A semana começou com a AMD finalmente cumprindo a promessa de lançar as GPUs Radeon RX Vega. A nova linha será representada, inicialmente, pela Radeon RX Vega 56 e pela Radeon RX Vega 64, com a última tendo opção de resfriamento líquido. Todas têm processo de fabricação FinFET de 14 nanômetros e chegam com a missão de disputar espaço nos segmentos de alto desempenho.

Radeon RX Vega 64 Liquid Cooled Edition

Radeon RX Vega 64 Liquid Cooled Edition

AMD Radeon RX Vega 56

Eis a opção para quem quer uma placa de vídeo parruda, mas com preço não tão alto. A Radeon RX Vega 56 oferece 8 GB de memória HBM2 (padrão que consegue ter até o dobro de largura de banda da memória HBM1), largura de banda de memória de 410 GB/s (gigabytes por segundo), 3.584 stream processors, 64 unidades de renderização ROP, 224 TMUs (para texturas) e frequência de 1.156 MHz (1.471 MHz em boost).

Uma das armas das novas GPUs é a microarquitetura Next Compute Unit (NCU). Com ela, o chip gráfico executa até 512 operações de 8 bits por ciclo de clock ou 256 operações de 16 bits ou, ainda, 128 operações de 32 bits. A Radeon RX Vega 56 vem com 56 NCUs (daí o número 56 no nome).

Radeon RX Vega 56

Com esse conjunto, a GPU consegue apresentar desempenho de até 10,5 teraflops com consumo enérgico de 210 W. A AMD destaca ainda que a Radeon RX Vega 56 tem suporte a padrões como HDMI 2.0B, DisplayPort 1.4, FreeSync 2, Mantle (API gráfica que deixa os jogos mais rápidos) e DirectX 12.

AMD Radeon RX Vega 64

Cabe à Radeon RX Vega 64 ser a opção para quem está disposto a gastar mais. A GPU também oferece 8 GB de memória HBM2, mas tem largura de memória de 484 GB/s, 4.096 stream processors, 64 ROPs, 256 TMUs, frequência de 1.247 MHz (1.546 MHz em boost) e, tal como o nome indica, 64 NCUs.

Radeon RX Vega 64

O desempenho máximo aqui é estimado em 12,66 teraflops, com o consumo ficando em 295 W. A Radeon RX Vega 64 é compatível com os mesmos recursos suportados pela Radeon RX Vega 56.

Quem tem mais dinheiro na carteira pode partir para a Radeon RX Vega 64 com resfriamento líquido. Esse sistema permite que a placa ofereça números mais altos: a frequência dessa Vega 64 é de 1.406 MHz (1.677 MHz em boost), fazendo o desempenho máximo ficar em 13,7 teraflops. O consumo também aumenta, é claro: 345 W.

Há ainda uma versão Limited Edition que traz praticamente as mesmas especificações da Radeon RX Vega 64 “normal”, mas se diferencia pelo acabamento externo todo de metal.

Preços e disponibilidade

Radeon RX Vega

Ainda não há informação sobre data de lançamento no Brasil, mas, pelo menos nos Estados Unidos, as duas placas começam a ser vendidas oficialmente em 14 de agosto. Eis os preços sugeridos:

  • Radeon RX Vega 56: US$ 399
  • Radeon RX Vega 64: US$ 499

Pelo menos por enquanto, a Radeon RX Vega 64 com resfriamento líquido só poderá ser comprada em um dos Radeon Packs que a AMD criou. Chamado de Radeon Aqua Pack, o pacote que traz essa placa custará US$ 699 e incluirá dois jogos (Wolfenstein II: The New Colossus e Prey), US$ 100 de desconto na compra de um processador Ryzen 7 1700X ou 1800X, além de desconto de US$ 200 na aquisição de um monitor Samsung CF791 de 34 polegadas.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Marcogro®
Fiz o mesmo com a minha RX 470 8GB... Nunca havia visto isso antes, um hardware valorizar 50% depois de 6 meses de uso. Mas, fazer o quê? Vendi e substitui por uma GTX 1060 6GB e ainda lucrei uma pratinha...
João
Já tem diminuído um pouco, e essas placas de vídeo mais caras não aumentam tanto o preço (as 1070 e 1080 e pra cima não subiram tanto o preço)
Lucas Pereira De Souza
c preparem q o preço irá as alturas com a mineração
Eder Santana
Vou comprar uma Vega RX 56 assim que estabilizar o preço. Tinha uma RX 480 e vendi pra um minerador kkk Ela tinha 6gflops e jogava em Full HD ultra AAA nos 60 fps... Imagina essa ai com 10,5 gflops... creio que dará pra jogar em 2k em 60fps no ultra AAA.
Cobalto
Cara, foi só uma brincadeira com os números.
Felipe André
Chegando perto da GTX 1080 ( ou passando talvez) seria um ótimo negócio pra AMD tendo em vista que as mais fortes GPU's é a Nvidia que domina em larga vantagem com as 1080, 1080 TI, TITAN X Pasca, 1070 e 1060 6gb pra só dps vir uma RX 580 do lado da AMD. Tomara que as VEGA's tenham um ótimo CxB batendo as PASCAL's da Nvidia. Todo mundo ganha, quem gosta de Nvidia e quem gosta de AMD sai feliz tbm :)
Fillipi Domingos Pelz
Não faz sentido... Esses bits ali são em relação à profundidade de cores e não tamanho de alocação das instruções do processador. De forma prática o máximo que você precisa são 32 bits. Pouquíssimos monitores conseguem 48 bits de cores e só quem edita imagens vai ter real ganho essa resolução. https://pt.wikipedia.org/wiki/Profundidade_de_cor
3-6-9

Aguardando os testes comparativos...

868686
Aguardando os testes comparativos...
Emerson Alecrim

Faltou fôlego :p

emersonalecrim
Faltou fôlego :p
Cobalto
Pararam na parte mais legal. "Com ela, o chip gráfico executa até 512 operações de 8 bits por ciclo de clock ou 256 operações de 16 bits ou, ainda, 128 operações de 32 bits." Podiam ter esticado um pouquinho mais pra falar "64 operações de 64 bits".