Início » Internet » Google vai mesmo bloquear anúncios no Chrome

Google vai mesmo bloquear anúncios no Chrome

Mas só anúncios de má qualidade

Emerson Alecrim Por

Os rumores estavam certos: em um esforço para frear o avanço do Adblock Plus e semelhantes, o Google vai mesmo colocar um bloqueador nativo de anúncios no Chrome. Na primeira olhada, a decisão surpreende, afinal, cerca de 90% da receita da companhia vem da publicidade online. O que o Google quer fazer, na verdade, é bloquear apenas anúncios de má qualidade.

Quais seriam eles? Você certamente é capaz de responder. São aqueles anúncios que abrem sozinhos quando um link é clicado, se sobrepõem ao conteúdo, ocupam mais espaço do que o texto, tentam induzir o usuário ao erro (se misturando com imagens, por exemplo), reproduzem vídeo com áudio ativado automaticamente e por aí vai.

Imagem por geralt/pixabay

De modo geral, o Google quer atacar anúncios que são invasivos e excessivos. Eles perturbam de tal forma que muitos usuários acabam instalando ad blockers que bloqueiam tudo, até anúncios posicionados de maneira correta.

Todos os anúncios ruins serão bloqueados automaticamente nas versões para desktop e dispositivos móveis do Chrome. O recurso será disponibilizado a partir de 2018, assim, as partes envolvidas terão tempo suficiente para se adequar às novas regras. Para facilitar esse trabalho, o Google vai fornecer uma ferramenta que permitirá aos editores descobrir se seus sites exibem anúncios considerados inadequados.

É uma mudança de rumos que faz sentido. Ao longo dos últimos anos, muitos sites, inclusive portais mantidos por grandes organizações, passaram a não ter a receita esperada com anúncios (se é que um dia tiveram). O que eles fizeram? Colocaram mais banners nas páginas. Os usuários acabaram então ficando mais “cegos” para esses anúncios. A reação? Colocar anúncios invasivos, que tentam capturar a atenção “à força”.

Stop (Crédito: Pixabay)

Anúncios invasivos comprometem a experiência. O próprio Google ressalta que foi isso que levou a um número tão expressivo de usuários com ad blockers. No fim das contas, o excesso é ruim para todas as partes, inclusive para o anunciante, que gasta valores elevados com anúncios que geram pouco resultado ou que não podem ser devidamente mensurados.

Para decidir o que bloquear, o Google não se baseou apenas em estudos próprios. A companhia se juntou à Coalition for Better Ads, grupo formado por diversas organizações do setor para definir as melhores práticas relacionadas a anúncios online.

Não termina aí. O Google promete lançar uma plataforma (Funding Choices) que permitirá aos editores barrar o acesso às suas páginas por usuários que usam bloqueadores de terceiros (é o Google se vingando do Adblock Plus?). Um aviso será exibido para que essas pessoas desativem o bloqueador ou paguem uma pequena quantia via Google Contributor para acessar a página sem anúncios.

A plataforma está disponível, em fase beta, para editores da América do Norte, Reino Unido, Alemanha, Austrália e Nova Zelândia, e deve chegar a outros países até o fim do ano.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Grátis aonde?

Se isto acontece após você frequentar certos sites específicos ou algum site em potencial, é por culta do site mesmo e é recomendado que pare de navegar no mesmo, pois pode ocorrer de algum vírus acabar sendo baixando sem o seu consentimento.

Agora, se isto acontece o tempo todo após simplesmente abrir o navegador, mesmo sem iniciar a exploração ou até mesmo em alguns casos, do navegador abrindo sozinho e estas páginas sendo exibidas, é porque você JÁ POSSUI UM VÍRUS EM SUA MÁQUINA.

Normalmente vírus assim são do tipo Lillipop, que são bem chatinhos, mas qualquer anti-vírus consegue identificá-los. Só que ocorrem casos aonde os vírus são mais complexos é talvez seja necessário adquirir um anti-vírus pago, pois são milhares de vezes melhores do que os grátis ( evite anti-vírus pagos que possuem versões grátis, opte pelos totalmente pagos tipo McAfee ou Karspersky, pois conheço pessoas que já testaram as versões pagas de Avast e Avg e pouco realmente se diferenciavam das grátis, sendo tão fracos quanto ) e conseguem identificar muito mais fácil. Ou, caso isto também não dê certo, formatar o computador.

Sammy
Popup Blocker for Chrome, instala ele no navegador do seu PC e acabou, pra complementar instala o uOrigin Adlbock
Sammy
Entendo muito bem, atualmente meu site abre 1 popunder a cada 30 minutos e as vezes a cada 2 horas, o foda é que o povo pensa muito em si mesmo, e enche o site de ads simplesmente pq quer ganhar mais do que já ganha.
Sammy
Eu também pagaria, eu fiquei 5 meses fora do brasil, e assinei o RED nos estados unidos, e gostei bastante, além de apoiar os canais que gosto, também ganhei assinatura da Play Music e outros presentes, o foda é que o google não sabe fazer o youtube lucrar, e fica empurrando esses monte de incomodo para nós, entendo seu pensamento.
Gertrudes, a Lhama
Eu uso o Chrome ainda, e essas páginas felizmente sumiram. Faz um tempão que não vejo
Hugo Silva
Poderiam colocar quanto tempo o usuário tolera anúncios no YouTube. Por exemplo, eu tolero no máximo 5 segundos, que é o tempo de pular! Ou trocar o botão para não pular. Pois existem poucos anúncios que interessam!
Molinex
Tem que bloquear aquele do responda de 1 à 4 perguntas pra acessar o conteúdo... Mas esse não vão bloquear porque é dá Gurugle, né? Acho que vou apostar no projeto do maninho que criou o JS, me parece mais coerente
Muriel
"Quais seriam eles? Você certamente é capaz de responder." Esqueceram do pior de todos, aqueles anúncios que ficam tentando te redirecionar, já peguei página que geralmente consome menos de 100 Mb de RAM consumindo quase 3 Gb com essa coisa.
Um comentarista chato sem nick
Soube estes dias que um site de "disponibilização de mangás" foi atuado e forçado a retirar mangás que tinham licença no país. Resultado: chiadeiras iguais a sua sobre o assunto. Como digo: quem usa pirataria (já com a intenção ruim) não é diferente de um político acusado da Lava Jato.
Um comentarista chato sem nick
Distro Watch
Um comentarista chato sem nick
Use o AdwCleaner, que hoje é uma ferramenta do Malwarebytes. Geralmente são PUPs que substituem o próprio chrome também, isso que é o pior. Por isso que não acha. Pode procurar o fórum do Linha Defensiva ou Bleeping Computer que eles dão orientação gratuita para remoção também.
Francisco Aloisio
Amigos, estou sendo bombardeado com uma praga do tipo PUP. Páginas são abertas no navegador, uma após a outra. O Malwarebytes consegue perceber várias dessas páginas abertas e as bloqueia. Mas NÃO ACHA a praga que as abre. E assim tem sido nos últimos dias. Você tem alguma dica pra mim?
Hail Hidra
Já peguei vários vídeos do YouTube com 5 propagandas de 15s em um só vídeo sem opção de pular
Lourival Santos
Muito se discute se paga ou não paga o conteúdo, mais ai que está não tem nada de errado em cobrar e botar as propagandas o site é deles, mas também não podem chiar se ninguém tá afim de pagar e puder economizar, ainda mais se isso não se configurar crime algum, afinal o conteúdo esta ali no site sendo oferecido de forma "gratuita" e os aplicativos de bloquear anúncios são totalmente legais senão já teriam sido processados a muito tempo, visto que nada pode ser feito nesse sentido tentam inventar um talvez bloqueio de propagandas ruins pra ter o pé de bloquear usuários que fazem uso de bloqueadores pensem nisso. No mais o Google reclama de barriga cheia, lucros e mais lucros ano a ano de receita, mas se comporta como aquele animal com a boca cheia de comida e ainda chora que esta com fome.
Trovalds
White list nos ad-blockers. Puro e simples. Aqui os sites que frequento e não tem anúncio intrusivo estão todos liberados. De resto eu quero é que fechem por falta de grana mesmo. Enquanto o YT não libera o RED por aqui vai seguir bloqueado. Saco cheio de assistir vídeo, tá no meio de um raciocínio ou algo importante e... propaganda na cara. E normalmente nada haver com o conteúdo. "Mimimi você não contribui com o produtor de conteúdo, etc." Pro cara ganhar R$ 1 com um vídeo ele tem que conseguir uns bons milhares de views. E o Google recentemente mudou políticas de monetização e o vídeo pode monetizar mais ou menos dependendo da relevância do conteúdo. Mas quem diz se o conteúdo é relevante ou não? Como eu sei que esse assunto vai render, vamos lá: nenhum YT sobrevive só de monetização em vídeo. Outras formas que eles se sustentam: patrocínios, doações (eu contribuo com alguns criadores) e por aí vai. No frigir dos ovos quem de fato perde com bloqueadores de anúncios são acionistas grandes e executivos fominhas.
Exibir mais comentários