Início » Jogos » Nintendo PlayStation enfim consegue rodar jogos de CD-ROM

Nintendo PlayStation enfim consegue rodar jogos de CD-ROM

Felipe Ventura Por

Há alguns anos, um protótipo do lendário Nintendo PlayStation foi descoberto em uma caixa com objetos que deveriam ser jogados no lixo. O modder Ben Heckendorn passou o último ano trabalhando no console, e enfim conseguiu fazer a unidade de CD-ROM funcionar.

SNES PlayStation

No começo dos anos 90, Nintendo e Sony anunciaram uma parceria para lançar um acessório chamado SNES-CD, que permitiria ao Super NES rodar jogos de CDs, indo além dos cartuchos.

Esse acessório nunca foi lançado oficialmente. A Nintendo resolveu fazer uma parceria com a Philips, que levou ao terrível console CD-i; enquanto a Sony seguiu por conta própria nesse mercado, lançando o PlayStation.

Então, em 2015, um rapaz chamado Dan Diebold descobriu um protótipo do SNES-CD. O pai dele, Terry Diebold, trabalhou na Advanta Corporation, cujo CEO era Olaf Olafsson; ele era presidente da Sony Interactive Entertainment quando a parceria com a Nintendo foi anunciada.

Quando Diebold descobriu o Nintendo PlayStation, ele só conseguiu rodar jogos de cartucho nele; a unidade de CD-ROM não funcionava. Ficou a cargo de Heckendorn consertar essa parte do console.

Basicamente, o modder teve que estudar de perto a placa-mãe até entender o propósito de um chip "misterioso". Com isso, ele conseguiu fazer o conversor digital-analógico (DAC) do CD-ROM funcionar, e fez o drive reproduzir CDs de áudio.

Como o console nunca foi produzido em escala, não existem jogos vendidos comercialmente que rodem nele. No entanto, alguns desenvolvedores resolveram preencher essa lacuna criando alguns games com base na BIOS e nos componentes do Nintendo PlayStation.

Primeiro, Heckendorn testou Super Boss Gaiden, jogo em que você controla um CEO da Sony que sai destruindo tudo após descobrir que seu protótipo foi vazado para o público. No emulador, ele fica assim:

Infelizmente, esse título não rodou no Nintendo PlayStation. Então, Heckendorn resolveu testar um jogo mais simples chamado Magic Floor, em que você ganha pontos ao ir de um local mais claro para um mais escuro. E deu certo, embora com algumas falhas pontuais.

Agora, Heckendorn espera que os programadores atualizem seus jogos para rodarem no console. Sim, só existe um hardware para testá-los, mas também é possível jogá-los através do emulador.

Com informações: SlashGear, The Verge.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Tales Cembraneli Dantas
Cara, acho que não se trata de um novo sistema e sim uma nova entrada de mídia oara um sistema já conhecido, o desenvolvimento eu acredito que seja o mesmo do SNES
Anayran Pinheiro
O Ben soltou em algum canto (ou um fórum da elementary14 ou no Reddit) o chipset. Com isso, eles só precisaram entender como funcionam as instruções dele e voilá, emulação está viável.
Henrique Queirós
kkkkkkk :3
Gertrudes, a Lhama
Foi mal, respondi direto pelo Disqus e não vi os outros comentários hahah
Henrique Queirós
como eu falei ao cara no outro comente, já compreendi..
Gertrudes, a Lhama
Cara, isso não é o emprego deles... Estão fazendo só pra se divertir, as pessoas se divertem de maneiras diferentes. Tem gente que prefere comentar no Disqus, tem gente que vive no XVideos, e tem o pessoal que gosta de hardware.
Rafael
Dedos nervosos com coceira...
Henrique Queirós
Ha, compreendi agora, grato
Henrique Queirós
Entendi melhor agora, grato.
Diogo Nóbrega
A mente hacker (não aqueles que roubam dados) funciona na base de desafios: eles procuram fazer rodar algo que alguém juraria ser impossível. Tipo quando um cara rodou o WIndows em um Apple Watch ou outro rodou Doom naquela barra no teclado do novo Macbook. Eles não fazem isso visando algum futuro na coisa, eles fazem justamente pra mostrar que eles conseguem fazer, e pra mostrar a habilidade deles. É o mesmo sentimento que move outras pessoas em atividades físicas (parkour, artes marciais, etc.) ou atividades criativas (pintura, ediçao de vídeos, comédia, etc.). Você poderia alegar que essas atividades também não tem muito futuro, mas... são coisas legais, coisas que as pessoas fazem por lazer.
Islan Oliveira
É um hobby. Tem gente que gosta de ler, gente que gostar de fazer artesanato e gente que gosta de testar suas habilidades com o bom e velho espírito hacker.
Bruno
dar pitaco em site de tecnologia é útil pra caraio.
Henrique Queirós
Tipo, qual sentido nisso? acho um trabalho inútil... Mas né, "deixa os meninos brincar"
Gertrudes, a Lhama
Como assim futuro? Isso tudo é apenas for fun.
Alberto Prado
Eu realmente admiro esses caras que são hackers de HW. A dificuldade é bem grande. Ps: Da onde que eles arrumara um toolkit para desenvolver esses jogos para testa??? Ps2: O tecnoblog fica uns reload no FF. Mas ele não carrega a página inteira. Parece que é algum Ad que fica mandando input e recebendo algo. Se eu clico no X para parar, 2 segundos depois ele volta a fazer novamente. Isso não acontece no Edge.
Henrique Queirós
Não vejo muito futuro nisso aí não...