Início » Software » Todas as novidades que a Microsoft apresentou hoje

Todas as novidades que a Microsoft apresentou hoje

Por
11/05/2017 às 13h31

Todo ano, a Microsoft realiza um evento para desenvolvedores onde ela dá um vislumbre do que está por vir em suas plataformas de software. Nesta semana, a empresa aproveitou a Build 2017 para revelar novos recursos do Windows 10, um novo visual para seus aplicativos, e o futuro da Cortana.

Resumo para preguiçosos

  • Windows 10 Fall Creators Update: a próxima atualização do Windows vai se integrar melhor ao smartphone — inclusive iOS e Android — e vai ganhar outros recursos interessantes, como criação automática de vídeos e uma linha do tempo para voltar a programas que você fechou.
  • Fluent Design System: o sucessor da linguagem de design Metro tem um visual translúcido e é pensado para todo tipo de dispositivo, incluindo realidade mista.
  • Cortana: a assistente de voz está ficando cada vez mais esperta, e estará presente em mais dispositivos, incluindo alto-falantes inteligentes e carros.

Windows 10 Fall Creators Update

A próxima atualização do Windows 10, codinome Redstone 3, se chama oficialmente Fall Creators Update, e está concentrada em criatividade e produtividade.

O Windows 10 vai ganhar um recurso chamado “Pick Up Where You Left Off”, semelhante ao Continuidade do macOS, com ajuda da assistente virtual Cortana.

Se você estiver editando um documento armazenado na nuvem e sair do PC, ele será carregado automaticamente no smartphone ou tablet para que você possa continuar trabalhando nele:

A Cortana também pergunta se você deseja continuar usando um aplicativo ou site que tiver aberto no PC pela última vez. O mesmo vale no sentido inverso: o que você estiver usando no smartphone, ou em outros PCs, pode ser transferido para seu computador atual.

Além disso, a área de transferência será sincronizada entre dispositivos: você poderá copiar texto, fotos, GIFs e links no Windows 10 e colá-lo em outro dispositivo. Isso é possível através do SwiftKey, adquirido pela Microsoft no ano passado; então você precisa ter esse app.

Tudo isso faz parte da plataforma Microsoft Graph, e funciona com Android e iPhone — não é preciso ter um Windows Phone para aproveitar o recurso.

O recurso Timeline permite voltar no tempo e abrir automaticamente tudo o que você estava usando em um momento específico, incluindo aplicativos, arquivos e sites.

O aplicativo Story Remix poderá gerar automaticamente “histórias” a partir de imagens e vídeos. Ele parece bem fácil de usar, adicionando de forma automática uma trilha sonora, transições e objetos 3D — é possível até mesmo colocar texto que acompanha um elemento do vídeo à medida que ele se move.

E o OneDrive vai enfim recuperar um recurso que existia no Windows 8: placeholders. Basicamente, ele não vai baixar todos os seus arquivos da nuvem. Haverá um ícone com o nome do arquivo, e se você clicar nele, o download começa. Isso economiza espaço no disco rígido.

O Windows 10 Fall Creators Update está previsto para setembro.

E, em um breve anúncio, Terry Myerson revelou que o iTunes chegará à loja do Windows, assim como o Spotify. Isso significa que esses programas de desktop poderão rodar no Windows 10 S, que bloqueia aplicativos de fora da Loja. Eles se juntarão aos quase mil aplicativos Win32 tradicionais convertidos com a Ponte para Desktop (antigo Project Centennial).

Até mesmo distribuições do Linux poderão ser baixadas a partir da Loja: Ubuntu, SUSE e Fedora rodarão em um ambiente virtualizado lado a lado com o Windows, e permitirão executar aplicativos feitos para o sistema operacional livre.

Fluent Design System

Esta é a resposta da Microsoft para o Material Design do Google. O Fluent Design System (codinome Project Neon) é uma linguagem com camadas, profundidade e animações, e traz de volta os elementos translúcidos que você deve lembrar do Windows Vista e 7.

Com esse design, aplicativos devem funcionar bem em qualquer tamanho de tela, incluindo smartphones, tablets, laptops e desktops. Na verdade, ele também se destina a dispositivos que podem não ter um display, como wearables ou alto-falantes inteligentes.

O Metro, linguagem de design criada para o Windows 8, era bastante focada no toque. Enquanto isso, o Fluid foi pensado para interações através do toque, caneta, voz, olhar e gestos, além de teclado e mouse. A ideia é preparar aplicativos para funcionarem inclusive em ambientes 3D — isto é, na realidade mista em que a Microsoft vem apostando.

São cinco fundamentos básicos:

  • luz: a interface deve concentrar sua atenção no que importa e evitar distrações;
  • profundidade: os aplicativos deverão usar camadas para criar relações entre os elementos da interface;
  • movimento: outra forma de estabelecer contexto ao interagir com um app;
  • material: usar melhor o espaço da tela e dar espaço para o conteúdo;
  • escala: criar interfaces que funcionem em diferentes tamanhos de tela, e que possam ir além de um plano bidimensional.

Cortana

A assistente de voz da Microsoft está ficando mais esperta. Ela ganhou um conjunto de habilidades, isto é, integrações com aplicativos e serviços de terceiros. Por exemplo, você pode pedir uma pizza da Domino’s usando comandos de voz; obter a previsão de tempo com o Dark Sky; e interagir com serviços como iHeartRadio, TuneIn e OpenTable.

As habilidades da Cortana estão em preview por enquanto; e como elas funcionam através da nuvem, você pode usá-las no Windows, Android, iOS e em alto-falantes inteligentes como o Harman Kardon Invoke.

A Microsoft também demonstrou a Cortana funcionando em carros, onde ela age um pouco diferente. Por exemplo, se você receber um e-mail enquanto estiver dirigindo, a assistente permite configurar um lembrete para você ler quando chegar ao trabalho, onde será mais fácil responder. A empresa tem parcerias com BMW e Nissan.

A Cortana tem 141 milhões de usuários ativos todo mês, contra 500 milhões de dispositivos ativos rodando Windows 10.

E mais

A Microsoft continua dedicada à sua plataforma de realidade mista, que coloca objetos virtuais no mundo real, e anunciou que os headsets da Acer e da HP agora estão disponíveis em pré-venda nos EUA e no Canadá para desenvolvedores. Eles custam US$ 299 e US$ 329, respectivamente.

O kit também inclui um controle de movimento com seis graus de liberdade, e que dispensa sensores externos (eles estão incorporados na parte frontal do headset).

Um novo suplemento para o PowerPoint traduz apresentações em tempo real. Na demonstração, ele converteu fala de espanhol para inglês em tempo real, e também é capaz de traduzir texto. Como o plug-in é bidirecional, você pode fazer uma pergunta e o add-in a traduz em tempo real.

O PowerPoint Translator tem suporte a 9 idiomas falados e mais de 60 idiomas escritos, e está disponível em preview aqui.

A Microsoft está bastante concentrada em inteligência artificial, e demonstrou na Build um sistema que usa câmeras de segurança para reconhecer objetos e aumentar a segurança no ambiente de trabalho. No vídeo abaixo, câmeras identificam um derramamento de substâncias químicas em uma fábrica:

A empresa também mostrou o Emma Watch, um wearable de pulso criado pela Microsoft Research para ajudar a reduzir os tremores de mão em pessoas diagnosticadas com mal de Parkinson. Ele ajudou a designer gráfica Emma Lawton, que tem Parkinson, a escrever e desenhar novamente.

Para desenvolvedores, há algumas novidades interessantes. Eles poderão criar aplicativos em um PC e fazê-los rodar no iOS, Android e Windows usando um código-base compartilhado, graças ao .NET Standard 2.0 e XAML Standard.

Além disso, o Microsoft Xamarin — que permite criar apps para iOS em C# — agora dispensa um Mac graças ao Xamarin Live Player. Ele permite executar, testar e depurar apps para iOS diretamente de um PC com Windows e Visual Studio.

E, falando em Visual Studio, a versão 2017 para Mac saiu do beta e pode ser baixada aqui.

  • Ramon Gonzalez

    No papel tudo é muito lindo. Quero ver se isso tudo chega realmente, na prática, às mãos dos usuários finais… Eu deixei de acreditar na MS faz tempo, infelizmente…

    • Gertrudes, a Lhama

      To na mesma…

    • Kodos Otros

      Vão rolar mais umas 4 atualizações até todo o design ser mudado.
      Por enquanto vai ser uma mistureba de Windows Vista + Windows 8 + Windows 10.

    • Gnull

      Acho que na parte do Windows não temos o que temer. O problema foi o Mobile mesmo, sempre prometem e nunca sai nada.

      • Ivan

        Concordo com o @disqus_PaSJ3OWBwG:disqus.
        Mobile foi um fracasso. No PC, continua cada dia melhor.

    • Lucas Avelino Souza

      Concordo

  • Pedro Cavalieri

    Caramba, estou embasbacado com a demonstração da IA de câmeras de segurança (se realmente funcionar dessa forma). As possibilidades são infinitas.

    • RikD

      Lembro das primeiras ‘demonstrações’ das possibilidades do Kinect, na época ainda chamado Project Natal. Era algo inimaginável que na verdade acabou se mostrando uma câmera 3D usada quase q exclusivamente pra jogar meia dúzia de joguinhos. A M$ infelizmente coloca tanta maquiagem no marketing que no final acaba decepcionando.

      • O Kinect é usado em muitas aplicações de captura de movimento fora do Xbox. Acredito que o que estamos vendo seja uma evolução disso.

        • RikD

          Sim claro, por isso que eu escrevi o “quase que exclusivamente”. De fato é usado em diversos outros projetos e aplicações, no entanto meu alvo foi mostrar o quão ilusório é o marketing da Microsoft ao apresentar um novo produto ‘revolucionário’.

  • Anakin

    Hype Everywhere™ Coming Soon…
    Realmente o marketing da Microsoft sabe fazer peças publicitárias rs

  • Leandro

    caramba, a parada das câmeras é muito show de bola, mas duvido ser usado ainda este ano, parece algo para ser usado no futuro. quem sabe as empresas se interessem também ne? nunca se sabe

    • Lucas Avelino Souza

      A ideia é boa, mas vamos ter que ver na prática…

  • O que mais me interessa é a volta da função placeholders do OneDrive, que é muito útil. Ainda continuo no Windows 8 por causa dela.

    • De tudo que vi na matéria… realmente o placeholders tbm foi o que mais me animou

    • Jack Silsan

      O que eu maia gostei foi do Fluent. Mas achei foda também o iTunes na Loja, sem falar do Ubuntu, Fedora e SUSE.
      O pessoal que curte Linux tá se digladiando por causa desse inesperado lançamento

      • Ivan

        Agora sim acho que é o ano do Linux hein… rsrs

  • Gertrudes, a Lhama

    Achei feio esse Fluent Design… Se a ideia é evitar distrações e focar no conteúdo, achei que o fundo translúcido faz justamente o contrário. O fundo branco liso faz eu focar no conteúdo, já o translúcido faz eu prestar atenção no fundo em si.

    Mas esperamos que evolua, o Material Design era bem podrezinho no início, mas conforme foi se aperfeiçoando e os designersforam aprendendo a usar, ele ficou bem bonito e intuitivo.

    • David Matheus

      Acho que a translucidez serve pra você não bater na quina de uma mesa.
      Não faz sentido num PC mas num Hololens deve.

      • Jack Silsan

        Exatamente

    • Jack Silsan

      Fluent tem tudo a ver com realidade aumentada/mista e HoloLens. Além disso você pode tornar tudo opaco se quiser

  • Diogo Nóbrega

    Esqueceram de citar a novidade mais importante: Microsoft lança recurso stories no Windows…

    https://uploads.disquscdn.com/images/2a7b61c4fda20a922e4d3519f597e98901dba00849730ff536c9c15a6d55293a.png

  • Diogo Nóbrega

    Esqueceram de citar a novidade mais importante: Microsoft lança o stories no Windows…

    https://uploads.disquscdn.com/images/a4dfbb167be324d27bf8c329066eae1bc6cf7696249c32efda0be91821f728d4.png

    • DumbSloth87

      HUAHUAHUAHUA!!!

    • Marquinho Zuquembergue pira no Stories™.

    • Bruno Martins Santana

      A cada Stories que você postar, Bill Gates doa 1 Dollar para acabar com a fome na Africa

  • Deilan Nunes

    quero mesmo é um Windows estável e que deixa vc controlar as atualizações

  • Anderson Antonio Santos Costa

    Essa nova interface do Windows 10 me lembra a Aero do Windows Vista e 7.
    Instalação de distros Linux pela Loja do Windows certamente vai eliminar a necessidade de dual boot entre Windows e Linux, na minha opinião. Gostei disso.

    • Joaomanoel

      Imo lembra mais é o Ubuntu na sua época gloriosa e o MacOS hahahah.

  • Danilo Alves

    E o Movie Maker? morreu de vez?

    • André

      Também está presente, por meio do Story Remix. https://youtu.be/kh0be6z-Zl8 🙂

      • Maxnoob

        Não sei por que isso me fez lembrar do GoPro Quik

  • Jack Silsan

    A Microsoft apresentou outras novidades. O Xbox terá suporte à periféricos de pc https://twitter.com/mspoweruser/status/862740411432947713 algo até previsível, embora impensável até um ano atrás. Uma bem inesperada foi o anúncio do iTunes na Loja https://twitter.com/onmsft/status/862716001275793408
    Isso por sí só já foi bastante surpreendente, mas teve algo ainda mais incrível: Ubuntu, Fedora e SUSE estarão na Loja https://twitter.com/windowsdev/status/862720951531610112
    Isso pra mim é conceitualmente semelhante a ir na Play Store ou em outra fonte e baixar uma custom ROM

    • Hail Hidra

      Ir a Play Store e simplesmente baixar LineageOS seria demais

      • Jack Silsan

        Pode crer. Imagino que isso iria requer um hardware maus cavalo pra smartphones darem conta da virtualização

    • tuneman

      quando conectava um teclado no xbox ele não funcionava? nem fora do jogo?

      • Jack Silsan

        Que eu saiba não.

        • tuneman

          Nossa. Até o PS3 aceitava mouse e teclado pra controlar a interface. Só em jogos que não funcionavam​.

          • É que para apps, a MS tinha um teclado que vc encaixava no controle do Xbox.

          • tuneman

            A Sony tbm tinha um teclado assim.

          • Rafael Brunello

            Mas que eu saiba o suporte para funcionar teclado e mouse é em jogos!
            ;D

  • Na moral, quando vou poder jogar de novo no Windows? Porque depois do 7 jogos não rodam bem, e no 10, a perda de Frame é muito constante…

    • Hail Hidra

      Tentou ativar o modo desempenho

    • Nenhum problema por aqui.

    • Bruno Ramos

      Brother o problema do Windows 10 é o DVR. Abre a Xbox e vai em configuração e desabilita a DVR. Seus frames vão melhorar em 100% na hora.

    • Nenhum problema aqui.

  • Olegario Souza
    • Ramon Gonzalez

      O que é aquilo ali na extrema direita, depois do iPhone? Porque aquilo ainda consta nos materiais da empresa? Marketing furado…

    • Bruno ✔

      Mas porque tem um telefone com Windows ali? Todo mundo sabe que a M$ não gosta dele.

      • Olegario Souza

        Tem quem usa ainda.

        • Ivan

          E ultimamente, quem usa, odeia… rs

  • Maxnoob

    Tudo isso pela mesma bagatela de…. ah você sabe, todos os seus dados 😀

    • Vc tá na internet, então a empresa que presta os serviços de internet já sabe vários dos seus dados, mais o facebook e twitter que tem widgets em todos os lugares + o Google com os anúncios

    • Se quer privacidade só usar GNU/Linux, simples.

      • Maxnoob

        Mas lá é chato. Não tem joguinho bom, gráficos nem sempre funcionam direito, e o dpi é medonho…
        Sem falar no mar de bugs.
        Tenho um ssd secundário que uso quando quero matar a curiosidade dessas distros novas… Mas no final é tudo a mesma mer..

  • Molinex

    Ubuntu, openSUSE e Fedora… Agora essa lojinha vai ficar boa…
    Quem usa Linux e Windows, quando sair essas atualizações, bem que podia testar e compartilhar a experiencia…

    • Vai ter gente testando, só acompanhar os sites de Linux

      • Molinex

        Sites de Linux?
        Sei lá do que você ta falando, mas beleza…

        E de qualquer forma, nesse caso me interessa mais a opinião de um windeiro (se é, que esse termo existe). No que ajuda ter a disposição as ferramentas do Linux, se pro dev facilita a vida, se algum usa as ferramentas pra algo além de ficar fazendo baianagem de instalar interface grafica, essas coisas…

        Se eu pergunto pra gente que usa Linux, o que ele vai pode me responder? Ele não usa Windows a resposta dele vai ser baseada em matérias, teorias, e seu gosto duvidoso (fanatismo religioso), por alguma distro…

        Agora a resposta de quem usa Windows pode ser surpreendente, ou no minimo engraçada, como a sua…

        Sites de Linux… Vai vendo…

        • Diolinux, fera. Ele não tem essa viadage de usar Linux e odiar Windows.

          • Molinex

            Concordo, muito bom o trabalho do gordinho…
            Mas como eu disse, ele não usa Windows, como ele vai falar de uma coisa que não usa?
            Ler materias, eu leio aqui, leio lá, já a opinião de quem usa, eu consigo conversando com quem usa…
            O termo “viadagem” já não tem há ver com tecnologia, e a ideia aqui era essa, debater sobre tecnologia, né?
            Porque se não for, pra mim não interessa continuar a conversa…

          • Pra quem usou “baianagem” como forma de ofensa, como se nascer na Bahia te deixa inferior de alguma forma, cagar regra sobre termo é hipocrisia.

            Uso Windows e o WSL e pra desenvolvimento front-end Node.js, está bem satisfatório. Aliando com as chamadas pros apps nativos do Windows como o Docker.exe e o Vagrant, é uma solução quase perfeita para o problema de incompatibilidade de ambientes.

            Mas a melhor maneira de desenvolver uma opinião é você mesmo testar e ver se te atende, o que é tão óbvio que acredito que nem precisaria falar.

          • Molinex

            Vamos por partes:

            Primeiro, metade da minha familia vem de Salvador Bahia, e moro em um reduto Baiano, onde o termo não ofende ninguem e pelo contrario é até comum, mas de qualquer forma se ofendi você ou algum baiano me desculpe. Outra coisa, quando usei o termo “baianagem”, usei, pra generalizar um comportamento, quando ele usou o termo “viadagem” usou pra me ofender pessoalmente, mas isso você não percebeu…

            Terceiro (antes do segundo, para o segundo fazer sentido), eu uso o Linux. Não preciso usar o Linux no Windows pra saber como o sistema funciona, e já tenho minha opinião formada sobre o assunto. Entretanto me bateu a curiosidade, para um usuario do Windows, no que ajuda, ou o que significa, ter o bash desses sistemas a disposição, e para isso a opinião de terceiros é mais esclarecedora, e já me basta.

            Segundo (essa é a parte da sua resposta que importa pra mim), tem como rodar o docker pelo bash aí também, fora a versão para windows que você já usa?
            Tá vendo, conversar com quem usa, satisfaz a curiosidade, desperta mais duvidas, esclarece alguns pontos, e é assim que funciona…

          • Se não tivesse começado escroto desde o primeiro comentário, a conversa já teria começado útil. Vamos lá.

            Para um usuário normal o bash não serve para nada, assim como no GNU/Linux e no Mac. O recurso realmente é pensado em desenvolvedores.

            Sobre o Docker, infelizmente não rola usa-lo a versão para Linux, mas seria pedir demais. Felizmente a interoperabilidade com os binários Windows funciona, ou seja, você pode interagir com o Docker do Windows pelo Bash do WSL, o que na prática é quase a mesma coisa, com a diferença de ter que colocar um `docker.exe` ou invés de simplesmente `docker` na linha de comando.

            A galera do GNU/Linux que não usa Windows se incomoda à toa com o WSL. Não quer usar? Não use-o. Ninguém liga. O recurso é para quem usa Windows e quer algo que performe um pouco melhor que uma VM ou até mesmo que o Docker, ou só um cliente SSH decente.

          • Molinex

            Ser escroto, é ser assim ó:

            Eu quero que se dane a galera do GNU/Linux não compartilho da maior parte da ideologia deles, uso Linux, ou qualquer tipo de *nix, porque é conveniente pra mim, me deixa mais produtivo e por esse mesmo motivo não uso o windows…

            Sei do poder que o bash tem, e queria saber se os usuarios de Windows estão sabendo aproveitar, mas isso foi só uma curiosidade, na real, eu quero que se dane se vão usar ou não o bash, é obvio que isso não vai mudar minha vida…

            Dei azar dessa vez, infelizmente… Quem sabe na próxima vez não encontre alguém com argumento, ou pelo menos alguém que entenda um pouco, e queira debater sobre tecnologia, e não sobre viadagem ou escrotice…

            Da outra vez até pedi desculpa, porque esperava que você fosse acrescentar alguma coisa, infelizmente perdi meu tempo com mais um idiota… Paciência, mais sorte na próxima…

            Viu só, isso é ser escroto…

          • OK, grande parte descartável novamente, mas beleza.

            Posso falar por experiência própria, trabalho com frontend web, que foi uma ótima feature no Windows. Uso o note para jogar e também gosto de acompanhar o que anda rolando no mundo .NET, mas a linha de comando deprimente me obrigava a manter um dual-boot para ter algo decente.

            Hoje não está 100%, mas com docker + vagrant + WSL, já posso dizer que é possível ficar somente com o Windows, e GNU/Linux só nas VMs, para testar.

          • Molinex

            A intenção aqui não é bater boca, ou ficar falando merda, não tenho maldade com sistema nenhum, e nem com quem usa o sistema, e desde o começo, fui tratado como se a qualquer momento, eu fosse falar mal de Windows ou de quem usa, quando na verdade só queria matar uma curiosidade…

            Conversando com você, fora toda a agressividade, ainda consegui entender algumas coisas legais, como o limite pro docker, que é um limite na virtualização, já que o docker é uma virtualização que roda no nivel do kernel. Visto por esse angulo, também não deve ser possivel trabalhar com mesa, ou vulkan através do WSL, e a utilidade maior do subsistema, talvez seja mesmo, pra criar tecnologias para web. Tanto para back, quanto para front-end…

            A gente começou mal, essa conversa poderia ter sido muito mais produtiva…

          • Tem gente que consegue rodar o X numa boa, aplicações gráficas e tudo. Mas não é de se esperar que o time que desenvolve o core foque nesse tipo de comportamento.

            Sobre o docker, não é bem uma virtualização a nível de kernel, é só um isolamento do contexto da aplicação. No Windows e no Mac é necessário rodar uma VM com GNU/Linux para usar o docker, mas nas últimas versões o desempenho melhorou bastante já que passou a usar o Hyper-V no Windows e o virtualizador nativo do OSX nos dispositivos Apple, mas o melhor case de desempenho continua sendo no Linux, onde as aplicações são publicadas.

          • Molinex

            Já tinha visto, gente rodando o X também, mas também não acho que essa seja a finalidade, é que recentemente fui mexer um pouco com openGL, por isso cogitei. Mas pensando bem, um dev de Windows que vá mexer com graficos 3d, vai desenvolver pra directive x, que por sinal é bem melhor…
            Mexi pouco com o docker, configurei uns containers com nginx, e depois subi a imagem pra um maninho meu, que iria trabalhar com landing pages. E uma, ou outra, imagem em produção. Acho que essa é a maior vantagem, poder compartilhar um ambiente já configurado…

  • kadug

    Gostei muito da nova linguagem de design. Lembra o Windows Vista e 7, os dois sistemas mais bonitos que a MS já devolveu.

  • Melhor integração com smartphones, inclusive o Android e IOS???? Se não for com eles, vai ser com quem???