Início » Demais assuntos » Maior usina solar flutuante do mundo começa a gerar energia

Maior usina solar flutuante do mundo começa a gerar energia

Por
35 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

A China sofre há décadas com a poluição atmosférica, consequência do rápido crescimento e da dependência de carvão para energia. O país quer mudar isso rápido, construindo usinas solares a toque de caixa — e uma delas é flutuante.

PRNewsfoto/SUNGROW Power Supply Co., Ltd

A cidade de Huainan, conhecida por seu terreno rico em carvão, ganhou uma usina solar flutuante de 40 MW, a maior do mundo nessa categoria. Ela fica localizada em uma área de mineração que está inundada devido às chuvas, com profundidade de água entre 4 m e 10 m.

O ar mais frio na superfície ajuda a minimizar o risco de superaquecimento dos painéis solares. A inundação permanente torna esta área sem valor para mineração, por isso é uma boa ideia utilizá-la para outros fins.

Os equipamentos são da chinesa Sungrow e foram projetados para usinas flutuantes, funcionando em ambientes com alto nível de umidade e sal.

A China é o país que mais gera energia solar em todo o mundo, com uma capacidade instalada de 77 gigawatts. Eles planejam adicionar mais 110 GW até 2020, com um investimento que somará US$ 360 bilhões ao longo dos próximos três anos.

Uma das futuras usinas solares na China será a maior do mundo, com seis milhões de painéis fotovoltaicos e capacidade de 2 gigawatts; ela custará um total de US$ 2,3 bilhões. O objetivo do país é obter 20% da energia a partir de fontes renováveis até 2030.

No Brasil, a energia solar ainda é bem pequena. A capacidade instalada de sistemas fotovoltaicos é de míseros 28 MW, segundo a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). Isso corresponde a apenas 0,02% do total; nossa matriz é dominada por usinas hidrelétricas e termelétricas.

No ano passado, a Aneel publicou novas regras para a geração doméstica de energia solar. Residências que gerarem mais energia do que consumirem recebem créditos para diminuir a conta de luz; podem transferir esses créditos para terceiros; e podem dividi-los entre os moradores caso a geração seja feita em um condomínio.

Além disso, foi reduzida a burocracia para registrar painéis solares junto às empresas de energia: o processo dura até um mês, e foi reduzido a uma única etapa. A agência espera que, até 2024, cerca de 1,2 milhão de unidades consumidoras passem a produzir sua própria energia, com potência instalada de 4,5 gigawatts.

Com informações: Sungrow, Inhabitat.

Mais sobre: ,
  • CtbaBr

    Sem duvida é impressionante!
    Se a China conseguir em 2020 gerar mais 110 GW dessa forma, sera um marco notável,
    Para se ter uma ideia, Itaipu com toda sua grandeza gera 14 GW!

    • Joaomanoel

      Felizmente nossa energia não é por carvão, creio que por isso nem invistam tanto em meios mais sustentáveis.

      • Júlio Vasel

        exatamente. o problema ainda continua sendo o grande volume de água nas inundações pra fazer uma hidrelétrica. de qualquer forma ainda é uma energia muito limpa em relação ao que outros países precisam usar

      • Renan Araújo

        Talvez o investimento não exista por conta dos nossos líderes/gestores e a atrasada visão em investimento para novas tecnologias. Também, a tecnologia ainda é cara para instalar-se e relativamente demorada pra “se pagar”. Aqui no nordeste, principalmente no litoral, a energia eólica e solar são bem promissoras, mas esbarra nesses obstáculos que falei.
        As inundações necessárias pras barragens possuem impacto ambiental ainda alto e, como a gente vem observando as secas ainda assolam e o abastecimento de água anda precário. Por isso o investimento. Pagar agora pensando no futuro. Tive contato com gente muito fera em energias renováveis, pesquisas incríveis nesse setor, mas o incentivo deixa a desejar…

        • CtbaBr

          Exato, o custo ambiental de uma usina como Itaipu é significativo!
          Foram inundados 1.350 km² de terra altamente produtiva.
          Isso mexeu com a fauna local, mudou até o micro clima regional!

    • Luis Gustavo

      imagina fazer uma usina flutuante que cubra todo o lago de itaipu?? rsrsrsrs sei que é viagem mas seria algo lindo de ver

      • CtbaBr

        Seria muito interessante…
        Haveriam dois tipos de produção de energia no mesmo espaço!
        O problema é que no Brasil essa tecnologia é muito cara, sem contar os “desvios”!

        • Luiz Carlos

          Na época de seca, pouca chuva, seria u,solução, para evitar as altas nos preços. Como você mesmo falou, o problema é dos desvios, triste essa nossa realidade, não tem nenhum politico com visão mais ampla da evolução. Só enxergam o próprio bolso.

  • Deilan Nunes

    o gov chines ta pagando por isso tudo ou sao empresas privadas???

    • CtbaBr

      Boa pergunta…
      Como a China ainda é “comunista”, eu acredito que tudo foi bancado pelo povo, através do Estado!

  • Ricardo – Vaz Lobo

    Quem vai dominar o planeta primeiro: a SkyNet ou a China?

    • Espero que seja a SkyNet, pelo menos os robôs só vão nos exterminar, não nos obrigar a viver num regime socialista.

      • Douglas

        O engraçado da China e que ela só é socialista nas áreas que a interessa, como ditar duas vontades, porque se tratando de Money, ela é bem capitalista.

    • Hail Hidra

      A China vai dominar primeiro depois será a vez da Skynet

    • ToxicBR

      Primeiro a China, depois o Baidu vai falhar em conter a SkyNet. Alias a SkyNet vai alterar e assimilar o Baidu, incorporando-o ao seu código fonte, esse será o principal marco da dominação mundial.

      • Ricardo – Vaz Lobo

        Que fim horrível!

  • Vinícius G

    Como é essa parada de painel solar no Brasil? Alguém sabe dizer se com essas mudanças vale a pena instalar em casa?

    • Renan Araújo

      É como diz o texto, tem esses benefícios sim e a relativa desburocratização pra ter em casa. Problema é só o gasto elevado pra uma primeira instalação, no caso da solar, por exemplo, e o retorno, que não vem de imediato

      • Jack Silsan

        Estive pesando nessa questão do retorno, e conclui que esse é na verdade um investimento geracional. Certamente meus netos se beneficiarão da mudança de matriz energética. A mim restaria a resignação de gastar e ver no máximo um retorno financeiro em um médio prazo, caso eu instalasse hoje um sistema de geração de energia caseiro.

        • Garage Sale

          Sem falar que os painéis tem uma vida útil( 100%)de sua capacidade de 10 anos aproximadamente!
          Depois disso sua captação cai por se tratar de material em acetato, que se deteriora com o tempo(resseca, trinca,etc…)
          Ou seja: quando você acaba de pagar, já não está rendendo muito!!!

          • Jack Silsan

            Existem outras tecnologias para placas solares, não? Materiais cerâmicos, outros metálicos como alumínio…
            Preciso me inteirar sobre o assunto. Darei uma olhada nas minhas velhas Scientific America pra ver se acho algo relacionado.

    • Ricardo – Vaz Lobo

      Vi uma matéria, tem um ano mais ou menos, de um camarada da Região dos Lagos – RJ, que vendia o excedente pra distribuidora de energia. Felizão da vida (na reportagem…)

      • Jo

        Ricardo, nunca foi permitido no Brasil, em qualquer região, que se comercializasse o excedente para a distribuidora ou seja lá quem for, lamentavelmente, pois isto viria a alavancar o uso destas fontes de energia.

        • SiouxBR

          Aqui no DF também não existe essa possibilidade de vender o excedente (a CEB, fornecedora local, não aceita).

          Mas pode ser interessante instalar painéis solares para aqueles que possuem uma conta de energia superior a R$ 1.000,00 por mês, já que o custo de instalação ainda é muito alto.

        • Ricardo – Vaz Lobo

          Vou deixar o meu comentário equivocado aí. Obrigado pelo aviso..

      • Neto

        Nós meros mortais não podemos vender excedente, o que a gente iria ganhar por produzir energia seria crédito na próxima fatura.

        • Ricardo – Vaz Lobo

          Vou deixar o meu comentário equivocado aí. Obrigado pelo aviso.

    • Dario Pimentel

      A médio/longo prazo vale muito! Ontem mesmo eu descobri uma empresa chamada SOLAR PRIME que faz esse tipo de coisa em residências e empresas.

    • Paulo Cavalheri

      Na santa Ifigênia já tem painel solar prá vender +-pra 300kwts precisa de uns 5 painéis custando cada um +-900,00 fora outros equipamentos que nem sei o preço toda hora muda precisa pesquisar.mas compensa sim eu tenho o solar para água e é legal.

    • Ricardo – Vaz Lobo

      Vi um kit de $20ooo. E ainda tem a M.O. que ignoro o valor. Numa conta grosseira, se a conta de luz do barraco for de 200, em 100 meses você recupera o preju.

  • Burnerman_X

    E enquanto isso o Trump querendo reativar as usinas de carvão….

  • BloucV

    Apesar de ser mais cara do que outras fontes de energia, quem deveria investir tanto em energia solar quanto em energia eólica é o Brasil. De vez enquanto passa na globo news uns documentários que fala que o Brasil é um lugar privilegiado por ventos e pela luz do sol, os ventos no Brasil se comparado com outros países, é mais forte e mais constante, o que dá uma maior eficiência pra turbina eólica e a horas de luz de sol e a intensidade dele em certas regiões do Brasil é excelente para uma maior aproveitamento dos painéis solares. Pena que nesse país se pensa mais no agora e no passado do que no futuro

    • Tiago Celestino

      Fiquei impressionado com as turbinas eólica em Natal, não sei porque outros estados não apostam nesse tipo de energia.

      • BloucV

        É falta de vontade política. Pra se instalar um parque de turbinas eólicas demanda muito tempo, estudo e dinheiro fora toda a burocracia e isso não é interessante pros governantes, já que eles querem resultados rápidos e que possam ser feitos no tempo de mandato deles para que quando eles forem se reeleger, mostrarem as turbinas eólicas que o governo deles construiu. Acaba sobrando pra iniciativa privada fazer grande parte do trabalho e investimentos pra instalação dessas turbinas ou painéis solares. =/

  • Dayvson SS

    Talvez, se o Brasil seguir esse caminho, o que ainda existe do Rio São Francisco da hidroelétrica até a foz ainda sobreviva. Senão, as constantes reduções de vazão vão acabar o matando de vez.

  • Euphraim Carlos Mello

    Gostaria de saber se as baterias sao de ácido sulfúrico ph chumbo .
    Desastres a vista ao meio ambiente?

  • Euphraim Carlos Mello

    As baterias sao de ácido sulfúrico ph chumbo ? Qual tp utiliza?
    Desastres ambientais a vista!

  • Euphraim Carlos Mello

    As baterias sao de ácido sulfúrico ph
    Ou outros tp de baterias o meio ambiente agradece.

  • Helder Diniz

    http://www.hdsgrupo.com.br
    Automação, Energia Solar Fotovoltaica, Energia Híbrida, Obras, Projetos, Telecomunicações.
    email:[email protected]

  • Optimos Prime

    @google micro energia

  • Optimos Prime

    Vamos salvar este planeta … teorias Tesla …

  • Jack Silsan

    E nós aqui derrubando floresta pra construir elefantes faraônicos e encher o bolso de empreiteiro safado

  • D’ Carvalho

    Se alguém tiver grana suficiente, contrate um sistema de geração doméstica com revenda para rede. Recupera o dinheiro em 5 míseros anos!
    R$25~30.000

  • Paulo Cunha

    Me pergunto como as zonas de sombra criadas pelos painéis solares, gigantescos, impactarão o ecossistema neste e em outros casos…

  • Wellington Góes

    Ótimo ideia, especialmente, o reaproveitamento de área. Vale dizer que esta proposta também é válida para a manutenção do nível de pequenos lagos e represas, que servem para uso humano, diminuindo assim o efeito de evaporação, ou seja, são dois objetivos atendidos numa única ação, gerar energia e diminuir a perda de reservatórios de água potável (que não é este caso em específico, mas poderia ser o de outros).