Início » Gadgets » Primeiro smartwatch com Android Wear e pronto para natação custa R$ 1.599

Primeiro smartwatch com Android Wear e pronto para natação custa R$ 1.599

Por
52 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

São poucos os relógios de pulso inteligentes que podem ser usados durante a natação: a Apple tem o Watch Series 2, e a Garmin tem dois modelos que apenas recebem notificações básicas. Para quem está interessado no Android Wear, a única opção atualmente é o Polar M600 — e ele está à venda no Brasil.

A finlandesa Polar criou seu primeiro dispositivo com Android Wear: o M600 tem uma pulseira de silicone reforçado, GPS embutido e certificação IPX8 — ou seja, é seguro para a natação. Ele é capaz de detectar o tipo de nado (livre, costas, peito ou borboleta); e oferece métricas como distância, ritmo e braçadas por minuto.

Se você não faz natação, tudo bem: claro que o relógio consegue acompanhar outras atividades físicas — a Polar cria relatórios específicos para mais de cem esportes, que você escolhe manualmente. Há um monitor óptico de frequência cardíaca com 6 LEDs na traseira.

Além disso, ele acompanha automaticamente a distância percorrida, passos dados e calorias queimadas ao longo do dia inteiro, com um alerta que vibra após 55 minutos de inatividade; e monitora a duração e a qualidade do seu sono.

Todos esses dados são sincronizados com o Polar Flow, plataforma que reúne seus treinos, atividades e horas de sono. O app é bem mais completo que o Google Fit, e pode ser acessado por um botão na parte inferior da tela. Os dados, por sua vez, ficam disponíveis em um app para Android e iOS, e também na web.

O Polar M600 roda Android Wear 2.0, com uma interface mais intuitiva, apps independentes do smartphone, Play Store embutida e até um teclado virtual com tecnologia preditiva. Você pode sincronizar faixas do Google Play Música nos 4 GB de armazenamento interno.

E quanto ao hardware? Temos aqui uma tela de 1,3 polegadas com resolução 240 x 240 (apenas 260 ppi) e tecnologia TFT transmissiva para ser mais legível sob luz forte. A bateria é grande para um smartwatch: são 500 mAh, com autonomia de dois dias (ou 8 horas com GPS ativado). Este é também o primeiro relógio com Android Wear a usar o processador dual-core MediaTek MT2601.

O Polar M600 pode ser encontrado em lojas de artigos esportivos por R$ 1.599; ele está atualmente esgotado na loja online da empresa.

Não é muito fácil encontrar relógios de pulso com Android Wear em lojas brasileiras: LG, Huawei e Motorola parecem pouco empolgadas em vendê-los por aqui. (A grande exceção é a Asus, com o ZenWatch 2 e o ZenWatch 3.) Isso deixa o mercado aberto para alternativas como o Samsung Gear S2 e Gear S3, que rodam Tizen; e para o Apple Watch.