Esta semana, a Sony fez um em um evento em São Paulo para revelar os produtos que serão lançados no Brasil este ano. O destaque fica para as TVs, e uma delas produz sons a partir da própria tela.

O televisor Bravia XBR-65A1E, anunciado na feira CES em janeiro, é o primeiro modelo da Sony com tecnologia OLED e resolução 4K. Como é de se esperar, a qualidade de imagem na tela de 65 polegadas é muito boa, com cores vivas e tons escuros mais profundos.

Além disso, ela é a primeira a trazer o “Acoustic Surface”, que gera o som a partir da própria tela através de vibrações no painel OLED; há também um subwoofer escondido na traseira. Isso dispensa alto-falantes tradicionais e permite um design com bordas bem finas. A TV em si também é bem esbelta.

Ela vem acompanhada por um processador de vídeo X1 Extreme, que faz upscaling de conteúdo para 4K e é capaz de lidar com diferentes padrões de HDR, incluindo Dolby Vision, HDR10 e HLG. Ela roda Android TV, permitindo rodar 800 apps da Play Store, incluindo Netflix, YouTube, Globo Play e jogos. O sistema também permite conectar fones de ouvido Bluetooth à TV.

A Bravia XBR-65A1E está prevista para outubro, com preço entre R$ 23 mil e R$ 25 mil. Ela foi lançada nos EUA por US$ 6.500.

Se você acha que esta é a TV mais cara da Sony, está enganado. A linha XBR-Z9D tem um televisor com painel LCD de 75 polegadas que está disponível por R$ 45 mil. Ele será acompanhado por um modelo ainda mais caro com tela de 100 polegadas, disponível sob encomenda por R$ 350 mil (!).

A linha XBR-Z9D tem processador X1 Extreme e usa a tecnologia Triluminos com Backlight Master Drive, que divide a tela em microzonas e leva pontos de luz para todas essas áreas; e com X-tended Dynamic Range Pro, que controla o brilho com maior precisão sem distorcer os tons mais escuros. Ambos os modelos têm resolução 4K e rodam Android TV.

Outro destaque fica para a linha W655D. Ela é Full-HD e não roda Android TV, por ser pensada como uma segunda tela para a varanda ou para a cozinha. Seu diferencial é o X-Protection Pro, conjunto de medidas para protegê-la contra poeira, umidade, surtos de tensão e relâmpagos.

A TV é completamente vedada e as entradas aguentam variações de tensão de até 2000V. Além disso, há uma camada protetora nos componentes internos para resistirem à umidade e a pequenos respingos. A linha W655D está disponível em modelos de 32 polegadas (R$ 1.650), 40″ (R$ 2.350) e 48″ (R$ 2.950).

No evento, a Sony também anunciou para o mercado brasileiro outras TVs, alto-falantes Bluetooth, fones de ouvido e também a câmera mirrorless Alpha 9.

Ela tem sensor full-frame de 24,2 megapixels e pode tirar até vinte fotos contínuas por segundo, além de gravar vídeo em 4K. O autofoco usa 693 pontos que cobrem 93% do sensor. Ela chega ao Brasil em julho, ainda sem preço definido; nos EUA, ela custa US$ 4.500.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

JacksonBrandao
Todas as TV deveriam vim com essa funcionalidade de "O sistema também permite conectar fones de ouvido Bluetooth à TV", muitas das vezes minha esposa esta dormindo e quero assistir TV no quarto tenho que ouvir a TV no volume Baixo, com essa funcionalidade todos os meus problemas serão resolvidos.
eumermo

favor conferir tim . c om . br/sp/para-voce/planos/pre/informativo-beta-diaria-combo

Minatonami
favor conferir tim . c om . br/sp/para-voce/planos/pre/informativo-beta-diaria-combo
Veritas
Queria ter amigos iguais aos do Temer e Lula para dar umas TVs destas para mim.
🇧🇷 Imperialista Brasileiro 🇧🇷

25k? Ela vem com sensor de estacionamento? É total-flex? Câmbio automático?

Nandico
25k? Ela vem com sensor de estacionamento? É total-flex? Câmbio automático?
Molinex
🖑 é noiz...
Cristina Nascimento
Somos dois, cara, toca aqui?
Molinex
To me consumindo de vontade aqui. Mas as finanças não permitem, e como sou um pobre soberbo...
Cristina Nascimento
Duvido q vc não tá com vontade de ter uma dessas..
Joseph Arimateias Diniz
Primeira coisa que pensei. A vida útil dessa tv deve ser curtíssima.
Roman Grishanov
Atrapalha não, mas danifica com tempo e vai estragar muito antes do que normalmente estragaria.
Renan Araújo
Esse tipo de tecnologia foi publicada oficialmente lá pelo começo dos anos 80. Sei lá, tu tinha uns 9~10 anos naquela época? :P
VolksW4GNER

Mas se a tela vibra não atrapalha a imagem?

Vinicius Wagner
Mas se a tela vibra não atrapalha a imagem?
Exibir mais comentários