Em 2016, o Uber testou por algumas semanas uma modalidade de transporte por helicóptero que funcionava em determinados hotéis e aeroportos de São Paulo. A concorrente Cabify está seguindo pelo mesmo caminho, e o nome é o melhor possível: CabiFly.

O CabiFly é resultado de uma parceria entre a Cabify e a Voom, uma empresa de transporte aéreo que “quer tornar os voos de helicóptero uma realidade acessível, democratizando o acesso a um modelo de transporte que até pouco tempo atrás estava fora do alcance da maioria das pessoas”, nas palavras da companhia.

Na prática, no entanto, os preços ainda são bem salgados. Fiz uma simulação no site da empresa, partindo do hotel Blue Tree Faria Lima, no bairro do Itaim Bibi, com destino ao aeroporto de Guarulhos. O valor estimado foi de R$ 492, com tempo de voo de 15 minutos e até 60 minutos de espera. De carro, a corrida sairia por R$ 86 (o percurso leva entre 35 minutos e 2 horas, dependendo da posição dos astros).

Assim como no UberCopter, o CabiFly envolve um automóvel que leva o cliente do ponto de partida até o heliponto mais próximo, e depois um helicóptero para fazer o percurso mais longo. Se necessário, outro carro transportará o usuário até o destino final. Os voos podem ser feitos de segunda a sábado, das 7h às 20h, e é possível reservar as viagens com antecedência entre sete dias e 60 minutos.

O CabiFly já está disponível nos aplicativos da Cabify para Android e iOS.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Diego Gomes
"...dependendo da posição dos astros" Kkkkk Adoro os textos do Higa. Informativo e divertido
Kang Otro ?
"dependendo da posição dos astros" kkk
Caleb Enyawbruce
Parece interessante... Pra quem costuma andar de helicóptero não deve ser um valor tão alto, rs.