Você já ouviu falar bastante sobre o bitcoin, a criptomoeda mais popular do mundo, porém outras concorrentes estão ganhando relevância. É o caso do ethereum, cujo valor passou de US$ 10 para quase US$ 400 em poucos meses. Ele já representa 25% da capitalização total do mercado.

O interesse no ethereum vem aumentando, inclusive por parte dos hackers: ocorreram três grandes assaltos à criptomoeda em menos de um mês, totalizando cerca de US$ 40 milhões.

Foto por BTC Keychain/Flickr

O roubo mais recente envolveu uma falha de segurança no software da Parity para carteiras ethereum. Hackers aproveitaram a vulnerabilidade para invadir três contas e desviar 153 mil moedas, o equivalente a US$ 32 milhões.

O problema estava em um recurso que deveria tornar as carteiras ethereum mais seguras. Para uma transferência ser liberada, ela precisa ser autorizada por várias pessoas que detêm chaves criptográficas privadas. Os hackers conseguiram usar isso para roubar milhões de dólares.

O estrago só não foi maior porque pesquisadores da Parity “roubaram” todas as carteiras vulneráveis que conseguiram encontrar em seus sistemas, guardando 377 mil moedas em um local seguro — um total de US$ 77 milhões. Elas serão devolvidas a seus respectivos donos.

CoinDash

Esta semana, ocorreu outro roubo de ethereum. Aqui, o hacker simplesmente invadiu o site de uma empresa, colocou o endereço de sua carteira, e recebeu o equivalente a US$ 7,4 milhões.

O caso envolve algo chamado ICO, sigla em inglês para “oferta inicial de moedas”. Da mesma forma que uma empresa obtém dinheiro vendendo suas ações na bolsa de valores, um desenvolvedor pode vender uma participação em seu app para investidores, e assim arrecadar fundos.

A startup CoinDash, que prepara uma plataforma para negociar criptomoedas, decidiu fazer um ICO. Inicialmente, parecia algo simples: ela colocou em seu site oficial o endereço da carteira ethereum para receber fundos. Então, aparentemente um hacker invadiu o site e mudou o endereço da carteira, desviando milhões de dólares.

A CoinDash promete emitir tokens (equivalente a ações) mesmo para quem depositou moedas na carteira fraudulenta. Ela conseguiu arrecadar US$ 6,4 milhões antes da invasão.

Bithumb

E, há duas semanas, a maior casa de câmbio para ethereum foi invadida, resultando em perdas de US$ 1 milhão. A Bithumb, localizada na Coreia do Sul, movimenta 20% das conversões de ethereum para outras moedas.

Os hackers também levaram informações pessoais de 31.800 usuários, incluindo nomes, endereços de e-mail e números de celular. Segundo a Bithumb, isso representa 3% de seus clientes.

Valorização

Por muito tempo, o valor do ethereum — também conhecido como ether (ETH) — flutuou em torno de US$ 10. Este ano, ele sofreu uma forte valorização, principalmente devido a dois fatores.

Primeiro, o bitcoin está tendo problemas à medida que se torna muito popular. O tempo para confirmar uma transação aumentou muito, e as taxas de transação ficaram bem mais caras (de US$ 0,10 para quase US$ 2).

Segundo, a demanda por criptomoedas aumentou. Grandes bancos estão interessados no blockchain, tecnologia para transações descentralizadas; e desenvolvedores vêm apostando forte nos ICOs, que podem render milhões de dólares em poucos minutos.

Isso fez o valor do ethereum disparar, chegando em US$ 50, depois US$ 100, depois US$ 200, até beirar os US$ 400 em junho — então começaram os grandes assaltos à moeda. Atualmente, a cotação está em US$ 230.

Com informações: ZDNet, Motherboard, Quartz.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Celina Roberto Gonsalves
Mago Erudito®
Eu sei disso, por isso não compro visando vender. To holdando bem tranquilo aqui!
Adao Cardoso Neto Cardoso
Vc é do tipo que não usa á cabeça, criptomoeda é como á bolsa. Só que mais volátil . Eu sei que á variação é muito grande, ainda mais em moedas que não tem garantias, tipo tempo de vida e confiança. No caso dá ethereum em relação as outras é que ela tem empresas gigantes investindo na mesma, que podemos presumir que iram investir mais e mais e com valores massivos futuros. Oque se sabe como investimento é vc compra um montante na moeda e daqui 2 ou 10 anos ela estará valendo 10 ou 100 x mais, falando das duas principais é claro.
Adao Cardoso Neto Cardoso
O problela e á quantidade de Exchange que surge, as pessoas tem é que confiar em poucas para não ter tamanha diferencia na variação de preço. Algumas Exchange deveriam afundar para que as coisas melhorem.
Adao Cardoso Neto Cardoso
Assim como todos os milhares de roubos á agencias bancarias que acontece todo dia rsrs Vc é cabeça mesmo.
DeadPool
Começar a tomar umas aulas de linguagem de computação pra roubar uns Ether ou Etherium seja la como for
Thiago Otaviani
Valeu brother. Eu to guardando na xapo e comprei um pouco de processamento na hashflare.io. Eu ainda não investi muito... Eu vou dar uma olhada nesses que você indicou. São tantos não é? Agradeço muito fera!
Cobalto
Só lembrando que o nome da moeda é Ether. Ethereum é o nome da plataforma deles lá.
D' Carvalho
Rsrs boa sorte.
José Lima
O problema são as ditas carteiras e as exchanges inseguras e primitivas. Mas esse roubo como todos os outros, é um tanto suspeito...
Guilherme Bianeck
É incrível como a Blockchain tem funcionado tão bem, mesmo apesar de alguns hard fork que elas sofrem, só essa questão de "terceiros" que é muito insegura mesmo ...
Guilherme Bianeck
Um "Sistema" para guardar suas moedas é o MyetherWallet, para poupança é o ideal pois é uma carteira offline "Cold storage" , Tu se responsabiliza para armazenar a sua carteira, ou através de uma chave privada ou através de um arquivo .json, com o arquivo .json é mais seguro pois além de precisar do mesmo para sacar o dinheiro, tu precisa de uma senha. Armazene MUITO BEM ambos... Agora se o "Sistema" que tu quer saber, é o que é usado para comprar Ethereum, eu recomendo tu comprar Bitcoin em um Exchange e depois você passa ou para a Poloniex ou para a Bittrex, em ambas você vai conseguir trocar os seus bitcoins por Ethereum, depois, é só transferir para a sua carteira privada.
Marcos
No caso da Parity e Bithumb, você reclama na própria empresa na qual você confiou para guardar o seu dinheiro. No caso da CoinDash você reclama com a pessoa responsável pelo site.
Marcos
Ponto importante é que nenhuma das falhas é no blockchain. A tecnologia permanece segura. Porém a segurança nas estruturas de armazenamento (wallets) e nos processos de pagamentos precisa melhorar muito. No caso da Parity e Bithumb é como se tivessem roubado o banco onde você deixa o dinheiro. No caso da Coindash é como se tivessem fraudado o boleto e os recursos cairam na conta errada.
Rodrigo
Esqueceram de falar que tb derrubaram a rede do Burstcoin já fazem 2 dias que ninguem pode fazer nenhuma transação
Exibir mais comentários