Início » Internet » O que é Sarahah? Como funciona o app de mensagens anônimas

O que é Sarahah? Como funciona o app de mensagens anônimas

Sarahah, o aplicativo de comunicação anônima mais popular de todos os tempos da última semana

Por
2 anos atrás

Provavelmente você notou uma enxurrada de imagens como essa nas redes sociais. São mensagens recebidas pelo Sarahah, o aplicativo de comunicação anônima mais popular de todos os tempos dos últimos dias. Ele se tornou o mais baixado para iOS nos Estados Unidos há duas semanas e, desde então, está no topo da lista da App Store brasileira. Mas o que essa coisa faz?

O Sarahah se vende como um aplicativo que “te ajuda a descobrir seus pontos fortes e áreas de melhoria ao receber comentários honestos de seus funcionários e amigos de forma privada”. Na prática, você cria uma conta e recebe uma URL personalizada que pode ser compartilhada com qualquer pessoa; quem acessá-la pode enviar uma mensagem sem ser identificado. A mensagem só pode ser lida por você.

Ele foi criado pelo desenvolvedor árabe Zain al-Abidin Tawfiq com a ideia de que as pessoas “tendem a ser mais honestas quando suas mensagens são anônimas”, de acordo com o Mashable. O nome do aplicativo, inclusive, significa “franqueza” ou “honestidade” em árabe.

Quando foi lançado, em meados de 2016, o Sarahah era apenas um site; agora, ele tem aplicativos para Android e iOS.

Claro que, por ser anônimo, já existe muita controvérsia em torno do Sarahah: há quem acredite na proposta original, dizendo que ele pode ser útil para receber feedbacks; do outro lado, tem gente que diz que o aplicativo só encoraja o cyberbulling.

Fato é que o Sarahah continua no topo: o site já recebe mais de 20 milhões de visitas únicas por dia, tem 14 milhões de usuários registrados e é o aplicativo mais popular na App Store dos Estados Unidos, Brasil, Austrália, Reino Unido e outros países.

Leia mais:

Mais sobre:
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.