Início » Games » Este é o novo velho Mega Drive

Este é o novo velho Mega Drive

A Tectoy está relançando o Mega Drive para comemorar 30 anos de parceria com a Sega. O console, porém, não é igual ao original.

Por
42 semanas atrás

Eu nunca pensei que um dia iria conferir o relançamento de algo que marcou a infância de muita gente, mas aconteceu: na noite de quinta-feira (4), a Tectoy realizou um evento em São Paulo para oficializar o retorno ao mercado do primeiro modelo do Mega Drive.

Fãs do console e entusiastas já sabiam que isso iria acontecer: a pré-venda do “novo velho” Mega Drive começou há cerca de seis meses. E por que relançar um videogame tão clássico? Segundo Stefano Arnhold, presidente do conselho da Tectoy, o relançamento é uma celebração dos 30 anos de parceria com a Sega.

Stefano Arnhold e Tsurumi Naoya (COO da Sega)

Stefano Arnhold e Tsurumi Naoya (COO da Sega)

O executivo também comentou que o plano original era relançar a primeira versão do Master System, mas a Tectoy mudou de ideia depois de uma enquete nas redes sociais apontar que os consumidores brasileiros ansiavam mais pelo Mega Drive.

A versão que está sendo relançada, de fato, tem o mesmo visual do primeiro Mega Drive e tenta, tanto quanto possível, repetir as especificações do console. Mas não é simples: o som, por exemplo, difere muito do console original — e para pior.

Enquanto eu observava um jogador testando o Mega Drive no evento, notei que o som estava estranho, com determinados efeitos saindo como um chiado de rádio não sintonizado. Mais tarde, Arnhold explicou a razão: o chip de áudio Yamaha YM2612, usado no console original, não é mais fabricado. Aí o pessoal da Tectoy teve que se virar.

Mega Drive - Tectoy

Porém, imagino que frustração mesmo existirá com a quantidade bastante limitada de jogos. O console é acompanhado dos seguintes títulos:

  1. Alex Kidd in the Enchanted Castle
  2. Alien Storm
  3. Altered Beast
  4. Arrow Flash
  5. Bonanza Brothers
  6. Columns
  7. Zone (entrou no lugar de Decap Attack)
  8. E-Swat
  9. Fatal Labyrinth
  10. Flicky
  11. Gain Ground
  12. Golden Axe
  13. Golden Axe 3
  14. Jewel Master
  15. Kid Chameleon
  16. Last Battle
  17. Collumns III: Revenge of Columns (no lugar de Out Runners)
  18. Sega Soccer
  19. Shadow Dancer
  20. Shinobi 3
  21. Sonic 3
  22. Crystal’s Pony Tale (no lugar de Turbo Outrun).

É uma quantidade razoável, mas como o console tem suporte a cartuchos, é de se esperar que mais jogos sejam lançados, certo? Esse é o plano, segundo a Tectoy. Porém, o relançamento depende de acordos com as produtoras ou detentoras dos direitos dos games. O próprio Arnhold ressaltou que é difícil fazer isso, razão pela qual a empresa não pode prometer nada.

Para exemplificar a dificuldade, Arnhold disse que a Tectoy tentou relançar Ayrton Senna’s Super Monaco GP II, mas não conseguiu. Por outro lado, Turma da Mônica na Terra dos Monstros (título que é baseado no jogo Wonder Boy in Monster Land) será relançado em cartucho — a única confirmação até agora nesse formato —, embora ainda não haja definições sobre preço e data de lançamento.

Mega Drive - Tectoy

Quem tiver cartuchos do console original poderá rodá-los no Mega Drive de agora, mas a Tectoy avisa que há exceções: Super Street Fighter II, Virtua Racing e Truxton, por exemplo, não rodam por problemas de compatibilidade de hardware.

Alguns dos jogos compatíveis também podem ter probleminhas nos gráficos. A “culpa”, novamente, é do hardware, pois a Tectoy não conseguiu equipar o Mega Drive com os componentes originais — é o que a companhia afirma, pelo menos.

O que houve aqui, basicamente, foi um trabalho de adaptação. Isso permitiu até a inclusão de um slot SD no console. A propósito, os jogos que o acompanham estão dentro de um cartão. Muita gente queria que a Tectoy aproveitasse as adaptações para adicionar uma porta HDMI, mas a empresa argumentou que a inclusão desse item elevaria o preço do Mega Drive e não traria benefícios técnicos, como aumento de resolução.

Sonic

De modo geral, o Mega Drive relançado consegue garantir a diversão. Apesar disso, é bastante provável que somente entusiastas e nostálgicos adquiram o console, pelo menos inicialmente. Quão grande é esse público? Não sei, mas a Tectoy dá indícios de que não está arriscando muito, por isso, a recepção por essa turma (em termos de volumes de vendas) é que apontará se vale a pena trazer mais jogos e acessórios.

Está nos planos da Tectoy disponibilizar o joystick de seis botões do Mega Drive, por exemplo. Sem entrar em detalhes, Arnhold disse que há alguns empecilhos para isso. Dá para imaginar um deles: não faz sentido lançar o acessório se não houver um número significativo de jogos que tiram proveito dele — eles precisam esperar para descobrir se haverá demanda, creio.

O Mega Drive está à venda no site da Tectoy por R$ 449 (pois é), havendo desconto de 5% no pagamento via boleto. A empresa também pretende comercializar o console no varejo a partir de junho. Antes disso, o plano é entregar o produto para quem fez a compra na pré-venda.