Início » Celular » Pesquisadores criam protótipo de celular que funciona sem bateria

Pesquisadores criam protótipo de celular que funciona sem bateria

Felipe Ventura Por

Os smartphones atualmente têm um problema de bateria: ela dura muito menos que nos celulares comuns de antigamente. As fabricantes vêm tentando resolver isso de algumas formas, usando processadores mais eficientes e implementando recursos de software que economizam energia.

Pesquisadores da Universidade de Washington analisaram outro ângulo desse problema: as ligações — sejam tradicionais ou por VoIP — ainda consomem muita energia. Por isso, eles criaram um protótipo tão eficiente que nem precisa de bateria.

O protótipo faz ligações via Skype, e requer apenas 3,5 microwatts para funcionar. Ele obtém energia ambiente a partir de sinais de rádio, e também possui uma célula solar com "aproximadamente o tamanho de um grão de arroz".

Segundo os pesquisadores, celulares consomem bastante energia durante ligações porque precisam converter áudio analógico para dados digitais. Como contornar isso? A solução está no microfone e no alto-falante: eles usam pequenas vibrações para codificar os sinais de entrada e de saída.

Funciona assim: primeiro, uma estação-base emite um sinal padrão de rádio analógico. Então, você fala ao celular, produzindo movimentos no microfone e alto-falante. Uma antena no protótipo converte esses movimentos em mudanças no sinal emitido pela estação-base. Este processo codifica a voz em sinais de rádio de uma forma que usa pouquíssima energia.

Há algumas limitações, no entanto. A qualidade do som não é ótima, e o aparelho não consegue enviar e receber áudio simultaneamente — o usuário precisa segurar um botão ao falar, tal como um walkie-talkie.

O protótipo é bem simples, basicamente uma placa de circuito com botões de toque capacitivo. Os cientistas querem adicionar alguns recursos no futuro, como uma tela e-ink e suporte a criptografia.

O aparelho transmite os sinais para uma estação-base especial a 15 m de distância, que também fornece parte da energia para o protótipo. Vamsi Tall, coautor do estudo, diz em comunicado que a tecnologia dessa estação-base poderia ser integrada a roteadores, para permitir celulares que quase não consomem energia durante ligações.

Com informações: Universidade de Washington, The Next Web.

Mais sobre: , ,

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

William Alves da Silva
Este tipo de equipamento é perfeito para ser acoplado em equipamentos de segurança residencial e ate mesmo para sistemas de segurança veicular onde poderiam avisar uma central de monitoramento sobre uma possível ação de furto sem a necessidade de um smartphone completo acoplado ao sistema..
Carlos Taylor
Não, mas não era nenhum aprimoramento do que já tinha.. Eu entendo que isso pode evoluir mas isso só funciona pra chamada, acho que não é possível aplicar essa técnica para as demais funções de um smartphone. Por mais que algum dia surja um smartphone que não precise de bateria, creio que não vai ser utilizando essa tecnologia. Eu sei que alguém tem que dar o primeira passo, e parabéns pra eles pela iniciativa..
Kang Otro ?
Quando inventaram a TV ela já veio Smart?
Leonardo Amaral
A galera groselha nos comentários. Existe um mundo imerso nas tecnologias de baixa energia. Muito desse tipo de pesquisa pode ajudar o telefone gastar menos bateria, pode criar novas tecnologias de auxílio energético sem fio (NFC e Wireless charging são mm, esse aí bem ou mal alimenta um encoder a 15m, bela evolução) e outros tipos de tecnologias que auxiliam smartphones.
Carlos Taylor
Do jeito que ta vejo como utilidade apenas para brinquedos para crianças sem necessidade de pilhas. O que queremos é um smartphone, não apenas um telefone..
Thalisson Cavalcante
Melhor aprimorar a baterias, nesse caso.
Luiz Claudio Eudes Corrêa
Prip-prip
Rafael Oliveira
2017 e os caras inventando o radinho da Nextel