Início » Carro » Carros da Audi e Volvo terão Android mais completo

Carros da Audi e Volvo terão Android mais completo

Google Assistente, mapas mais completos e até integração com assentos e ar condicionado

Paulo Higa Por

O Google quer oferecer mais que um simples espelho do smartphone no painel do seu automóvel. Depois de levar o Android Auto para mais de 300 modelos de carros, incluindo alguns menos caros, como o Volkswagen Gol e o Chevrolet Cobalt, a empresa está fechando parcerias com a Audi e a Volvo para integrar uma versão mais completa do Android nos veículos.

O objetivo é fornecer um Android mais integrado com os comandos do veículo. De acordo com a Bloomberg, que teve acesso a uma versão preliminar do sistema rodando em um carro da Volvo, a interface é composta de três telas principais: uma para controlar música, outra com a lista de aplicativos de Android instalados no carro, e uma terceira com ajustes como posição do banco e temperatura do ar condicionado.

Uma das adições será o Google Assistente, que está cada vez mais onipresente — ele já entende português, é integrado ao aplicativo de mensagens Allo e, aos poucos, está deixando de ser exclusivo dos smartphones Pixel. No automóvel, será possível fazer buscas, pedir instruções de GPS e efetuar chamadas telefônicas. Se você tiver uma casa conectada, pode até mesmo ligar as lâmpadas pouco antes de chegar, por exemplo.

Além disso, os mapas poderão ganhar imagens de satélite e visualizações em 3D. Atualmente, o Android Auto mostra apenas uma versão simplificada do Google Maps no painel do carro, com as instruções até o destino, o tempo considerando o trânsito e um mapa sem muitas informações além dos nomes das ruas. E você precisa conectar seu smartphone ao carro; com a nova versão, isso não será mais necessário.

Leia maisUm mês com Android Auto no carro: os prós e contras

Algumas restrições continuarão existindo, como a impossibilidade de assistir a vídeos do YouTube, já que isso pode distrair os motoristas. Eu também não me surpreenderia se o Google não permitisse a utilização do Waze, que muitas vezes incentiva que o usuário interaja com o aplicativo, o que é proibido pelas leis de trânsito do Brasil e de outros países.

Saberemos mais detalhes do novo Android para carros durante o Google I/O, evento para desenvolvedores que começa nesta quarta-feira (17).

Mais sobre: , ,

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Joseph Arimateias Diniz
Pois é.

Até hoje o principal apelo do Android Auto era o multimídia. O que é legal para o passageiro mas nem tanto para quem dirige. GPS o que não falta é opção tão boa quanto e mais barata.

Algo que fosse realmente útil para o motorista durante o ato de dirigir é o que está faltando nesses assistentes "inteligentes".
André G
A Siri demorou anos para aprender português e no momento só temos duas lojas oficiais da Apple no Brasil, o mercado brasileiro não é interessante o suficiente pra ela.
André G
Talvez por que eu consigo mudar as estações sem precisar tirar a atenção da via, mas para mexer no Waze eu preciso olhar para a tela do smartphone.
Eu confesso que o Waze não me atrapalha em nada, envio alertas e minha atenção não é muito consumida, na verdade presto mais atenção do que as vezes que olho para algo que está acontecendo fora do carro, como um vendedor ambulante, obra, carro diferente, etc
André G
Finalmente mesmo, pois quando surgiu a intenção era mostrar várias informações do carro, como alertas do combustível, motor, etc.
Pouco a pouco deve ir melhorando, na S-10 do meu pai tem o My Link que é possível usar o Android Auto, mas eu não uso pq acho muito inútil e ele deixa o smartphone sem uso enquanto estiver conectado.
Joseph Arimateias Diniz
"uma terceira com ajustes como posição do banco e temperatura do ar condicionado."

Finalmente esse Google Auto está ficando interessante.
Renan
A lei proíbe o manuseio de celular (CTB, 252, parágrafo único), mas permite o acionamento de equipamentos e acessórios do veículo (CTB, 252, V). Acho que o Waze se encaixaria melhor na segunda opção. Como usar um GPS poderia ser mais grave do que manipular as estações de rádio?
Magnosama
Apple Carplay é mesmo muito ruim.
Bruno Aveiro
Do outro lado temos o Apple CarPlay que nem o app maps da Apple tem disponível no Brasil.
O pior é que perguntei pra um vendedor da Citroën se havia previsão para a liberação do mapas no CarPlay. Informou que nem virá para o Brasil por questões de instabilidade da aplicação.
E nem notícia sobre isso conseguimos encontrar. =/