Início » Computador » IBM e Sony criam fita que armazena 330 TB e cabe na palma da mão

IBM e Sony criam fita que armazena 330 TB e cabe na palma da mão

Por
02/08/2017 às 16h11
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Quase todo mundo pensa em HD ou memória Flash (incluindo aqui SSDs e cartões de memória) quando o assunto é armazenamento de dados, mas as fitas continuam sendo importantes. Prova disso é que pesquisadores da IBM Research conseguiram colocar 330 TB (pois é, terabytes) de dados em um cartucho de fita que cabe na palma da mão. Um senhor recorde!

Mark Lantz, um dos pesquisadores da IBM que atuam no projeto

Mark Lantz, um dos pesquisadores da IBM que atuam no projeto

O trabalho, feito em parceria com a Sony Storage Media, culminou em um nível de densidade de pouco mais de 200 gigabits por polegada quadrada. Esse número é cerca de 20 vezes maior que a densidade das fitas magnéticas mais avançadas em uso atualmente. E olha que estamos falando de dados não comprimidos.

A fita magnética em si foi produzida pela Sony. A presença da IBM Research no projeto foi importante para o desenvolvimento de tecnologias que possibilitaram o alcance de uma densidade tão elevada.

Uma das tecnologias é um material lubrificante para manter a estabilidade da fita. Os pesquisadores explicam que, para aumentar a densidade, é essencial reduzir o espaçamento entre a superfície da fita e a cabeça magnética. O problema é que a diminuição desse espaçamento aumenta a fricção entre os dois componentes. O lubrificante reduz esse atrito e, ainda por cima, é feito de um material que garante a sua durabilidade.

Outra tecnologia aplicada ao projeto possibilitou o desenvolvimento de uma camada magnética formada por partículas em escala nanométrica — o tamanho médio de cada “grão” é de 7 nanômetros. Tradicionalmente, os fabricantes têm dificuldades para alcançar níveis tão reduzidos por causa de impurezas gasosas que surgem durante a formação da camada. A tecnologia em questão consegue reduzir esse gás.

Sim, IBM e Sony planejam colocar o novo padrão no mercado em um futuro relativamente próximo. Ainda não há previsão de data, tampouco de preço, embora os pesquisadores já ressaltem que as unidades baseadas na nova fita provavelmente terão custo de produção maior. O custo por terabyte, porém, deve compensar o gasto.

Demanda há, pode apostar. A IBM frisa que a fita magnética tem mais de 60 anos. A primeira unidade comercial da companhia armazenava até 2 MB — uma monstruosidade para a época. Mas a idade não tornou esse tipo de dispositivo obsoleto, pelo contrário: como mostra o comparativo abaixo, a capacidade de armazenamento das fitas aumentou mais de 40 vezes desde 2006.

IBM - evolução das fitas

Com o volume de dados crescendo exponencialmente a cada ano — a quantidade de informações oriundas de redes sociais, vídeos online, operações financeiras e pesquisas acadêmicas, por exemplo, não para de crescer —, as fitas continuarão sendo uma solução importantíssima de backup.

Com informações: The Verge

  • Anthony Toniolli

    Queria saber se é viável ter esse tipo de armazenamento em um computador comum. Seria legal ter tanto armazenamento em uma CPU…

    • Fernando Isnaldo

      Por se tratar de uma solução que envolve rolar até achar o dado, isso envolve mais lentidão e lag que num HD comum.

      Por esta razão não usamos fitas como armazenamento principal de dados de um computador, apenas para guardar backups.

      • As fitas podem ser usadas para guardar arquivos de processamento desde que estes sejam grandes e a leitura e gravação sejam sequenciais. Muitas unidades de fita tem velocidades de E/S mais altas do que muitos dispositivos de acesso aleatório nos casos mencionados anteriormente.

  • Antonio Araújo

    Finalmente teremos nuvem ilimitada de verdade? kkkkk

    • Bruno Martins Santana

      Ainda não, por ser fita, ele le em um sentido continuo, ao contrario dos HD’s e Memórias Fhash que podem ler arquivos em ordens diferente, por exemplo no uma Foto que tá no começo dps uma musica no final e um documento no meio, as fitas seguem do inicio ao fim, logo, impossíveis pra se usar como discos principais, mas maravilhosas pra fazer BKP

  • Cássio Amaral

    Estou precisando de uma tira dessa fita, pois já estou ficando sem espaço no meu HD externo de backup. Como já dizia o Poeta: “quem tem um backup, não tem nenhum.”

  • Isso pode abrir margem para outras coisas, exemplo: consumo de vídeo em ultra definição com compressão sem perdas. E um videocassete com HDMI 2.1 e WebOS 🙂

  • Veritas

    Meu sonho de baixar todo o PR0N da Internet começará a tornar-se realidade!
    PR0N É VIDA!
    Consulte o PR0N Medical Group.

  • Ricardo – Vaz Lobo

    Falta pouco pra chegar no Petabyte popular.

  • Molinex

    SSD