Tal como vinha sinalizando nos últimos dias, a Quantum anunciou nesta quarta-feira (3) o sucessor do Go, smartphone que, provavelmente, mais bem destacou a marca curitibana até agora. O Quantum Go 2, como foi batizado, é um intermediário com preço oficial de R$ 899 à vista ou R$ 999 a prazo.

As especificações do modelo incluem processador octa-core MediaTek MT6753 de 1,3 GHz, GPU Mali-T720MP3, 3 GB de RAM e 32 GB para armazenamento interno de dados expansíveis com microSD de até 128 GB. A câmera traseira tem sensor de 13 megapixels e lente com abertura f/2,0. A frontal também trabalha com 13 megapixels (contra 5 megapixels da geração anterior), mas possui abertura f/2.2.

Quantum Go 2

O processador é o mesmo que equipa o Quantum Go na versão com 4G. É uma decisão estranha, afinal, a indústria costuma colocar chips mais recentes nas renovações de linha, como você sabe. A tela também não mudou: o painel, do tipo AMOLED, continua tendo 5 polegadas de tamanho e resolução de 1280x720 pixels. Já a bateria ficou um pouco mais generosa, passando de 2.300 mAh para 2.500 mAh.

O Quantum Go 2 tem ainda Wi-Fi 802.11n, Bluetooth 4.1, porta micro-USB, rádio FM, GPS, suporte a dois chips (micro SIM) e leitor de impressões digitais na parte traseira, logo abaixo da câmera. O sistema operacional é o Android 7.0 Nougat.

Quantum Go 2

No design externo, o Quantum Go 2 muda bastante na comparação com o seu antecessor. Em compensação, o modelo lembra o Quantum Muv Up, modelo que a companhia lançou no mês passado. Aliás, não é só no visual que ambos são parecidos: o hardware dos dois aparelhos é quase o mesmo — é como se o Muv Up fosse apenas um modelo maior, com tela de 5,5 polegadas.

As vendas começam hoje no site da Quantum e nos quiosques da empresa. O modelo será oferecido nas cores azul e rosa com acabamento metálico e virá com uma tampa traseira adicional com textura fosca e cor "preto asfalto".

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

silmara morais

Bem, o quantum go 2 me ganhou pelo tamanho pois procurava um cel de 5", e quando a moça disse que vinha com 2 capinhas, achei incrível! Tomei a decisão, por saber que é uma marca relativamente nova e nacional. Gosto de ter coisas que menos pessoas tem. Estou usando a uma semana e me atende. Eu procurava um modelo intermediário, e entre todos que havia olhado, esse achei compatível, e preço competitivo. Ele é rápido, não travou nada ainda, e a pegada é realmente ótima. A única coisa que me incomoda nele realmente são as bordas grossas, e as teclas que ficam embaixo, que não se escondem (estava acostumada com meu windows phone) , o que diminui um pouco o espaço...fora isso tudo ok

silmara morais

nao entendi essas bordas, nao consigo enxergar beneficio nelas

silmara morais

tambem nao entendi essas bordas

Dai.Siq
Quais? Por 999,00?
Josias Roig
bordas grandes, muito melhor pra digitar, adorei
Caio
Pelo custo mesmo, conectores USB-C ainda são mais caros que o micro, em milhares de aparelhos a diferença é notável pra eles. Quero logo o dia em que o USB-C vai ser o padrão pra quase tudo.
Krosna Terrestre
Bordas gigantes, horrível.
tuneman
e mais baratos...
Gabriel Lecomte
A única coisa que não entendi é o porque de não terem adotado o USB-C ainda. É bem prático pra carregar. Também senti falta de uma bateria um pouco maior, na casa dos 3000mAh, mas pode ser que o tal chip que otimiza energia seja bem útil nesse aspecto.
Anayran Pinheiro
Nope. Tem celulares com um software mais bem acabado e o mesmo processador :V
tuneman
o Quantum Go era um "rebranding" do Infinix Zero. pode ser que esse tambem seja apenas um modelo importado e renomeado para o mercado nacional. Quer o processador do Fly? compre o Fly.
Willguevara
Puxa, gostei de terem mantido as 5", mas dá impressão que ele ficou mais "encorpado" que seu antecessor. E não ter evoluído o processador foi um ponto fraco mesmo. Estou vendo que muitas empresas estão apostando forte nessa faixa de preço intermediário (800 a 1400) e reduzindo as opções nos intermediário avançado (1400 a 2200), será que chegamos num "teto" que a maioria dos brasileiros está disposta a gastar com mobilie?
Anayran Pinheiro
Por que não colocaram o processador do Fly nesse aparelho? Ficaria tão melhor...
José Jefferson
E irei continuar apostando na Quantum, dou o meu dinheiro a eles pq sei o quanto que eles estão lutando para crescer no mercado.
Henrique Queirós
Pois,tem muito a crescer ainda, mas espero que consiga ganhar espaço
Exibir mais comentários