Início » Gadgets » Hand spinners com bateria estão pegando fogo

Hand spinners com bateria estão pegando fogo

Felipe Ventura Por

Os fidget spinners se tornaram populares recentemente, oferecendo uma forma simples de aliviar o estresse ou ansiedade. Alguns resolveram incorporar recursos tecnológicos e, bem, estão pegando fogo por causa disso.

Dois casos de hand spinners em chamas foram relatados nos EUA. Ambos vinham equipados com alto-falantes Bluetooth, e por isso tinham baterias embutidas que precisam ser carregadas. O órgão americano CPSC (Comissão para Segurança de Produtos ao Consumidor) está investigando.

Kimberly Allums, no Alabama, ouviu o filho gritar que o fidget spinner entrou em chamas enquanto carregava; ele o jogou na pia do banheiro para apagar o fogo. Michelle Carr, em Michigan, diz que seu brinquedo também explodiu durante o carregamento.

Não é muita surpresa que esses dispositivos estejam pegando fogo, pois são produzidos por empresas desconhecidas que não seguem regras de segurança para as baterias. É algo semelhante ao que aconteceu com os “hoverboards”, pranchas com duas rodas e equilíbrio automático — diversos casos de incêndios foram relatados desde 2015.

Se você quiser um hand spinner — brinquedo com três extremidades que gira sobre um rolamento central — melhor pegar um modelo tradicional, sem baterias que podem explodir enquanto carregam. Você nem precisa gastar dinheiro: há inúmeros apps que imitam o comportamento dele, e até o Google criou uma versão virtual.

Com informações: The Verge.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Cristina Nascimento
Mais um produto com padrão Samsung de qualidade..
Theo Queiroz
Cara, pessoas imbecis e que não temem pelas consequências sempre existiram, isso não é exclusividade da nossa geração. O problema é que antes não existiam youtube, celular com câmera e essa facilidade de compartilhar as coisas.
Hemerson Silva
Vlad kkkkkk
Magno Machado Paulo
Ao menos essa versão que explode é divertida né
A.I. de Pirocoptero
Já existe, se chama "rabbit vibrator" e vende bastante mesmo.
A.I. de Pirocoptero
Dias atrás um infelizmente morreu por querer audiência (o garoto que a namorada deu um tiro enquanto ele tentava parar o tiro com um livro). É o dilema hoje da atenção - a falta de educação dos pais (E também de muitos da própria internet) mostra que estamos criando uma geração que não teme pelas consequências... :
A.I. de Pirocoptero
Sim... You spin me right round, baby / Right round like a record, baby / Right round round round (quem é das antigas vai sacar o que é visto não é mais infelizmente desvisto) https://www.youtube.com/watch?v=PGNiXGX2nLU
A.I. de Pirocoptero
Liberando o fogo liberal do mercado explosivo.
A.I. de Pirocoptero
Talvez os táxis teriam trocado seus taxistas e frota depois de exigências feitas pela população. E nesse meio tempo, continuaria as corridas de "motoristas particulares" que andavam sem regulamentação, mas também sem serem notados por fiscalização.
A.I. de Pirocoptero
Tão nesta hora brincando com o spinner bluetooth da 25 de março dentro da banheira, enquanto o outro spinner está carregando perto da pia com aquele carregador de 2,50 do china da Pajé, enquanto tudo isso é filmado com a réplica do Moto Z3 que compraram na galeria do lado da Pajé :p
Renan
Regulamentação enfrenta contradições curiosas. Como inovar nos produtos e serviços em áreas fortemente regulamentadas? Imagine se a gente tivesse esperado o governo brasileiro regulamentar serviços como Uber. Nem tanto a terra nem tanto o mar.
Sckillfer
Cadê o pessoal que fala que regulamentação só estraga o mercado? Que xing-ling só é proibido por fomentar a concorrência? Que tavam lá no artigo de proibição dos telefones sem IMEI válido.
Anayran Pinheiro
Uma explosão de diversão
Renan Araújo
Fui carregar meu spinner e olha no que deu!
Baidu feat MC Brinquedo
É errado desejar a morte de alguns YouTubers™ idiotas por conta desse problema?
Exibir mais comentários