Início » Mobile » HTC U11 é um smartphone potente e “apertável”

HTC U11 é um smartphone potente e “apertável”

Por
49 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Rumores diziam que a HTC estava preparando um smartphone “apertável”, com bordas sensíveis à pressão que ativariam recursos sem você tocar na tela. De fato, este é um dos destaques no HTC U11; confira os detalhes.

O HTC U11 traz um processador Snapdragon 835, 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento expansível por microSD. Haverá uma versão para determinados países (provavelmente a China) com 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento.

A tela LCD de 5,5 polegadas possui resolução 2560 x 1440 e vidro curvado Gorilla Glass 5. E as bordas de metal têm sensores de pressão abaixo das teclas de volume e liga/desliga.

O Edge Sense diferencia entre apertos rápidos e longos: dessa forma, você pode segurar com força para ativar a câmera, e apertar novamente para tirar uma foto sem nunca tocar na tela (enquanto usa luvas, por exemplo). O aparelho é robusto e não flexiona quando você faz isso.

O recurso é bem menos versátil do que os vazamentos prometiam, basicamente equivalendo a um botão físico. Da mesma forma que você pode pressionar o botão Bixby no Galaxy S8 para ativar o assistente da Samsung, você pode pressionar as laterais do HTC U11 para abrir o Google Assistant (ou qualquer outro atalho).

Inclusive, este aparelho virá com três assistentes. Fora o Google Assistant, ele terá a Amazon Alexa, e você também pode ativá-la com a voz. O U11 possui quatro microfones, e um deles sempre estará atento a uma palavra-chave; ao ouvir “OK Google” ou “Alexa”, os outros três microfones são ligados instantaneamente, será realizado um rápido cálculo direcional, e o microfone apontado na melhor direção ficará ativo.

Além disso, o U11 virá com o Sense Assistant da própria HTC: ele vai analisar seu dia a dia e comportamento para oferecer sugestões, como levar um guarda-chuva para o trabalho.

O aparelho tem uma nova versão do BoomSound: há um alto-falante na parte superior, e outro “escondido” na parte inferior que trabalham em conjunto para produzir um som bastante alto.

Não há a tradicional entrada de 3,5 mm, mas os fones de ouvido HTC USonic que acompanham o aparelho trazem alguns recursos bacanas. Eles se conectam via USB-C, possuem cancelamento de ruído ativo, e usam um pulso semelhante a um sonar para analisar os contornos do seu ouvido e ajustar os sons de acordo.

Na traseira de vidro, você encontrará uma câmera de 12 megapixels com lente f/1,7 e estabilização óptica de quatro eixos. O autofoco Dual-Pixel substitui o foco por laser do antecessor HTC 10.

Esta câmera é considerada a melhor do mercado no DxOMark com nota 90, à frente do Google Pixel (89) e do Galaxy S8 (88). No entanto, esse benchmark nem sempre reflete o desempenho de mundo real; portanto é melhor esperar outros comparativos.

A câmera frontal, por sua vez, tem 16 megapixels e lente grande-angular de 150 graus. A bateria de 3.000 mAh tem suporte à tecnologia Quick Charge 3.0 da Qualcomm, mas não oferece carregamento wireless. O corpo tem resistência IP67 à água e poeira. O aparelho roda Android 7.1.1 Nougat com a personalização Sense.

O HTC U11 está em pré-venda nos EUA por US$ 649 e começará a ser distribuído em junho. A fabricante não tem representação oficial no Brasil.

Mais sobre: ,