Início » Mobile » A Quantum resolveu lançar outro smartphone de R$ 999

A Quantum resolveu lançar outro smartphone de R$ 999

Quantum You é um smartphone básico que tem o mesmo preço de praticamente todos os smartphones da marca

Por
30 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

A Quantum lançou nesta quarta-feira (17) o You, um smartphone de entrada que custa R$ 999. Esse é exatamente o preço sugerido do recém-anunciado Go 2, e o mesmo valor cobrado à vista pelo Fly e Muv Up. Ele mantém o leitor de impressões digitais e os bons números de RAM e armazenamento dos outros aparelhos da marca, mas tem processador mais simples.

Apesar da carinha de Nexus 6P, o You é um aparelho menor e basicão, com tela IPS de 5 polegadas (1280×720 pixels), processador MediaTek MT6737 quad-core de 1,25 GHz (inferior ao MT6753 e Helio X20 dos outros smartphones da Quantum), 3 GB de RAM, 32 GB de armazenamento interno (com entrada para microSD) e bateria de 2.500 mAh. As câmeras frontal e traseira são de 13 megapixels.

Ele possui traseira de metal (provavelmente mais agradável ao toque que o estranho preto asfalto do Muv Up) e vidro com bordas levemente curvadas (2,5D). Diz a Quantum que uma das novidades do You é o aplicativo de câmera, que ganhou um “modo profissional” e agora permite ajustar ISO, velocidade do obturador, balanço de branco e foco.

E por que a Quantum tem cinco smartphones na mesma faixa de preço? A empresa afirma que o “objetivo dessa estratégia é chegar a um portfólio rico e com opções para as mais variadas necessidades, de um público consumidor com demandas cada dia mais diversificadas”. Na prática, quase todos os smartphones da Quantum têm o mesmo público; eles só estão mudando por fora.

O You já está disponível no site e nos quiosques da Quantum, por R$ 999. Uma variante mais simples, batizada de You L, terá menos RAM (2 GB), câmera frontal com resolução menor (8 megapixels) e chega sem sensor biométrico; o aparelho será vendido exclusivamente no varejo por R$ 749.

Mais sobre: ,
  • HenryS
  • Willguevara

    Não gosto desta estratégia de inundar o mercado com diversos aparelhos, mas se funcionou para Samsung, por que não?

    • Diego F. Duarte

      Funcionou por um tempo, vc quis dizer

    • Carlin

      O “problema” é que naquele momento era rentável, os smartphones estavam se tornando cada vez mais populares e a Samsung conseguia bancar a estrategia, já a Quantum ainda não é ninguém no mercado, talvez a estrategia possa ser viável, mais não vejo muito apelo, já que poderá deixar o cliente confuso!

      • Willian Tetsuo Shiratori

        a LG e a Lenovo estão fazendo isso já…

        Algumas vezes, esse mundo simplesmente não tem explicação.

    • Vinícius Araújo

      Funciona por um tempo, depois cansa. Não sei porque toda marca quer seguir esse caminho… Acho que os números sobem a cabeça.

  • Vinícius Araújo
  • Luiz Vitor Monteiro

    Importar continua tendo melhor custo/beneficio

  • Jefferson Rodrigues

    Tô fora!

  • Rookie naz

    Se é pra lançar tantos modelos que mudem o tamanho da tela e os preços também, quem vai deixar de pegar um GO 2(que não é aquelas coisas) pra pegar um desse no mesmo preço.

  • h1ghland3r

    Que bosta, Quantum ‘-‘…

  • Uzumaki Jiraya

    6737….bem fraquinho.

  • Deilan Nunes

    design diferente…consumidor normal nao ta nem ai pra especificações quer um celular com um design diferente

  • Essa Quantum está fazendo um serviço público ao vender esses aparelhos com bastante RAM.

    • Anthony Fernando

      Verdade. Agora o único problema são ROMs customizadas para esses processadores, por conta disso que eu fico ainda com um pé atrás para comprar.

      • Seria um problema se a ROM da Quantum não fosse tão limpinha.
        Só rotear se necessário e personalizar como quiser.

        • Anthony Fernando

          É, dá pra instalar um Xposed e fazer umas modificações até razoáveis mas, não é a mesma coisa que uma ROM
          customizada. Tive um Blu Life Pro com processador MediaTek bem bacana inclusive e usei ele por 4 meses com root e Xposed até que ficou limitado em personalizar e enjoativo.
          Passei pra frente e de lá pra cá só compro smartphone com processador Qualcomm devido a facilidade em desenvolver ROMs para o SoC

  • Wololo ✔

    Controle manual na camera eu acho uma grande evolução, se não for igual aquela coisa tosca da motorola com obturador limitado.
    No mais, achei o telefone feio como todos os outros.

  • Tori

    “13 FUCKING MEGAPIXELS” na parte de trás do smartphone só pra vc não esquecer.
    me sinto na época dos MP7