Início » Celular » Snapdragon 450 leva câmera dupla para smartphones mais acessíveis

Snapdragon 450 leva câmera dupla para smartphones mais acessíveis

Paulo Higa Por

Câmeras duplas em smartphones estão chegando a faixas de preço menores: a Qualcomm anunciou o Snapdragon 450, mais um processador que borra a linha entre as séries de chips da empresa. Assim como os Snapdragon 65x se pareciam mais com os Snapdragon 8xx, o novo componente se parece mais com os Snapdragon 6xx.

O Snapdragon 450 é um processador com oito núcleos Cortex-A53 de 1,8 GHz, GPU Adreno 506 (a mesma do Snapdragon 625) e as mesmas tecnologias do irmão mais caro: Quick Charge 3.0, suporte a memórias LPDDR3, processo de fabricação em 14 nanômetros e modem 4G com velocidades de até 300 Mb/s de download e 150 Mb/s de upload.

O processador de sinais de imagem (ISP) é inferior ao utilizado no Snapdragon 625, por isso, a decodificação de vídeo por hardware fica limitada a 1080p (no chip mais caro, é 4K). Mas o resto é basicamente igual. Inclusive, o Snapdragon 450 tem a mesma pinagem do 625, então as fabricantes podem adotar o novo chip em projetos de smartphones já existentes.

Trata-se de um sucessor do Snapdragon 435, que nem chegou a ser lançado em smartphones vendidos no Brasil. Em relação ao chip anterior, ele oferece 25% mais desempenho de CPU, 25% mais desempenho de GPU e até quatro horas de bateria adicional. O controlador USB foi atualizado de 2.0 para 3.0, e a captura de vídeo passou de 1080p30 para 1080p60.

Além disso, o Snapdragon 450 suporta dois sensores de imagem de 13 megapixels, com efeito bokeh em tempo real. Isso abre caminho para smartphones com câmera dupla a preços menores que R$ 2 mil, que hoje são equipados com o Snapdragon 625, como o Zenfone 3 Zoom.  Os Snapdragon 4xx têm mais poder de "massificação", tanto que já foram adotados em mais de 1.900 (!) modelos de smartphones.

O novo processador chegará às mãos das fabricantes no terceiro trimestre; os smartphones deverão ser lançados comercialmente até o final do ano.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Felipe Xavier
Exato, é o que me lembra também.
Highlander
Isso me lembra a corrida pelos GHz e "cores" nos processadores e pelos MPx nas câmeras. É lamentável a desinformação generalizada. Muitas vezes eu vou comprar um notebook usado e ao perguntar pro vendedor qual o processador a única coisa que ele sabe informar é que é "Intel Dual Core"... E pra explicar pro vendedor que isso não me informa praticamente nada quanto à capacidade de processamento?
Clayton Rodrigues
Na vdd, várias empresas estão apostando em vários seguimentos.Apple e Asus no zoom, Lg no estilo go pro, mas empresas como a huawei tem lentes monocromáticas e coloridas. A xiaomi também.O problema é que, diante do que Tamires no Brasil, nada se das interessante pra quem acompanha o mercado, mas para os "leigos", se assim o podemos dizer, isso faz mais sucesso.
creitu.tom765
Na vdd, várias empresas estão apostando em vários seguimentos.
Apple e Asus no zoom, Lg no estilo go pro, mas empresas como a huawei tem lentes monocromáticas e coloridas. A xiaomi também.

O problema é que, diante do que Tamires no Brasil, nada se das interessante pra quem acompanha o mercado, mas para os "leigos", se assim o podemos dizer, isso faz mais sucesso.
Paulo Higa
Porque é mais fácil se diferenciar. O que parece mais legal na prateleira da loja: "nossa câmera é melhor" ou "nossa câmera tem zoom"?
Felipe Xavier
Eu não consigo entender porque nas câmeras duplas estão apostando em lentes diferentes e não nos sensores monocromático + colorido (para ter uma teórica melhor qualidade na imagem, mais sensibilidade e maior alcance dinâmico).