Início » Aplicativos e Software » Mude para o Firefox de 64 bits e tenha até 39% menos travamentos

Mude para o Firefox de 64 bits e tenha até 39% menos travamentos

Firefox de 64 bits trava menos porque pode consumir mais RAM

Paulo Higa Por

A Mozilla está incentivando os usuários de Windows a migrarem para a versão de 64 bits do Firefox. Por isso, a companhia divulgou algumas informações sobre a segurança e estabilidade do navegador: o Firefox de 64 bits é mais protegido por suportar um recurso chamado Address Space Layout Randomization (ASLR) e sofre 39% menos travamentos em computadores com 4 GB de RAM ou mais.

O Firefox de 64 bits trava menos que a versão de 32 bits principalmente pelo fato de poder consumir mais RAM. Dependendo das configurações do Windows, o Firefox de 32 bits fica limitado a 2 ou 4 GB de memória. Em vários casos, quando esse limite é atingido, o Firefox não consegue alocar as novas informações e trava completamente. Essa restrição não existe na versão de 64 bits.

Leia mais: Feche o Gerenciador de Tarefas e pare de se preocupar com o consumo de RAM

E muitos usuários de Windows não estão com a versão mais otimizada. Números de 2016 dão conta de que 66% dos usuários estavam rodando o Firefox de 32 bits no Windows de 64 bits, não aproveitando o navegador ao máximo, e apenas 1,7% executavam o Firefox de 64 bits (os outros 32,3% tinham Windows de 32 bits e não poderiam fazer a migração).

Além disso, o Firefox de 64 bits suporta o Address Space Layout Randomization (ASLR), um mecanismo de segurança que torna aleatória a alocação dos segmentos de um processo na memória. O que você precisa saber é: isso torna muito mais complicado para um hacker explorar um determinado tipo de vulnerabilidade (buffer overflow), e não é suportado pela versão de 32 bits.

A partir de agora, todos os usuários de Windows de 64 bits receberão o Firefox de 64 bits por padrão no momento do download. Além disso, a Mozilla vai migrar automaticamente todos os usuários elegíveis que ainda estão na versão de 32 bits em uma data futura. Se quiser adiantar a migração, baixe a nova versão aqui. Os usuários de macOS e Linux já rodam versões otimizadas do Firefox.

É o fim da guerra dos browsers?

Em um passado muito distante (pelo menos em anos de internet), um dos passatempos preferidos dos aficionados por tecnologia era testar vários navegadores diferentes. Assim, metade dos tópicos em fóruns de tecnologia eram de usuários enaltecendo os novos recursos do seu navegador predileto.

Mas, de acordo com Andreas Gal (ex-CTO da Mozilla), esses tempos ficaram para trás. O Chrome não só venceu, como é bem possível que todos os seus concorrentes estejam mortos em dois ou três anos (menos o Safari). Será? Discutimos o assunto no Tecnocast 070. Dá o play e vem com a gente!

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Paulo Henrique Brumatti
Temos sim muitos problemas de compatibilidade causados pelo Chrome, por isso ele é chamado há algum tempo de novo IE. Apesar de todas as novas funcionalidades dele serem enviadas também à W3C, elas são implementadas, anunciadas e utilizadas pelos desenvolvedores antes de serem modificadas e aprovadas pelo comitê, fazendo com que existam diversas versões da mesma funcionalidade pela "pressa" do Chrome. Para evitar isto, nos últimos tempos a Google tem lançado essas features "instáveis" atrás de flags, impedindo o uso massivo antes de ser aprovado pela W3C. Tem funcionado muito bem, então vamos ver se eles mantém este comportamento.
Paulo Henrique Brumatti
Temos sim muitos problemas de compatibilidade causados pelo Chrome, por isso ele é chamado há algum tempo de novo IE. Apesar de todas as novas funcionalidades dele serem enviadas também à W3C, elas são implementadas, anunciadas e utilizadas pelos desenvolvedores antes de serem modificadas e aprovadas pelo comitê, fazendo com que existam diversas versões da mesma funcionalidade pela "pressa" do Chrome. Para evitar isto, nos últimos tempos a Google tem lançado essas features "instáveis" atrás de flags, impedindo o uso massivo antes de ser aprovado pela W3C. Tem funcionado muito bem, vamos ver se eles mantém este comportamento.
Paulo Henrique Brumatti
Com o lançamento dessa versão, vai ter um update automático da versão 32 pra 64. Não acho que no 'manual' vai ter essa opção, porém é apenas o caso de desinstalar a versão 32 sem apagar o perfil e instalar a versão 64.
Thalisson Cavalcante
Opera>>>firefox
LeibniZ

Verdade. Seja lá qual for o processador.

Evânio S. Gomes
Verdade. Seja lá qual for o processador.
robsonc
Mesma coisa comigo. Eu sabia que tinham voltado a desenvolver a versão 64 (pq lembro uma época que tinham ameaçado parar, se não me engano), e qando fui ver semana passada minha versão era 32 bits ainda. Melhorou muito depois da ultima atualização e a mudança prr 64 bits.
Marks Duarte

Instalei a versão 64 bits e estou notando um desempenho melhor que a versão 32 bits anteriormente instalada.
Por enquanto o Chrome foi deixado de lado.

Marks William
Instalei a versão 64 bits e estou notando um desempenho melhor que a versão 32 bits anteriormente instalada. Por enquanto o Chrome foi deixado de lado.
TIGOS

Do jeito que o Firefox devora CPU, melhor procurar outro.

Tava usando Opera, estou usando Vivaldi agora (esta mais leve)

Anderson Freitas
Do jeito que o Firefox devora CPU, melhor procurar outro. Tava usando Opera, estou usando Vivaldi agora (esta mais leve)
Josué Junior
Eu baixei ela e a diferença é bem notável no desempenho
Adriano Garcez
Juro que tento usar o FX de novo, mas não dá. O desenvolvimento do Chrome está muito mais avançado do que o FX. A única coisa que sinto falta é do Omnibar.
Emanuel
Ainda uso o Chrome só pela sincronia com o smartphone. Infelizmente acho a versão android do Firefox horrível
jêremy
Na boa, desculpa quem não concordar mas colocar o Chrome em comparação com Firefox tal como fizeram no Tecnocast é o mesmo que comparar Whatsapp com Telegram, o Chrome não tem metade das possibilidades do Firefox e é da Google, Privacidade é um direito que eu gosto. #telegram #firefox Eu uso mais de 200 abas na vertical, não dá pra fazer isso com chrome, acaba com a memória...
Exibir mais comentários