Nós falamos por aqui sobre o Citymapper, app que traça rotas de transporte público em São Paulo e em 40 cidades ao redor do mundo. Após testar uma linha de ônibus, a startup vai lançar uma rota comercial para cobrir uma lacuna deixada por empresas convencionais.

Em maio, a Citymapper testou uma rota circular de ônibus em Londres, com um trajeto gratuito próximo à sede da startup. Como ela não tinha licença para operar uma linha comercial, o experimento durou apenas alguns dias.

Agora, a Transport for London (TfL) liberou a Citymapper para operar a linha CM2 – Night Rider, que rodará nas noites de fim de semana (21h às 5h) em East London.

Esse trajeto foi criado com ajuda de uma ferramenta chamada Simcity, que simula rotas de ônibus e analisa a demanda por transporte em Londres. Ela mostra que o centro da cidade é bem coberto pela TfL durante o dia, porém há lacunas grandes na rede noturna.

A demanda por “corujões” existe por dois motivos: as pessoas em Londres voltam para casa mais tarde, especialmente em East London; e o metrô funciona durante as noites de sexta e sábado (Night Tube).

Então a linha CM2 deve ser bem útil. E, como é de se esperar, haverá algumas tecnologias adicionais nos veículos. Eles serão equipados com um tablet, que exibe instruções para o motorista e transmite seu local e velocidade. Um sistema vai monitorar cada ônibus para reduzir o tempo de espera nos pontos.

Cada veículo terá uma tela grande para mostrar a estação atual e as próximas paradas; e cada assento terá uma porta USB para carregar a bateria. A Citymapper também planeja implementar um contador de passageiros em tempo real, para detectar se o veículo está muito cheio.

O pagamento será feito sem dinheiro, através de cartões contactless de débito ou crédito, relativamente comuns em Londres. (O sistema está em testes em São Paulo em um projeto da Mastercard.) Também será possível usar o smartphone, pagando através do Apple Pay ou Android Pay.

A ideia da Citymapper não é faturar com tarifa de ônibus: é aprender mais sobre como operar uma rota de transporte público, e obter mais dados sobre demanda no setor. Dessa forma, ela poderia aprimorar sua ferramenta Simcity que sugere novos trajetos, e oferecer consultoria para outras cidades.

A Citymapper vai abrir os dados relacionados à rota CM2, para que ela possa ser integrada a outros aplicativos (*cof* Google Maps *cof*). E o serviço será prestado em parceria com a Tower Transit, que opera algumas das tradicionais rotas de ônibus vermelhos na capital londrina.

A linha CM2 – Night Rider será lançada no final de agosto ou início de setembro, com ônibus verdes circulando entre a estação Aldgate East e a estação Highbury & Islington.

Com informações: Citymapper.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Adriano
Novamente...sério?
Adriano
Sério?
Adriano
Essa é a função da seção de comentários, caro amigo. Discutir.
Ligeiro
Foi pelo caminho errado. Não sei se sabe, mas o protesto de 2013 que foi válido foi o que ocorreu depois que dois jornalistas levaram tiros de balas de borracha.
🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ

Não sei você, mas eu tava lá nos protestos 2013 tomando bomba da polícia, tive que aturar os que não fazem nada e só reclamam da vida.

Mago Erudito®
Não sei você, mas eu tava lá nos protestos 2013 tomando bomba da polícia, tive que aturar os que não fazem nada e só reclamam da vida.
Ligeiro
Interessante ver este tipo de atitude. Se as empresas não verem que o transporte coletivo é uma forma futura e necessária de mobilidade urbana, teremos problemas severos. Vamos ver se daí sai bons resultados. PS: não sei se souberam que no Brasil uma empresa se disse "uber dos ônibus" e foi barrada logo na primeira viagem.
Ligeiro
A maioria das "mapeadoras de transporte coletivo" (Moovit, Citymapper, etc...) tem esta capacidade e oferecem isso as empresas e governos. Só que dependendo do lugar e do alcance do app, eles não fornecem estas informações a certos lugares.
Ligeiro
E a galera vai atrás de se informar sobre transporte? Só reclama, mas não participa ou ajuda na cobrança de um transporte melhor.
Ligeiro
Mais ou menos e depende dos lugares. Uma rota de ônibus é definida em conjunto, pois tanto uma empresa pode saber lugares onde não é possível ela operar, quanto a prefeitura deve fazer estudos de demanda para a operação de serviços coletivos.
Ligeiro
Tanto quanto a máfia dos técnicos de informática :3
raphaela1
O Taxi também é considerado transporte público
Francisco Teodorico
Essas informações sobre localização do ônibus, quanto tempo demora para chegar no ponto onde você está, a % de lotação em tempo real, etc. eu uso aqui em Gainesville, através de um app chamado Rider.
boyracer
Separe as coisas. A linha foi lançada em Londres, e somente Londres. O app lançando uma linha de transporte é uma coisa e o app traçando rotas é outra. São Paulo aparece somente duas vezes no texto, nesse trecho que enviou e em um trecho que comenta que a Mastercard já está testando cartões com NFC no transporte público. Somente.
Cesar Osvaldo Müller
Agora, a Transport for London (TfL) liberou a Citymapper para operar a linha CM2 – Night Rider, que rodará nas noites de fim de semana (21h às 5h) em East London.
Exibir mais comentários