Existe uma disputa nos bastidores entre as maiores fabricantes de TV por causa do HDR. Há diversas formas de produzir imagens com grande alcance dinâmico — Dolby Vision, HDR10, HLG — e agora temos mais outra.

O novo padrão HDR10+ — uma versão atualizada do HDR10 — já nasce com apoio da Samsung e Amazon. Ele já está presente em todas as TVs 4K modelo 2017 da coreana, e chegará aos televisores do ano passado através de uma atualização de firmware.

A Samsung também trabalhou para integrar o HDR10+ ao codificador de vídeo usado em Blu-rays e na Netflix. Enquanto isso, a Amazon vai produzir conteúdo nesse padrão para seu serviço de streaming.

Foto por Andri Koolme/Flickr

Televisores com HDR conseguem exibir imagens com contraste mais alto, gama de cores mais ampla e brilho mais intenso. No entanto, há uma guerra silenciosa de padrões para essa tecnologia.

O HDR10 é um padrão que pode ser usado gratuitamente pelas fabricantes. Ele foi desenvolvido por empresas como Samsung e Sony, e adotado em discos Blu-ray 4K e em consoles como PlayStation 4 e Xbox One. A ideia é se contrapor ao Dolby Vision, que exige pagamento de royalties.

No entanto, como explica o The Verge, o HDR10 tem qualidade inferior ao Dolby Vision, com brilho padrão de 1.000 nits (contra o limite teórico de 10.000 nits do concorrente) e profundidade de cores de 10 bits (o Dolby Vision tem 12 bits).

Outra crítica ao HDR10: ele não é exatamente dinâmico. O padrão usa metadados estáticos para fornecer informações de brilho; isto é, se um filme escuro tiver algumas cenas mais brilhantes, elas ficarão saturadas em relação às outras.

O HDR10+ chegou para mudar isso através do “mapeamento dinâmico de tons”. Cada cena terá metadados codificados previamente para que uma TV compatível ajuste o brilho de uma cena para outra, ou até mesmo de um quadro para outro.

Isso é bem parecido com o Dolby Vision: os metadados também precisam ser embutidos no conteúdo para a TV decodificar. No entanto, o novo HDR10+ ainda tem os mesmos limites de brilho e cor (1.000 nits/10 bits) que seu antecessor.

Existem também outros padrões: o HLG é focado em transmissão de vídeo ao vivo, e foi desenvolvido pelas emissoras BBC (Reino Unido) e NHK (Japão); enquanto o Advanced HDR foi pensado para TV e para dar grande alcance dinâmico a vídeos comuns.

O que essa disputa significa para você? Bem, enquanto o HDR não tiver nenhum vencedor, várias empresas apostam nos dois principais padrões. A Sony vende TVs com Dolby Vision e com HDR10; a LG promete que todos os seus modelos OLED deste ano serão compatíveis com os dois padrões; o acervo da Netflix é compatível com ambos.

No entanto, eles não poderão viver pacificamente para sempre. A Samsung adotou somente o HDR10 em suas TVs, evitando o Dolby Vision. Enquanto isso, a Dolby fechou acordos com Warner Bros, MGM, Universal e outros estúdios para usarem sua tecnologia. Se você estiver bastante interessado em HDR, melhor esperar um pouco até que essa briga termine.

Com informações: Engadget, SlashGear, The Verge.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Paulo Silva

Não acho a licença um grande problema, se fosse algo incrível, as empresas pagariam, digo, você pagaria, mas não é.

Rafael Moreira

O problema do Dolby Vision é os Royalties cobrado para usar a ferramenta. O HDR10 é gratuito, e possui o apoio da Samsung e Sony. Geralmente em coisas que a Sony apoia costuma da certo, como é o caso do Blu-ray, porque a empresa japonesa tem influencia no studio cinematográfico e pode fazer frente a Dolby. Ai você pega a Samsung que é a maior fabricante de Tv e adota o HDR10+ ai já viu.

Paulo Silva

A Dolby perdeu, quase nenhuma TV lançada na CES este ano usava.

Rafael Moreira

Aonde disse que ela venceu ? No momento ela continua vendendo TV com HDR10. A Sony que foi a desenvolvedora do HDR10 junto com a Samsung, passou a oferecer também o Dolby Vision no seu modelo x905f mais vendido no Brasil. Até porque não sabe aonde isso vai parar. Igual foi a guerra do HD-DVD e Blue-ray. Bater de frente com a Dolby é difícil como Trovalds disse. Para isso depende da união das empresas.

Paulo Silva

Vim atualizar, a Samsung venceu.

Daniel Rodrigues
Me lembrou a época do vhs e betamax
Thiago
Se você tira uma foto da tela é possível nota a diferença.
Trovalds
O que mata é fugir da Samsung. Pra mim é a melhor TV, principalmente em se tratando de mídias com codificações diversas (divx, xvid, h.264...). A minha antiga LCD roda praticamente tudo. Só não vai o h.265 por conta da idade. MAS o negócio é esperar mesmo. O padrão da empresa evoluiu e acredito que possa evoluir mais num futuro próximo. Enfim, por enquanto não vou pros 4k por falta de interesse mesmo. Não tenho um espaço grande o suficiente que justifique a resolução. Pra mim o Full HD já é mais que suficiente apesar de que a tela atual não é das melhores. E, de mais a mais, imagem linda não salva conteúdo ruim.
Trovalds
O problema é bater de frente com a Dolby, que é uma empresa já consolidada no mercado há tempos. Mesmo havendo o embate gratuito x pago, ainda vai ter muita briga de bastidores aí.
Meninão Bobo
´Samsung é a maior vendedora de TVs do mundo, acredito que ela tenha força para fazer o HDR10+ free crescer e expandir é mais viável economicamente falando
CtbaBr©

Imagine assistir nesse monitor (ou TV) "Harry Potter e as Relíquias da Morte 1 e 2"!
Não faz a menor diferença... A maioria dos filmes e jogos são escuros e embaçados, mal se consegue enxergar os personagens e o cenário!

CtbaBr
Imagine assistir nesse monitor (ou TV) "Harry Potter e as Relíquias da Morte 1 e 2"! Não faz a menor diferença... A maioria dos filmes e jogos são escuros e embaçados, mal se consegue enxergar os personagens e o cenário!
leoleonardo85
Por isso tem que esperar pra comprar essas TVs 4k.
Fred
E eu tenho uma TV LG full HD que não tem HDCP! É uma droga mesmo comprar sem saber dessas limitações.
Fred
Quando vi a imagem comparativa pensei a mesma coisa! Se fico satisfeito com a parte boa da imagem mostrada na propaganda no meu monitor e TV baratos e velhos, continuo com eles, ao menos até ter um claro vencedor de padrão.
Exibir mais comentários