Início » Legislação » Investigação de estupro contra Julian Assange é arquivada

Investigação de estupro contra Julian Assange é arquivada

Por
14 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Uma das fases mais conturbadas da vida de Julian Assange está um pouco mais perto do fim. Em 2010, o fundador da Wikileaks foi acusado de estupro por uma mulher sueca, o que o fez buscar asilo — ele está na embaixada do Equador em Londres desde 2012. Nesta sexta-feira (19), porém, o Ministério Público da Suécia arquivou o processo contra ele.

Assange sempre se declarou inocente das acusações, mas se recusou a se apresentar às autoridades suecas para prestar esclarecimentos pelo temor de a investigação ser uma armadilha que o faria ser extraditado para os Estados Unidos, onde ele seria julgado pela disponibilização dos documentos do governo na Wikileaks.

Julian Assange

Julian Assange

O medo de extradição não é desmedido. Depois da última grande leva de vazamentos — o projeto Vault 7 —, o secretário de Justiça dos Estados Unidos, Jeff Sessions, declarou publicamente que a prisão de Assange é uma prioridade.

Apesar disso, Assange tratou de se defender da acusação de estupro. Em novembro de 2015, integrantes do Ministério Público da Suécia foram até a embaixada do Equador em Londres para interrogá-lo. Na ocasião, Julian Assange alegou que a relação sexual que ele teve com a mulher sueca foi totalmente consensual.

Mas o depoimento, por si só, não serviu para inocentar Assange. O Ministério Público da Suécia só decidiu arquivar o processo porque a permanência do fundador da Wikileaks na embaixada do Equador impede a continuidade da investigação. O processo pode ser reaberto se Julian Assange votar à Suécia até 2020.

A promotoria explicou que é obrigada pelas leis da Suécia a descontinuar o caso se todos os recursos inerentes à investigação forem esgotados. É o que aconteceu. Dadas as circunstâncias, o trabalho só pode continuar se a embaixada do Equador colaborar diretamente com as autoridades suecas, o que claramente não irá acontecer.

Julian Assange comemorou no Twitter, inclusive publicando uma foto. Mas o arquivamento do processo não significa que agora ele pode sair em segurança da embaixada. A polícia britânica já avisou que ainda tem uma ordem de prisão contra Assange por conta do não comparecimento dele a uma audiência em um tribunal do Reino Unido em 2012.

“Detido por sete anos sem razão enquanto meus filhos cresciam e meu nome era caluniado. Eu não perdoo e nem esqueço.”

O governo do Equador espera que o Reino Unido conceda um salvo-conduto que permita a Assange se dirigir ao aeroporto e sair do país. Assim, ele poderá usufruir de seu asilo em solo equatoriano. Mas vai ser difícil: as autoridades norte-americanas já enfatizaram que querem deter Assange — o Reino Unido não é de contrariar os Estados Unidos.

  • Ricardo – Vaz Lobo

    Está livre, mas continuará preso. E essa “Eu não perdoo e nem esqueço” cheira a vingancinha.

    • Marcvs Antonivs

      Eu também, no lugar dele, não perdoaria nem esqueceria e faria todo o possível para colocar a mulher que levantou uma acusação falsa na cadeia. O mal de muita gente é deixar o que é justo pra la, ou chamar o que é justo de “vingancinha”

  • Leandro Nascimento

    Se ele pegar um carro oficial do Equador, sair da embaixada nesse carro e entrar numa aeronave militar equatoriana, ele ainda vai estar “pisando em solo do Equador”, não?!

    • emersonalecrim

      O carro oficial do Equador vai circular pelas ruas de Londres, então eles têm que se submeter às leis de lá. Sem o salvo-conduto, é difícil ele conseguir sair de lá em segurança.

      • Ed

        Poxa, era só ele se esconder deitado no banco de trás, ou no porta-malas, tão simples… só que não, rs

        • Marcvs Antonivs

          De qualquer forma ele tem que passar pelo aeroporto, pelas autoridades aeroportuárias.

  • D’ Carvalho

    Assange é um caso que mostra a falsa liberdade que as principais potências mundiais dizem defender.

  • Se ele pegar o carro poderá sim, o carro e uma propriedade do Equador, que circula no pais, e um pais ambulante, isso em qualquer lugar do mundo!