Início » Legislação » Receita Federal leiloa iPhones 7 pela metade do preço

Receita Federal leiloa iPhones 7 pela metade do preço

Lote com dois iPhones 7 de 128 GB tem lance mínimo de R$ 3.000; um único aparelho sai por R$ 3.899 na Apple

Paulo Higa Por

A Receita Federal vai realizar, no dia 6 de junho, um leilão de produtos que foram apreendidos no Aeroporto Internacional do Recife. Entre os objetos leiloados estão roupas, peças de motocicletas, jóias e eletrônicos, incluindo iPhones 7 que podem sair pelo equivalente a metade do preço cobrado pela Apple no mercado brasileiro.

São 27 lotes de iPhones, e todos aceitam lances de pessoas físicas. Os valores mínimos dependem da quantidade de aparelhos no lote e da capacidade de armazenamento. O mais comum são lotes de dois iPhones 7 de 128 GB com cores variadas por R$ 3.000. Nesses 17 lotes, cada aparelho pode sair pelo equivalente a R$ 1.500, menos da metade dos R$ 3.899 cobrados pela Apple.

Também há lotes de iPhones 7 com outras capacidades de memória:

  • Dois iPhones 7 de 256 GB com lance mínimo de R$ 3.800;
  • Três iPhones 7 de 32 GB com lance mínimo de R$ 3.900;
  • Três iPhones 7 de 256 GB com lance mínimo de R$ 5.700.

Um iPhone 7 de 32 GB sai por R$ 3.499 no mercado brasileiro, enquanto o de 256 GB é vendido por R$ 4.299. A economia, portanto, pode chegar a 2,4 mil reais por aparelho. No entanto, é preciso levar em consideração que sobre o valor dos arremates incide o ICMS, que varia de estado para estado e, no caso do lotes de iPhones, a tarifa de armazenagem da Infraero.

Quem estiver interessado pode dar lances entre os dias 24 de maio e 5 de junho, das 8h às 18h. É necessário ter certificado digital válido e estar em situação regular no CPF para participar de leilões eletrônicos. Você pode conferir o edital (0417700/000001/2017) e as instruções no site da Receita Federal.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Roger

As vezes me da pena de gente ignorante que nem tu. No minimo tu odeia corrupção, mas dai nessa horas, defende contrabando. Boa ai

Roger Martins
As vezes me da pena de gente ignorante que nem tu. No minimo tu odeia corrupção, mas dai nessa horas, defende contrabando. Boa ai
Roger

A difenreça é que é lei e te avisaram. Quer honestidade, começa da base fião.

Roger Martins
A difenreça é que é lei e te avisaram. Quer honestidade, começa da base fião.
Roger

A diferença é que a lei te avisa, simples. Tu pode comprar maconha em outros países, se tirarem de ti aqui é oq? Roubo também?

Roger

Tu é apenas um idiota, que quer justificar tua desonestidade. Tenho pena de pessoas que nem tu, nessa realidade utópica.

Roger Martins
Tu é apenas um idiota, que quer justificar tua desonestidade. Tenho pena de pessoas que nem tu, nessa realidade utópica.
Roger Martins
A diferença é que a lei te avisa, simples. Tu pode comprar maconha em outros países, se tirarem de ti aqui é oq? Roubo também?
Daniel Ribeiro
Tecnicamente são situações diferentes... Longe de mim defender o estado, mas o estado tem um custo para manter as ruas por onde o veiculo circula, então até faz algum sentido cobrar um imposto recorrente específico sobre a propriedade do veículo. É diferente de você viajar para fora, comprar um iPhone (ou 1000) e voltar para o Brasil. Você não gerou nenhum custo para o erário. Não faz sentido cobrar imposto sobre isso.
Edson Veloso Murta Júnior
Daniel compartilho da mesma ideia. Temos um roubo de veículos pelo estado que ao meu ver é o cumulo do absurdo o cara me compra um carro 1.0 mais caro do planeta tipo uns 45mil termer dilmas com todos os impostos pagos se o cara não pagar o IPVA mais o DPVAT o bem dele de 45 mil temer dilmas é retirado dele e elevado para um patio onde se cobra a diária e o guincho. Ao meu ver o correto era o estado dar um cheque no valor do veículo vide tabela fipe.
Leonardo
quanta bobagem!
Daniel Ribeiro
Não não... é Roubo mesmo. R-O-U-B-O. Tomar os pertences de alguém é ROUBO independente de qualquer outro julgamento. Você pode argumentar que é fruto de "contrabando", mas a definição de contrabando é justamente a institucionalização do roubo... O estado acha que tem algum direito sobre a propriedade dos cidadãos, e lhe toma os bens por isso, muitas vezes recorrendo a violência. Isso ai é o estado dizendo que você é um escravo e que parte dos frutos do seu trabalho agora é dele.
Thiago nepomuceno dos santos
A receita pega apenas Iphone , pegar os jatinhos comprados com o dinheiro do povo pelo os politicos ai ninguem sabe d nada.
vladimir soares
Qual a diferença de voce comprar la fora e a receita aprender, (roubo) ou usar o celular na rua e o ladrão pedir o seu celular, pra mim aqui no brasil e roubo sim. Alias nesse Brasil nos somos roubados em todas as maneiras com os politicos brrasileros. né.
Roger

Rouba? Apreende né campeão. O cara chega com 5 iphones "pra família" e o cara acha que é roubo...ta

Exibir mais comentários