Início » Telecom » Os países onde a velocidade da internet é mais rápida

Os países onde a velocidade da internet é mais rápida

Por
11/08/2017 às 16h42
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Mais conhecido pelos testes de conexão, o Speedtest acaba de lançar um ranking dos países com as maiores velocidades de download, tanto na conexão fixa quanto na móvel. Sem surpresa, o Brasil não ocupa exatamente uma posição de destaque, mas estamos melhorando.

Internet móvel

Noruega tem a melhor internet móvel: 52,59 Mb/s de download em média

Estes foram os países com os downloads mais rápidos na conexão móvel em julho:

  1. Noruega (52,59 Mb/s)
  2. Países Baixos (46,94 Mb/s)
  3. Hungria (46,24 Mb/s)
  4. Singapura (45,99 Mb/s)
  5. Malta (44,84 Mb/s)
  6. Austrália (44,64 Mb/s)
  7. Emirados Árabes Unidos (43,98 Mb/s)
  8. Coreia do Sul (42,09 Mb/s)
  9. Bélgica (37,81 Mb/s)
  10. Islândia (36,84 Mb/s)

O Brasil ficou no 76º lugar, com média de 14,91 Mb/s de download e 5,93 Mb/s de upload na internet móvel. Subimos três posições no ranking em relação a junho — a lista completa do mês anterior não foi divulgada, mas as medições já eram realizadas pelo Speedtest. O gráfico dos últimos 12 meses é animador, certamente impulsionado pelo aumento da cobertura 4G pelas operadoras:

Em relação aos colegas da América Latina, estamos atrás de países como México (20,33 Mb/s, em 51º), Equador (18,07 Mb/s, em 64º) e Uruguai (16,95 Mb/s, em 68º), mas à frente dos hermanos (12,96 Mb/s, em 86º), Paraguai (10,88 Mb/s, em 96º) e Venezuela (8,39 Mb/s, em 110º). O país com a conexão móvel mais lenta é o Iraque, com média de apenas 3,03 Mb/s.

Internet fixa

Em Singapura, a banda larga fixa tem média de upload de 151,64 Mb/s

  1. Singapura (154,38 Mb/s)
  2. Coreia do Sul (125,69 Mb/s)
  3. Hong Kong (117,21 Mb/s)
  4. Islândia (110,52 Mb/s)
  5. Romênia (91,48 Mb/s)
  6. Macau (80,11 Mb/s)
  7. Suíça (74,20 Mb/s)
  8. Suécia (73,66 Mb/s)
  9. Estados Unidos (70,75 Mb/s)
  10. Lituânia (67,29 Mb/s)

A posição brasileira é um pouco melhor, em 72º, com média de 16,42 Mb/s de download e 6,46 Mb/s de upload. Na internet fixa, no entanto, o crescimento ao longo do último ano não foi exatamente surpreendente:

E a disparidade é ligeiramente maior que na banda larga móvel. O Chile desaponta em 42º (32,87 Mb/s), o Uruguai fica em 58º (21,03 Mb/s) e o México em 69º (18,42 Mb/s). O país com a pior internet fixa é a Venezuela, em 133º, com média de 3,2 Mb/s de download.

De qualquer forma, é interessante perceber como a média esconde muita coisa — poucas cidades no país costumam ter muitas ofertas de banda larga fixa com velocidades de até 300 Mb/s ou mesmo 1 Gb/s, enquanto muitas cidades têm poucas ofertas de conexões lentas e caras.

Ranking completo

Você pode conferir a lista completa no site do Speedtest. O ranking será atualizado mensalmente.

Mais sobre:
  • Alisson Silva

    A média mascara a grande disparidade que há no Brasil, algumas conexões de 1 Gb/s no meio de milhares de conexões de 1 Mb/s ou até menos faz parecer que todo mundo está bem servido.

    • CtbaBr©

      Quem dera fosse 1 Mb/s…
      É “sofrível” navegar no celular usando a conexão de dados das operadoras, só consigo usar o potencial do meu celular quando conecto a um WiFi descente!

  • Islan Oliveira

    Internet móvel tá aí pra nos salvar, outro dia fiz o teste e o upload foi de 23 Megabits por segundo, o que é (sem exagero) dezenas de vezes maior que o da internet fixa. Sempre que preciso fazer upload de algo, recorro à internet móvel, pois via internet fixa é inviável.

  • Odair Fernandes

    concordo com vc alisson silva eu mesmo tenho 4MB/S nao to nada satisfeito !

  • Só achei meio estranho este upload meio alto ai.

    • como assim alto?

      • No Brasil, para você ter 6mb, teria que ter 50mb de download, no mínimo. Uma velocidade de 15mb, não passa de 1mb de upload.

        • ah sim, mas isso é pra conexões ADSL, fibra geralmente é 1/1 ou 1/0,5. Eu por exemplo tenho 12Mb de down e up.

          • DumbSloth87

            ADSL e Cabo são a maioria das conexões residenciais do Brasil.

          • Estranho, moro numa cidade com 15k habitantes e tem fibra, achava que já estava mais popular no resto do Brasil.

          • Alexandre Salau

            Nops, isso é coisa raríssima, chega a ser caso de noticia em rede nacional quando passa fibra em alguma rua de cidade grande.

          • Joaomanoel

            Nem é tão raro assim. Duas cidades aqui próximas (do interior de SP), Registro e Miracatu tem fibra. A última tem apenas 20k de habitantes e uma empresa local começou a cabear em fibra (já tinha planos ADSL e rádio antes, fora a Vivo que tem ADSL também).

          • Vinícius

            Fibra ótica não é popular nem nos bairros milionários das grandes cidades do Sudeste, amigo.

          • Felipe Silva

            Hoje é mais fácil encontrar fibra no sul e sudeste em cidades entre 15k e 100k habitantes do que nas capitais.

            Isso se deve a essas cidades menores terem provedores regionais que partiram direto do radio para a fibra, e nas capitais as grandes operadores investiram em cabo e par metálico, e agora não querem trocar a rede para fibra, querem sugar tudo que podem da infraestrutura atual, e estão investido em fibra onde não tinham rede nenhuma (a Vivo está fazendo isso em Porto Alegre – RS, fibra só onde não tem par metálico e não tem a NET, ou seja, muitos clientes em potencial e retorno rápido do investimento).

          • Wellington Gabriel de Borba

            Pois é, fora que já anunciaram o G.fast para o adsl, em um contexto que a Oi não quer fibrar porque tá quase falindo e tem medo de perder a concessão do adsl, e a NET tem o docsis 3.1

          • Felipe Silva

            Docsis tem um upload ruim, assim como o Adsl e VDSL, não são tecnologias para a internet onde todos geram conteúdo e colaboram online.

          • CtbaBr©

            Tenho uma conexão de fibra ótica da ex-GVT, no upload da 10% do download, mas a NET é muito pior, alem de ter limite de dados, é muito picareta!

          • Bruno Vieira

            Aqui onde moro (região metropolitana de Porto Alegre, RS) as ofertas se restringiam à Oi – prometendo 10Mb e entregando ~pasme~ 300Kb – e GVT, que tem cobertura que nem alcança meu bairro. Agora os provedores que ofereciam conexão via rádio investiram na fibra ótica (tudo FTTH) e os planos costumam ser simétricos. Pago em torno de R$ 130 e recebo 30Mb pra download e upload. Antes pagava quase o mesmo para uma conexão via rádio de 3Mb(!). No fim, o antigo “desejo” de uma GVT – coisa da época que ela era considerada ótima – acabou sendo esquecido. Hoje costumo sempre dizer que a melhor relação custo/benefício pro consumidor provavelmente vai estar nos provedores menores.

          • Alexandre Silva

            Eu moro em Salvador, 3 milhoes de hab e não tem fibra em minha região, na verdade só tem a Vivo/GVT ( que ta em uma qualidade sofrivel) e a Oi.

          • Wellington Gabriel de Borba

            Parece que as cidades de interior estão evoluindo em fibra mais rápido do que as capitais e cidades médias, primeiro porque não tem mais espectro para wireless, que é a principal forma de transmissão de dados usado por esses provedores pequenos, e pq nas grandes cidades as cias não querem abrir mão dos suas redes de cobre.

  • Mago Erudito®

    Só eu que achei esses valores para internet móveis foram adulterados?

    Podiam fazer também um gráfico com o custo por Mb/s aí o Brasil estaria no Top 5 certo!

    • ochateador

      Esse gráfico leva em conta os testes dos usuários.
      Se 1 usuário com uma internet de 100/100 fizer 1 teste por dia e 1 usuário com uma internet de 1/1 fizer 2 testes por ano, adivinha qual será a média…

      • DumbSloth87

        tbm tem outra, eu não vou gastar meus dados pra fazer testezinho né? o pessoal do pré pago fica completamente de fora dessa estatística.

        • ochateador

          Claro e seus excelentes 15 MB de dados no pré-pago.

        • CtbaBr©

          Em um dos meus chips pré pago (30 Mb diários, claro), mal termino de carregar alguma pagina (depois de uma longa espera) surge o aviso de que metade da franquia diária foi atingida!
          Nem um controle efetivo devem ter.

  • Leo

    Seria muito mais justo que esses estudos utilizassem outras medidas estatisticas como a mediana para a avaliação. A média do Brasil está claramente adulterada por uma minoria de conexões ultrarrapidas, mas a população em geral não deve nem ter 10mb de media, se excluissem 5% dos extremos por exemplo.

    • Anthony Toniolli

      Na vdd acho que só removendo os extremos dos dois lados já daria uma média mais confiável, tirava os 10% mais altos e baixos e já melhorava muito. Números discrepantes sempre estragando nossas médias :/

  • Berg

    Aqui em casa por muito tempo usei 10mb da Velox, mas nunca etingiu a velocidade contratada. Daí resolvi reclamar depois de muito tempo usando internet ruim. Quando o técnico chega em minha residência fala que a não era nem pra ter sido vendido essa velocidade pq aqui não tem condição de chegar a ela e assim OI NAO QUIS DEVOLVER MEU DINHEIRO. Daí tive que mudar pra 2mb que também nunca fica nessa velocidade.

    • Emanuel

      Chegou a procurar o procon?

      • Berg

        Eu não sou o titular e o titular não quis procurar a justiça! Aí fudeu

        • Emanuel

          Entendi. Situação complicada demais. No Brasil se você não precisa a empresa, eles não têm a menor consideração pelo cliente

        • Alexandre Salau

          Pede uma instalação sua, normalmente é grátis, aí você poderia reclamar. E o titular da linha atual que assuma a fatura dela.

    • Vinícius

      Poderia ter reclamado na Anatel ou no site do Consumidor.

    • A OI me ligou oferecendo 15Mb (eu tinha 10Mb) com um aumento de R$ 10 Golpes.
      Claro que eu aceitei!

      Passou quase um mês após a oferta e nada da OI ativar os 15Mb. Mandaram um técnico na minha casa e ele disse que minha região não poderia nem ter 10Mb. Eu não quis nem saber, abri um chamado na Anatel e reabri várias vezes até a OI conseguir aumentar a minha velocidade. Demorou, mas consegui!

  • ial

    Nem dá pra levar tão a sério os resultados da Internet móvel do Brasil. Aqui a grande maioria dos usuários, se fossem testar a velocidade com o SpeedTest, daria adeus a franquia.

    Esses dados acabam representando uma parte dos usuários, que vivem em cidades onde vale a pena pagar um plano caríssimo por uma franquia maior, porque a infraestrutura melhor permite um uso aceitável e o salário permite pagar. Mas não representa os demais brasileiros, acredito que maioria, que recebem salário mínimo e contratam esporadicamente pacotes diários de 1 real com 30 MB de franquia e que gastariam boa parte dela com um teste do SpeedTest.

    • Vinícius

      Penso da mesma forma, colega. Nunca que, por exemplo, um usuário TIM pré vai torrar sua franquia toda num simples teste de velocidade. Esse ranking móvel tá fora de realidade.

      • DumbSloth87

        mas o TIM Beta blá blá blá whyskas sachê…

      • ial

        E o Tim pré ainda é o melhorzinho, kkk.

  • Josiel Hen

    O Chile “desaponta” em 42º lugar?

    • Bruno Vieira

      Acho que a intenção era colocar “desponta”. Aguardemos os próximos capítulos 😀

      • Josiel Hen

        sim sim, imaginei também, só não sugeri por conta das conjugações. Lol

  • Marcus Araújo

    Internet fixa com média de 6 Mbps de upload no Brasil é que é a surpresa. Chuto que pelo menos uns 85% possuem 1 Mbps ou menos de upload porque esse é o upload máximo para conexões de até 15 Mbps nas principais operadoras (Vivo/GVT, NET e Oi, com exceção da NET, que estava ofertando 15 Mbps com 2 Mbps no upload, mas não sei se continuam). Poucos são os que possuem disponibilidade, dinheiro e vontade para contratar algo acima disso.

    Considerando 15 Mbps num parâmetro muito otimista, obviamente. Locais que mal tem a Oi servindo míseros 2 Mbps sem concorrência ainda são bem a realidade do Brasil.

    Mas é daí que parte a disparidade, acredito: quem assina uma internet por fibra, consegue fácil taxas de upload acima dos 15 Mbps, mas com taxas de download na casa dos 50/100 Mbps ou mais.

    Ou seja, pra média do upload ser alta assim e a de download ser mais “realista”, alguém está pagando por internet por fibra e não está recebendo 100% do que foi prometido. Porém, tendo em vista os preços, que geralmente são bem melhores, eu mesmo não me importaria de pagar barato por 100 Mbps e receber uns 60 Mbps. Mesmo sendo na prática 60 Mbps, o preço geralmente compensaria.

    Torço para que façam expansão por fibra da Live TIM, e não utilizem a rede 4G já saturada da TIM pra ofertar “internet fixa” extremamente limitada.

    • Bruno Vieira

      O bom é que os provedores menores, principalmente nas cidades do interior ou região metropolitana, quando com pouca cobertura, se apossam e expandem a rede deles ofertando planos FTTH simétricos. Aqui assino 30Mb de download e upload, sem qualquer franquia. Infelizmente, as gigantes dificilmente irão adotar essa postura.

  • woah Woah WOAH
  • Wellington Gabriel de Borba

    Aqui em Goiânia pago só pela internet de 60 Mbps da NET 144,00. No interior pagam 109 por 10 Mbps via rádio. Mas as pessoas tem mesmo é 2 Mbps. O governo poderia mudar o marco regulatório da telefonia móvel, transformar a Oi e a Vivo SP de concessionárias em autorizadas e obrigá-las a cumprir metas de oferta, preço e velocidade no atacado e no varejo de conexões de internet em pequenas cidades e povoados, só assim para o Brasil melhorar de fato, porque a Telebras pelo que consta flopou.

    • Felipe Silva

      Eu já penso diferente, coloca a rede da telebras pra fornecer backbone prós pequenos provedores (ideia original do plano de internet para todos que vou barrados pelas grandes Telecom) e melhora a linha de crédito deles, deixa eles crescerem e baterem nos grandes provedores

      • Wellington Gabriel de Borba

        Mas a ideia por trás da Telebras era justamente essa, no entanto o governo, a gestão Dilma, diga-se de passagem, nunca incentivou o resto, ficou no construa um backbone estatal e pronto acabou ao invés de fazer as outras coisas que você está dizendo, como desoneração, financiamento e desburocratização.

  • Marcos Pinto Basto

    Na banda larga fixa do Brasil, a disparidade de velocidades acontecem no mesmo bairro de todas as cidades. Aqui em S.Vicente/SP, servida pela Telefônica/Vivo, venho reclamando velocidade da banda larga há mais de 10 anos, pois esta tele serve-me com 2 Mbps que os numerosos testes de velocidade nunca identificaram. A velocidade real está sempre abaixo de 1 Mbps e não adianta reclamar muito porque eles retaliam quem protesta muito que nem eu! No CEP 11.330-090, os assinantes são todos corridos com a paupérrima velocidade de 02 Mbps, masa cerca de 800 metros daqui, a Telefônica/Vivo tem rede de fibra ótica, oferecendo conexão de 50 Mbps ou até mais. Pago R 50,00 por um 01 ou 02 Mbps e na fibra ótica da Rua Tiradentes, os assinantes pagam R 75,00 por 50 Mbps. Dá para entender tamanha disparidade? Esta Telefônica/Vivo rouba-nos descaradamente! Cheguei de reclamar com o Ministério das Comunicações do então Paulo Bernardo da Silva, mas seus assessores nunca resolveram o problema. Reclamei deles com a Presidência da República, mas perdi meu tempo. Mais tarde circulavam na web rumores que aquele ministro favorecia muito as teles e atropelou o Plano Nacional da Banda Larga que continuou sendo Banda Larga para poucos e Banda Estreita para muitos a preço de ouro!

  • Marcos Pinto Basto

    O tele-atendimento da Telefônica/Vivo, 103/15 é um serviço de embrumação dos assinantes e a ANATEL colabora com eles. São umas gracinhas na embromação e vamos reclamar com quem?Com o Temer? Aí caímos na mafia e podemos até sofrer uma vendetta, mais uma porque o Traidor conseguiu roubar o lugar de Dilma para nos atropelar!

    • CtbaBr©

      Pô cara, tava indo tão bem no inicio, pena que caiu na torcida politica…
      São facções diferentes da mesma mafia, nenhum deles merece a sua torcida, nem seu respeito, infelizmente!

  • O “BURRO” !!!

    Temos uma das conexões móveis mais rápidas do mundo.Isso é fato!

  • Cesar Augusto

    Os dois rankings têm no top10, países pouco populosos..exceção dos EUA no segundo. Certamente faz alguma diferença,né? Deve-se levar em conta porque tem mais gente acessando…

  • Amoeba

    E ainda querem implementar a franquia de dados no pais. Brincadeira…

  • Marcus Araujo