Anos atrás, pouca gente apostaria na Microsoft tendo uma relação tão consistente e profissional com projetos open source. Mas, desde que Satya Nadella assumiu a liderança da companhia, o Linux e tantos outros softwares de código aberto deixaram de ser vistos como ameaças. A chegada do Ubuntu na Windows Store é mais uma prova dessa mudança de rumo.

Ubuntu - Windows Store

Com a novidade, a Microsoft cumpre uma promessa feita na última edição da conferência Build, realizada em maio. Mas é bom esclarecer desde já: o Ubuntu disponível na Windows Store não é a versão distribuída pela Canonical aos usuários finais, com interface gráfica e diversos aplicativos. Trata-se, na verdade, de um terminal de linha de comandos — você pode trabalhar com SSH, APT, Git, entre outros.

A ideia, portanto, não é permitir que você instale o Ubuntu no seu computador como um novo sistema operacional, mas execute aplicações ou processos relacionados ao ecossistema do Linux a partir do Windows, funcionalidade que pode ser útil, por exemplo, para quem administra redes.

Para tanto, o Ubuntu instalado a partir da Windows Store roda dentro de uma sandbox junto ao Windows 10, permitindo que ambos os ambientes compartilhem arquivos e recursos de hardware.

De acordo com a Microsoft, para o Ubuntu ser instalado, é necessário ir em Painel de Controle, Programas, Ativar ou desativar recursos do Windows e marcar a caixa Subsistema do Windows para Linux. Por fim, será necessário reiniciar o sistema.

Vem mais por aí

No momento, a instalação do Ubuntu a partir da loja está habilitada para participantes do Windows Insider que tenham a build 16215 (ou superior). Sim, é tudo de graça.

O Ubuntu não está sozinho na Windows Store: o SUSE Enterprise Server já apareceu por lá (também para participantes do Windows Insider) e a Microsoft já garantiu que o Fedora chegará à loja em breve.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

murillopereirac
Muito bom, evolução na Microsoft.
@Sckillfer

Mas o subsistema GNU já é o Ubuntu e as possibilidades anunciadas nos posts de anuncio dele são as mesmas desse.

Sckillfer
Mas o subsistema GNU já é o Ubuntu e as possibilidades anunciadas nos posts de anuncio dele são as mesmas desse.
Vitor Mikaelson
A diferença é que agora você pode instalar qual distro quiser (que estiver na Loja), e ter vários ao mesmo tempo também.
FABIO NEVES
Só o office já seria um baita avanço!
Gaba
Curto mais Mac pra desenvolver (javascript, php e java) do que Linux ou Windows. Linux fica bem perto do mac, mas Mac tem mais facilidades, uma vez que posso por exemplo, instalar Photoshop pra abrir arquivos dos Designers facilmente.
@Sckillfer

Ué, mas o subsistema para (GNU/)Linux em si já é baseado no Ubuntu e permite acesso justamente a essas ferramentas de linha de comando, então qual a diferença?

Achava que essas distros chegariam a Windows Store como uma VM do Hyper-V.

Sckillfer
Ué, mas o subsistema para (GNU/)Linux em si já é baseado no Ubuntu e permite acesso justamente a essas ferramentas de linha de comando, então qual a diferença? Achava que essas distros chegariam a Windows Store como uma VM do Hyper-V.
Molinex
Melhores programas da lojinha do Windows: Ubuntu, SUSE, e quando chegar o Fedora... Já imaginou gas, gcc, g++, openjdk, Apache, MariaDB, PHP, Perl, nodeJS, MongoDB, Python, Ruby, Lua, Nano, Vim, tudo ao alcance de um apt install, dnf install ou zypper install... Resta saber quem vai usar, já que, todos esses programas já existem pra Windows, e podem ser instalados baixando da net, e clicando no next insanamente. O que é muito mais familiar para um usuário do Windows. Sem contar que tem também, o poderosíssimo VisualStudio, com seus templates prontos, e snippets, onde você programa apertando uma letra e a tecla tab, usa entity framework pra gerar o banco de dados, resharp pra limpeza, etc... De qualquer forma, são ferramentas muito interessantes. Bela sacada MS...
Ed. Blake
E também é membro Plaitnum da fundação Linux. https://uploads.disquscdn.com/images/ae0d0dea826f3b3fddb05f11fe5fe76c88b1f004e69ec6946bc02db0d4fcf21c.png
Jefferson Silva
MAC é melhor para DEV em qual plataforma além do áudio visual?
Arlindo Pereira
Putty é apenas um terminal para acessar sistemas via SSH, sistemas esses que podem ser qualquer SO rodando um servidor SSH: Linux, MacOS etc. Já o Ubuntu é o SO completo rodando em linha de comando. Você pode usar quaisquer aplicações de linha de comando nativas Linux, e linguagens interpretadas como node, python, ruby etc. nativos no Linux, bem como instalar pacotes .deb no formato nativo do Linux. Não é uma simulação nem emulação, existe uma camada que converte as chamadas ao kernel Linux ao kernel do Windows. Inclusive caso você instale um servidor X11 no Windows, é possível subir o ambiente gráfico. Só não é estável porque muita coisa ainda está em desenvolvimento, mas possível é sim.
Wellington Gabriel de Borba
Gente, esse Satya Nadella é fodão mesmo.
𝕵𝖆𝖈𝕶 ⚡𝖎𝖑𝖘𝖆𝖓

Ótimo. Falta agora lançar programas da Microsoft para Linux

Jack Silsan
Ótimo. Falta agora lançar programas da Microsoft para Linux
Exibir mais comentários