Início » Telecomunicações » Após atrasos, Brasil enfim lança satélite de banda larga

Após atrasos, Brasil enfim lança satélite de banda larga

Felipe Ventura Por

Há muitos anos, o Brasil prometeu lançar um satélite que levaria banda larga a áreas remotas. Na noite desta quinta-feira (4), após uma sucessão de atrasos, ele enfim chegou ao espaço.

O SGDC (Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas) custou R$ 2,784 bilhões e terá uso civil e militar. Ele vai operar em banda Ka, fornecendo banda larga a provedores em cidades remotas; e também em banda X, para comunicações militares.

O lançamento foi realizado pela Arianespace na base de Kourou, na Guiana Francesa. O satélite foi montado pela franco-italiana Thales Alenia Space sob a supervisão da Visiona (parceria entre Telebras e Embraer).

O acordo com a Thales Alenia também envolve transferência de tecnologia: 50 profissionais brasileiros foram enviados à França para acompanhar a fabricação do satélite, e para aprender a operá-lo. Eles vão trabalhar nas duas estações de controle, uma em Brasília e outra no Rio de Janeiro.

O SGDC ficará em órbita geoestacionária a 36 mil km da Terra, cobrindo todo o território brasileiro e transmitindo dados a até 54 gigabits por segundo. O uso militar começará em junho; a oferta de banda larga só deve começar em setembro. A vida útil prevista para o satélite é de 18 anos.

Atrasos

O projeto do SGDC foi inicialmente anunciado em 2012. O processo de licitação foi realizado em 2013, com previsão de lançamento do satélite para o ano seguinte — o que não aconteceu. Ele faria parte do Programa Nacional de Banda Larga.

No ano passado, a então presidente Dilma Rousseff prometeu que o satélite será lançado ainda em 2016, mas esse prazo também não foi cumprido. O lançamento ficou para março deste ano, e acabou atrasando de novo porque a Guiana Francesa estava em greve geral.

Agora, o governo planeja deixar de alugar satélites privados para suas comunicações, e pretende aumentar a frota nacional. Segundo o ministro das Comunicações, Gilberto Kassab, o presidente Michel Temer quer que o Brasil mantenha os estudos para enviar mais satélites ao espaço.

E com a transferência de tecnologia, a intenção é que "um segundo satélite, a ser construído no futuro, tenha grande parte das peças e equipamentos produzidos no Brasil", disse Jorge Bittar, presidente da Telebras, em comunicado no ano passado.

Com informações: G1.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Gustavo Bahri

Até então na data de hoje 16 de junho de 2018. A internet no Brasil continua uma vergonha lenta. E ninguém tem acesso a internet rápida nesse país. Ta complicado. Quase 3 BILHÕES jogados fora num satélite pra nada. Me pergunto pra que o exército quer um satélite para eles. Já que as fronteiras estão quase completamente sem vigilância nenhuma com a desculpa de que o território é grande demais para um exército tão minúsculo e que fica perdido na floresta fazendo missões de mentirinha enquanto as facções criminosas dominam a política e a bandidagem segue cada vez mais forte. O desmatamento nunca é percebido antes que centenas de quilômetros quadrados sejam derrubados. Entram toneladas de drogas e armas todos os dias e a sociedade honesta cada vez mais aprisionada nas próprias casas com medo da violência.

Gatynho™
nós temos a melhor base pra lançamentos de foguetes do mundo E tecnologia de lançamento nós temos também não.
Vitor Hugo
Pelo amor de Deus, nós temos a melhor base pra lançamentos de foguetes do mundo em nosso território. E tecnologia de lançamento nós temos também. Sabemos que as explosões que aconteceram em Alcântara no lançamento de satélites militares não foram coincidência.
Alexandre Marques
Deveria ser para melhor a conexão de todos e não só em áreas afastadas, eu mesmo moro em uma cidade de 400 mil habitantes no estado de São Paulo, aonde na área central tem até fibra ótica, enquanto nós bairros afastados é um luxo quem tem Adsl de 2 megas. A internet no Brasil é uma piada tem que melhorar pra muitos.
Diogo Giovelli
Valeu!
Leon
Finalmente uma notícia boa!
Henrique Queirós
Me refiro ao serviço que vão prestar, mas provavelmente vão focar em escolas e etc
KARALBPIN
Segundo divulgado pela a imprensa o satélite custou 2 bilhões de dólares.
Ricardo - Vaz Lobo
Lula? Não conheço...
Gabriel Rezende
Vish, faltou falar do Lula no comentário.
Gabriel Rezende
Eu imagino que será para levar para escolas, postos de saúde e outros órgãos públicos. Não sei se vai dar para qualquer um assinar.
Diego F. Duarte
Q bom q ele nao "explodiu misteriosamente" como mtas aplicações q envolvem defesa aki. Mas e pq a privatizacao dele ja foi anunciada ne?
Henrique Queirós
me perguntam quanto vão cobrar aos civis isso...
Antonio Araújo
Da para servir VOIP de graça para todos. Pense ai governantes.
🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ

Ciência e tecnologia são investimentos de longo prazos então acredito que o planejamento e a reserva de orçamento deveriam ser garantidas de alguma forma pelo Governo.

Exibir mais comentários