução do scorpion cara nao vai ser facil compra
Anayran Pinheiro
Mano, a MS está fraca mesmo de títulos exclusivos, não é preciso ser hater para perceber... XOne é excelente apenas para FPS e jogos de luta, o restante está todo nas mãos da Sony.
Anayran Pinheiro
Melhor comentário possível. Adoro o XOne, mas não ter as grandes franquias exclusivas mata demais o ambiente. A MS tem feito excelentes jogos, mas eles não são suficientes pra bater de frente com The Last Of Us, Uncharted, Little Big Planet, Gran Turismo e vários outros. Por mais que adore a MS e suas boas franquias, é burrice não assumir que neste aspecto a Sony tem se dado bem melhor.
Jack Silsan
Devido a subjetividade da situação, não discordarei quanto a sua interpretação de que foi um ato de ódio (obviamente eu não penso que tenha sido um). O fato de você ter percebido que eu não argumentei demonstra que você tem alguma inteligência. Poderia ter usado-a para refletir sobre sua crítica à Microsoft antes de escreve-la - o Xbox tem jogos. E muitos.
João Silverado
Cara, que texto grande hein. Vou responder algumas coisas. - Aqui nunca senti lentidão nem com a dash antiga. Óbvio que está mais ágil agora, e antes vc tinha q efetuar mais passos pra ir em algum lugar. Se vc tem algum problema no console, ñ demora pra torrar o suporte da Microsoft. Eles resolvem rápido. - Não posso opinar sobre Halo e Gears pois ñ jogo, já QB é um jogão pra mim, independente se tem série de TV dentro ou ñ, isso ñ me atrapalhou em nada. Prefiro mil vezes QB pelo enredo do que Alan Wake, já q ñ curto coisas sobrenaturais. - Realmente foram 3 cancelamentos, o q sempre ocorreu. E é por isso q eu ñ gosto de anuncio de jogos sem data. Melhor ñ anunciar e se der problema e cancelar, ninguém fica sabendo. Se vc queria um desses 3 jogos, daí o sentimento é ruim mesmo. Se QB fosse cancelado tbm ñ ia curtir pois queria mto ele e ñ me arrependi de jogar. - Scalebound, tem rumores de q ele ainda pode voltar. Mas nada mto concreto no momento e nem levo a sério. - Os jogos pra 2017 não se resumem aos anunciados. Lembra na E3 do ano passado? Mtos jogos o povo nem sabia. O mesmo aconteceu nas E#s anteriores. Acha mesmo q nessa E3 vão falar só do q já se sabe? Isso aí só vendo como foi no passado já tá respondido, estatisticamente mesmo. - Não acho a Microsoft perdida ñ. Espero que vc ñ veja só coisas sobre Xbox, mas tbm da Microsoft mesmo. Se for ver tudo o q ta rolando, vai ver q ela tá pensando anos na frente. Tanto nas questões de SO, ferramentas de desenvolvimento, etc. E isso se aplica ao Xbox tbm. Sobre o console em si, veja um vídeo do Sarda falando do Scorpio e um do BRKsEdu, principalmente esse último. Ele fala exatamente o que mtos ainda ñ falaram sobre o poder do console. - Óbvio q vai precisar de jogos, mas todo ano sai. Não é pq esse primeiro semestre teve só 1 exclusivo q o console morreu. O terreno está preparado, consoles comuns pra quem quer jogar e console parrudo pra loucos por gráficos. Agora é só esperar as desenvolvedoras mostrarem os jogos. Vai ver como a E3 vai ter mtas surpresas, não só da Microsoft, mas vai ter dela tbm. Pra finalizar, eu sei de mto tempo já, tanto pela experiência de trabalho com eletrônica (hardware) quanto programação de software, e tbm pelo q já aconteceu no passado, que só poder de console ñ é td. Sega foi campeã em fazer console mais potente e mesmo assim perder mto na geração pq o concorrente (mais fraco) tinha um sistema melhor para se criar os games. Dessa vez a Microsoft está com as duas coisas na mão. Só ver o q vários Devs já disseram. Enfim, espera essa E3 e se for o caso, mude de console, venda o One.
Louis
Há mais de uma década acompanho a Microsoft nos jogos. Na geração passada comprei um X360 (por sinal, tenho até hoje e continua como um ótimo console) e após o péssimo anúncio do Xbox One (o foco era TV. Kinect e TV). O próprio Tecnoblog tem uma matéria de 4 anos atrás em que o hoje chefe do Xbox, Phil Spencer, afirma com todas as letras: "...todo mundo vai comprar o One, tanto gamers hard core quanto os que levam menos a sério e os não-gamers. O primeiro grupo é formado por fãs de jogos que irão comprar todos os consoles; o segundo, por quem busca o “algo mais” e o One, nesse caso, é a melhor opção." Mesmo assim, dei mais uma chance a empresa e adquiri a nova geração do Xbox. Lembro que a primeira experiência que tive foram os problemas com o sistema e sua terrível lentidão. Pelo menos, até a semana passada, a última atualização ainda não corrigiu esses problemas. E sinceramente é triste ver que um aparelho lançado em 2005 tem um sistema otimizado e funcional comparado a "Nova Geração Full HD". E aí vem os jogos. O fator primordial em qualquer console. E exatamente o que havia sido negligenciado na E3 de 2013. Exatamente nesse ponto a Microsoft apresenta acertos depois de quebrar a cara de todos que sempre apoiaram o Xbox. No início era conexão obrigatório nos games, impossibilidade de revenda e praticamente nada seria seu. A Microsoft foi obrigada a mudar tudo (a concorrência fez exatamente o contrário) e uma das melhores coisas chegou: a retrocompatibilidade. Isso merece um adendo muito importante. O Major Nelson (quem acompanha o Xbox, com certeza), dizia: "Não existe uma forma de fazer com que o seu Xbox One seja retrocompatível e realizar tentativas para tentar isso pode tornar seus consoles inutilizáveis". Só que não. Era tudo pura mentira, provavelmente para tirar mais dinheiro do público mais fiel e saudosista. Confesso que tenho aproximadamente mais de 300 jogos, apenas de Xbox 360. E essa mudança me animou. Só que ainda falta falar de fato dos jogos de Xbox One. O lançamento apresentou jogos muito bonitos visualmente, liderados pela trilogia Ryse, Dead Rising 3 e Forza 5. Desses, o último é o melhor, mas, nada que fosse imperdível. De qualquer forma, novos Halo, Gears, Fables e novas franquias vindouras estariam presentes. Joguei todos os jogos de Halo e Gears lançados para Xbox 360. Esse último, por sinal, é minha franquia favorita dessa plataforma. O que ficou evidente na minha experiência é que foram os piores jogos da franquia até agora. Na verdade, a sensação de terminar um jogo como Gears 4, foi um gameplay repetitivo e extremamente caça níquel de toda a franquia (Fazer um jogo se prolongar tanto, com um gameplay tão repetitivo, para chegar tão fácil a toca dos novos monstros e encontrar a mãe da mocinha morrendo, só para uma continuação é vergonhoso para a toda a série). Também comprei outros lançamentos importantes como Ryse, Sunset Overdrive (o melhor dessa nova safra de jogos da Microsoft) e Recore. E assinei o EA Acess (por sinal, ótimo serviço por um preço justo). Recore merece um adendo muito especial. Lembro que no fim de 2015, a Microsoft já afirmava que o jogo estava praticamente pronto (mais uma mentira). E aí no lançamento de 2016 veio a triste realidade (sinceramente, o jogo foi um grande potencial desperdiçado). Outros lançamentos passaram sem muitas recordações como Halo Collection (esse cheio de problemas e atualizações nos primeiros meses) e Quantum Break (que na verdade ressuscitava um pouco o velho pensamento de TV relacionado ao Xbox). Depois de tudo isso, chegaram os problemas nas franquias anunciadas: Project Spark, Fables Legends e Scalebound foram cancelados. Os dois primeiros não eram esperados pela maioria do público do Xbox, eram mais uma sinalização da própria empresa, mas, investir tanto tempo, recursos financeiros e mão-de-obra não traria o retorno necessário. Já Scalebound pareceria trazer uma nova IP. Algo diferente e interessante, que seria muito mais que os multiplayers de tiro, algo constante na plataforma (note bem, isso não é positivo e nem negativo). Os jogos da Microsoft para 2017 se concentram em Sea of Thieves (MMO gratuito) e Crackdown 3. Mas, como a Microsoft deixa bem claro. o foco agora é fazer o "console mais poderoso de todos os tempos" (detalhe, a parte sobre o verdadeiro foi removida na frase e depois de muita polêmica voltou ao normal). Depois de tudo isso, o caminho trilhado até 2017 mostra uma empresa perdida, que não parece ter aprendido nada com tantos erros e mentiras. E eu esperava mais. Porque a Microsoft já fez jogos incríveis e de altíssima qualidade, mas, segue o mesmo caminho da Sony com o PS4 Pro (por sinal, que patina muito feio nas vendas). Existe um caminho melhor para todos nessa indústria, entretanto, é preciso estar disposto a aprender. E não só isso, mudar, enfrentar novos desafios e pedir desculpas pelos problemas. Já foram tantos pedidos de desculpas. Espero que Phantom Dust, anunciado em 2014, não se torne mais um...
Louis
Exato. Ao invés de partir para ataques sem sentido, você pode expressar sua opinião. O fato de discordar do que penso é uma oportunidade. Infelizmente a maioria das pessoas na Internet, não conseguem ir além de ódio a qualquer um que pense diferente.
João Silverado
Que problemas atuais? Tbm acompanho faz tempo e ela costuma ter problemas em outras áreas na verdade.
Jack Silsan
Eu apenas disse que você falou merda. Não foi uma argumentação mesmo
????
Ata
Exibir mais comentários