Início » Aplicativos e Software » Windows 10 S é o sistema para laptops educacionais que vão concorrer com Chromebooks

Windows 10 S é o sistema para laptops educacionais que vão concorrer com Chromebooks

Felipe Ventura Por
2 anos e meio atrás

Hoje, a Microsoft anunciou oficialmente seu sistema voltado para o mercado educacional, e ele se chama Windows 10 S. Esta é a resposta ao Chrome OS que rumores diziam se chamar "Windows 10 Cloud".

A principal diferença é que esta variante do sistema só pode instalar e rodar aplicativos baixados através da Loja do Windows. Isso inclui apps da plataforma universal (UWP), e também aplicativos Win32 tradicionais portados para a Loja usando a Ponte de Desktop (anteriormente conhecido como "Project Centennial").

Ambos os tipos rodam em uma sandbox isolada do restante do sistema, o que agiliza atualizações, aumenta a segurança e facilita a desinstalação. Além disso, o Windows pode suspender ou até mesmo fechar esses aplicativos para reduzir o uso de memória, processador e bateria.

Isso é importante para garantir um desempenho consistente em PCs com Windows 10 S, já que eles terão especificações limitadas. Os dispositivos custarão a partir de US$ 189 quando forem lançados no terceiro trimestre, período de volta às aulas nos EUA.

O Windows 10 S bloqueia aplicativos vindos de fora da Loja.

A ideia, no entanto, não é que cada aluno necessariamente compre um laptop desses. A escola pode oferecer laptops compartilhados: o aluno pega um, faz o login e usa durante a aula. Depois, é só deslogar e deixá-lo na sala para o próximo aluno.

A Microsoft modificou o processo de login no Windows 10 S, levando cerca de 15 segundos para exibir as configurações específicas do aluno. Também é possível configurar um computador inserindo um pendrive USB.

Computadores com Windows 10 S terão suporte ao Microsoft Intune, sistema de gerenciamento de dispositivos na nuvem. E caso a escola precise rodar programas fora da Loja, ela poderá atualizar gratuitamente para o Windows 10 Pro. (Outras empresas terão que pagar US$ 49.) Além disso, escolas que já tiverem cópias genuínas do Windows 10 poderão obter o Windows 10 S de graça.

A Microsoft está claramente mirando nos Chromebooks, que ganharam um espaço enorme em escolas dos EUA graças a seu baixo preço e facilidade de gerenciamento. No ano passado, esses laptops dominaram 58% das vendas para instituições americanas de ensino fundamental e médio; dispositivos com Windows estagnaram em 22%.

Fora dos EUA, a história é outra: o Windows detém 65% das vendas e vem crescendo ano após ano. Por isso, resta ver se o Windows 10 S será lançado com destaque em outros países também.

Com informações: Ars Technica, The Verge.