Início » Brasil Legislação Negócios » São Paulo troca frota da prefeitura pelos carros da 99

São Paulo troca frota da prefeitura pelos carros da 99

Por
11/07/2017 às 10h52
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Os carros da Prefeitura de São Paulo serão substituídos pelo serviço de transporte da 99. A empresa venceu uma licitação e fechou um contrato de R$ 50 milhões por 12 meses para transportar os funcionários públicos, que percorrem cerca de 1,7 milhão de quilômetros por mês.

De acordo com o Valor, 15 mil funcionários têm benefício de transporte — a prefeitura possui, atualmente, 129 mil servidores. Em 2016, o município gastou R$ 170 milhões para manter dois mil carros alugados, mais que o triplo do contrato fechado com a 99. Esses veículos serão leiloados ou devolvidos para as locadoras, segundo a Veja, mas o dinheiro economizado ainda não tem destino certo.

A 99 venceu a licitação contra Cabify, Easy e as principais cooperativas de táxi da capital paulista. (O Uber informa, por meio de assessoria, que não participou desse processo.) A prefeitura analisou critérios técnicos, como a área de cobertura e o tempo de atendimento, além do fator preço. No caso da 99, o serviço será oferecido a um custo de R$ 2,46 por quilômetro rodado, que vale para todas as modalidades, incluindo veículos convencionais, adaptados e luxuosos.

O contrato já está em vigor e tem duração de 12 meses, podendo ser renovado por mais 12 meses.

Atualizado às 17h49

  • mvessaro8

    O que um gestor na prefeitura não faz…

    • Senhor Bean
      • Diego F. Duarte

        Nao vamos nem falar do Orcamento da prefeitura, e da quebra da saudeducacao em SP. Mas e claro, o importante e a “cidade linda”.

        Mas e papo p outra hr

        • A.I. de Pirocoptero

          E o transporte, que já usaram 90% dos subisídios
          Ah, o Cidade Linda? Tem mato alto e falta de manutenção em muitos dos pontos onde o Doria fez algo…

      • raphaela1

        Entre receber um remédio com 6 MESES para atingir a validade ou não receber o remédio, você prefere qual?

        • Senhor Bean

          “[Com o] acordo fechado com os governos de Doria e de Geraldo Alckmin, os fabricantes ganhariam três meses de isenção de ICMS, economizando R$ 66 milhões, segundo a rádio.

          Se a prefeitura fosse comprar os remédios doados em fevereiro, teria gastado R$ 35 milhões, de acordo com a CBN.”

          • Lucas Carvalho

            Na verdade a isenção foi de 3 milhões. O teto é que seria de 66 milhões

          • Emanuel Schott

            Não dava tempo de esperar por toda a licitação e compra. Isso leva em torno de três a quatro meses. Até lá todos os pacientes ficariam sem remédios caso essa operação não fosse feita.

            Ah, e a isenção de ICMS é o valor já pago pela indústria referente aos remédios doados.

          • Lucas Carvalho

            A isenção de ICMS foi sobre os remédios doados, como o valor da isenção de imposto de um produto pode ser maior que o valor desse produto?

          • Veritas

            Como?
            Porque os números estão errados e os babuínos não tem capacidade intelectual mínima para raciocinarem assim como tu fizestes.

    • Felipe

      “Gestor”
      Gourmetizaram até a profissão de prefeito haha

      • Matheus Henrique

        Indivíduo responsável pela administração e pelo gerenciamento (planejamento, organização, controle e direção) dos bens ou dos negócios que pertencem a outra pessoa, empresa ou instituição; administrador: gestor escolar, gestor de empresas, gestor financeiro.

        Um prefeito por natureza é um gestor. “Gourmetização”… “Essa gente inventa cada coisa.”

      • John Smith

        Acho que você não está familiarizado com a amplitude do termo “gestor”…

      • Veritas

        Deus do céu, cara… deixa de ser BURRO!

      • A.I. de Pirocoptero

        Se um prefeito não gestiona, ele é o quê então? Um Justo Veríssimo?

    •  david

      Melhor prefeito de SP, aquele verme do PT não fácil nada !!!

    • Binho

      Pffff

  • Anayran Pinheiro

    Coisa que somente foi possível por regulamentar o uso dos transportes privados particulares. Bola dentro para os responsáveis!

    Que em BSB sigam o mesmo modelo!

  • Paçaro

    Agora imagine se o sonho dos taxistas se realizasse e não existissem opções.

    • A.I. de Pirocoptero

      Que eu saiba, muitos taxistas migraram para “aplicativos”. Só não migraram que tem ponto fixo.

  • Ricardo – Vaz Lobo

    Turminha do anti-dória em cólicas.

    • Senhor Bean

      É porque uma economia de 100 milhões num PIB de mais de 60 bilhões faz realmente uma diferença imensurável. Com essa economia você pode até conceder isenção fiscal em troca de remédios vencidos. Olha que genial.

      • Verdade, 100 milhoes não é nada mesmo. Com certeza não da pra fazer nada com esse dinheiro, ainda mais que a economia esta bombando e a prefeitura esta entupida de dinheiro pra gastar.

        • Senhor Bean

          Dá sim, com essa economia você pode conceder 66 milhões em isenção fiscal em troca de remédios perto de vencer (ou seja, sem valor comercial já que esses remédios não podem ser comercializados) que custariam 35 milhões.

          • o decreto isenta de impostos ESSAS DOAÇÕES APENAS!
            Portanto as empresas não ganharam nada, não teria sentido pedir uma doação e cobrar o ICMS sobre o que foi doado.
            DECRETO Nº 62.491, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2017
            Concede isenção do ICMS nas doações de medicamentos destinados a órgão da Administração Pública do Município de São Paulo.
            Artigo 1º – Ficam isentas do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS):
            I – as doações dos medicamentos relacionados no Anexo Único deste decreto efetuadas por fabricante ou atacadista localizado no Estado de São Paulo, destinadas a órgão da Administração Pública Direta e Indireta do Município de São Paulo e suas fundações públicas;
            II – as saídas internas subsequentes dos medicamentos recebidos em doação conforme previsto no inciso I, inclusive as saídas a consumidor final, pessoa física, promovidas por órgão municipal ou pelas farmácias credenciadas pelo Município de São Paulo.
            III – as prestações de serviço de transporte dos medicamentos objeto das isenções previstas nos incisos I e II.

          • Senhor Bean
          • Lucas Carvalho

            O cara manda uma lei e tu responde com uma notícia da Exame. Tá certo.

        • Ricardo – Vaz Lobo

          Com essa merreca você pode pintar quilômetros e quilômetros de ciclofaixas inúteis.

          • Da pra pintar uma faixa gigante de SP ate o Rio, porque não?

          • Ricardo – Vaz Lobo

            Se desviar dos postes, bocas de lobo, barraquinhas de pipoca, mendigo dormindo, dá sim e sobra grana e tinta, rarararararaa. A notícia é ótima, mas depois tem que lembra de cobrar o que a prefeitura fez dessa economia maneira.

          • Wellington Gabriel de Borba

            Fale mais sobre os benefícios do transporte individual para a cidade.

      • Ricardo – Vaz Lobo

        Apareceu o primeiro…

        • Senhor Bean

          Essa turminha que confunde Política com politicagem é fod* mesmo. Vale tudo pra defender seu ponto de vista. Primeiro demoniza o PT, aí se dão conta que PSDB, PMDB e cia. são farinha do mesmo saco. Aí demonizam a figura do político em prol do gestor “não”-político, mas esquecem que a partir do momento que ele assumiu um cargo público de gestão ele se tornou um.

          Não seja maniqueísta meu caro, se se propõe a criticar algo, faça com fundamentos lógicos, razoáveis e, principalmente, racionais.

          • Ricardo – Vaz Lobo

            Gostaria de saber onde está escrito partido político no meu comentário? Maniqueísmo, irracionalidade e mimimi vitimista partiu de quem mesmo?

            Ah sim… faz um favor? vai ali no “grupo escolar”João Silva, no Capão Redondo (se tiver coragem, claro…) e varra a quadra, sirva a merenda e troque umas lâmpadas. Vai ser bom, te engrandecerá como ente humano.

          • Senhor Bean

            A gente parte do pressuposto que só odiando Política pra ser fã de alguém como Dória.

            Quanto a escola no Capão Redondo, não vai ser possível pois não moro em SP, o que eu faço é dar aula de História, Sociologia e Filosofia num curso preparatório para vestibular e ENEM na cidade em que vivo, Foz do Iguaçu. O projeto se chama Ingressa e contempla diversas escolas públicas em áreas de risco aqui na cidade.

          • Ricardo – Vaz Lobo

            Felicidades.

          • CtbaBr©

            Não pressupunha, isso é um fato, a maioria de nós não se “partidariza” com “os Dórias da vida”, mas nossa ojeriza pelos politiqueiros profissionais só aumenta!

          • A.I. de Pirocoptero

            Mas o Dória é um político profissional. Tão profissional que enganou todo mundo se passando por “Político amador”. E no final ele se provou mesmo um “gestor amador” e um “político profissional senior nivel brasil” :v

          • Veritas

            huahauahu Isto vindo de um cara que não conseguiu nem explicar
            como o valor da isenção de imposto de um produto pode ser maior que o valor desse produto?

            Parabéns, “campeão”, acredita em tudo que a tal rádio diz e não tem capacidade intelectual nem de ver se a notícia tem sentido.

            Você pode não ser maniqueísta… mas é BURRO!

      • Veritas

        É porque uma economia de 100 milhões num PIB de mais de 60 bilhões faz realmente uma diferença imensurável.

        Ah, claro… 100 milhões não é nada, né?

        Parabéns, “campeão”… provavelmente, você ainda mora com os pais!

    • Jack Silsan

      Pois é, eu não votei nele mas isso não me impede de analisar criticamente as atitudes. A notícia dá a entender que o acordo será benéfico para os cofres públicos, e em tempos de crise qualquer economia é bem vinda

      • Ricardo – Vaz Lobo

        E depois, cobrar a prefeitura do que foi feito dessa economia.

    • A.I. de Pirocoptero

      Errr… mas foi o Haddad que começou com isso ano passado. Já estava iniciando os trâmites para licitação naquela época… http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2016/05/apos-aprovar-uber-em-sp-prefeitura-decide-trocar-carro-alugado-por-taxis.html

      • Ricardo – Vaz Lobo

        Obrigado pela correção.

    • Binho

      Ninguém deveria achar ruim qdo o cara faz algo q envolve economia, mas isso não significa falar q ele é um grande gestor etc; coisa q, evidentemente, ele não é e, pelo q se nota, nunca foi, já q por trás do marketing não se enxerga muita coisa. A questão é: o ambiente não deveria impedir a crítica aos erros e nem o elogio aos acertos. Agora, ver apenas a economia não é a forma mais correta de analisar o problema, já que toda mudança têm implicâncias. Não seria melhor identificar qual a real necessidade de tantas viagens pagas pela prefeitura aos 15 mil funcionários com direito ao transporte por 99? Não seria melhor dar a eles gratuidade no transporte público, por exemplo? Ou emprestar a eles bicicletas para circularem com elas qdo fosse possível e oportuno? Gastar 50 milhões ainda é um gasto retumbante e é isso q deveria ser atacado. Deixar de gastar 200 milhões é melhor q nada, mas ninguém deveria baixar a guarda para gastos milionários. E talvez seja isso q os defensores ferrenhos do Doria não entendam qdo, apesar do aparente acerto, ainda houver críticas. Esse teu comentário faz o tolo jogo binário, portanto.

    • Binho

      Sem falar q vc ignora o fato de em recente greve geral de SP, a 99 e prefeito se aproximaram em busca de viagens grátis. Relação pra lá de complicada…

  • Jefferson Rodrigues

    Talvez agora acabe com o mau uso dos carros oficiais. Na minha cidade, alguns funcionários de diversos órgão ficam com o carro até em fins de semana. Tem um que faz até frete com o carro da prefeitura.

  • Eduardo Borges

    Para os esquerdistas, fod*-se se isso economiza dinheiro dos pagadores de impostos. O mais importante é falar mal do prefeito por que ele limpou as pichações.

  • Ramon Gonzalez

    Sacada sensacional… Se político for mesmo tudo igual, que pelo menos estejam no poder alguns dispostos a fazer algumas coisas diferentes (pra melhor). Não julgo a pessoa, já que nem o conheço, nem o prefeito (ainda), já que ele tem pouco histórico na política e o mandato não terminou (pra se ter um julgamento baseado no todo). Mas eu julgo as ações dele, isoladamente. E essa, doa a quem doer, é claramente uma ação positiva. Ele já tomou algumas outras tão boas quanto, e algumas ruins (mas muito mais ações boas do que ruins).

  • Adriana Solange