Início » Computador » USB 3.2 promete velocidade de até 20 Gb/s

USB 3.2 promete velocidade de até 20 Gb/s

Emerson Alecrim Por

Equipamentos compatíveis com USB 3.1 ainda são minoria no mercado, mas isso não impede a organização responsável pela tecnologia de desenvolver uma atualização: o USB 3.2 está vindo aí para trazer ainda mais velocidade na transferência de dados.

Enquanto o USB 3.1 trabalha com até 10 Gb/s (gigabits por segundo), o USB 3.2 deverá permitir até 20 Gb/s. Mas isso não quer dizer que a tecnologia passará por grandes mudanças técnicas. O novo limite de velocidade será possível, basicamente, graças à capacidade “multi lane” do USB, ou seja, ao uso simultâneo de múltiplas faixas de transmissão de dados.

Para ser mais preciso, o USB 3.2 poderá trabalhar com duas faixas de 5 Gb/s ou duas de 10 Gb/s. Os cabos desenvolvidos para conexões USB 3.1 poderão ser usados com a nova versão, inclusive alcançando a velocidade desta — de acordo com o USB 3.0 Promoter Group, os cabos com certificação SuperSpeed USB e SuperSpeed USB 10 Gbps foram projetados para suportar o desempenho das novas gerações do padrão.

USB-C

Como as mudanças técnicas não são extensas, em muitos casos, será possível fazer equipamentos com USB 3.1 serem compatíveis com o USB 3.2 a partir de uma atualização de firmware. O padrão de conexão não mudará: a nova especificação está sendo preparada para trabalhar com o conector USB-C. Também haverá compatibilidade com versões anteriores do USB.

A atualização permitirá ao USB diminuir a sua desvantagem em relação ao Thunderbolt no quesito velocidade: teoricamente, este último suporta até 40 Gb/s na versão 3. Isso fará o USB 3.2 ser interessante, por exemplo, para transmitir grandes volumes de dados rapidamente para um HD externo ou outro dispositivo de armazenamento compatível.

É verdade que um número reduzido de usuários precisa de velocidades tão altas. Isso faz muita gente questionar a necessidade de atualização. De qualquer forma, o USB 3.2 não será disponibilizado prontamente. As especificações da nova versão ainda estão sendo desenvolvidas. Os detalhes só serão apresentados no evento USB Developer Days 2017, a ser realizado em setembro.

Após a finalização do padrão, os primeiros dispositivos compatíveis levarão de 12 a 18 meses para chegar ao mercado.

Com informações: The Verge

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Yago Oliveira
De rocha? Se for assim, melhor ficar com USB mesmo.
@Sckillfer

Espero que organizem bem essa revisão, não faça um rebranding que até
hoje não da pra entender que é o de USB 3.1 gen1 (aka USB 3) e USB 3.1
gen2 (aka USB 3.1 de verdade), daí teremos a propaganda enganosa: USB
3.2 gen1, gen2, gen3...

"Será possível fazer equipamentos com USB 3.1 serem compatíveis com o
USB 3.2 a partir de uma atualização de firmware." Igual a BT 4.1 e
4.2? Esquece então, já é lenda.

"Isso faz muita gente questionar a necessidade de atualização." Pra quem só usa USB pra por o .ppt no pendrive, de nada adianta mesmo.

Sckillfer
Espero que organizem bem essa revisão, não faça um rebranding que até hoje não da pra entender que é o de USB 3.1 gen1 (aka USB 3) e USB 3.1 gen2 (aka USB 3.1 de verdade), daí teremos a propaganda enganosa: USB 3.2 gen1, gen2, gen3... "Será possível fazer equipamentos com USB 3.1 serem compatíveis com o USB 3.2 a partir de uma atualização de firmware." Igual a BT 4.1 e 4.2? Esquece então, já é lenda. "Isso faz muita gente questionar a necessidade de atualização." Pra quem só usa USB pra por o .ppt no pendrive, de nada adianta mesmo.
Sckillfer
Mas ainda assim ela continua no cerne da tecnologia, atrelando ela a linha Core... Nada de Qualcomm ou AMD com Thunderbolt.
@Sckillfer

Mas ainda assim ela continua no cerne da tecnologia, atrelando ela a linha Core... Nada de Qualcomm ou AMD com Thunderbolt.

ばか

Acho que o problema esta mais para popularidade, vejamos o caso do Display Port por exemplo, é um padrão aberto e melhor que o HDMI, mas ainda assim é difícil achar dispositivos que suporte ele, como TVs por exemplo.

Wololo ?
Acho que o problema esta mais para popularidade, vejamos o caso do Display Port por exemplo, é um padrão aberto e melhor que o HDMI, mas ainda assim é difícil achar dispositivos que suporte ele, como TVs por exemplo.
Yago Oliveira
Mas pelo que eu vi a Intel vai deixar de cobrar royalties.
Trovalds
E ainda insistem em não estender o padrão pra ser único pra tudo. Thunderbolt já é capaz disso mas graças à necessidade de pagamento de royalties, os fabricantes não se animam.