Início » Negócios » Uber reduz prejuízo após realizar 150% mais corridas

Uber reduz prejuízo após realizar 150% mais corridas

Por
1 ano atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

O Uber está envolvido em uma miríade de controvérsias, incluindo uma disputa judicial entre um grande investidor e seu ex-CEO. Mas esse drama não atingiu o desempenho financeiro da empresa: ela está fazendo cada vez mais corridas e reduzindo seu prejuízo.

Entre abril e junho deste ano, o Uber realizou 150% mais corridas que no mesmo período do ano anterior. Enquanto isso, a receita líquida dobrou para US$ 1,75 bilhão.

Uber

A empresa ainda não tem lucro, mas está conseguindo reduzir seus enormes prejuízos. Ela teve perdas de US$ 645 milhões no segundo trimestre, queda de 14% em relação ao ano passado.

A parte mais preocupante: as reservas financeiras do Uber caíram de US$ 7,2 bilhões para US$ 6,6 bilhões. Talvez pareça pouco, mas segundo o VentureBeat, isso significa que a empresa está queimando mais de US$ 2 bilhões por ano — se ela não conseguir ter lucros, ou se não conseguir mais investidores, isso será um problema.

Para ter lucro, há basicamente dois caminhos: reduzindo custos, ou aumentando os preços. Segundo a Reuters, para cada dólar que o Uber gasta, os usuários pagam só 41 centavos. Trata-se de um subsídio que não deve durar para sempre.

Em Hong Kong, o Uber recentemente aumentou a tarifa mínima em 80% para HK$ 40, contra o mínimo de HK$ 24 para táxis. Isso deixou a empresa menos competitiva para corridas curtas, mas ela ainda é mais barata para distâncias maiores.

E a pressão por lucros deve aumentar, já que o Uber está preparando uma estreia na bolsa de valores. A empresa está melhorando sua estrutura interna, promovendo sete executivos para posições de vice-presidência; e segue na busca por um novo CEO.

Com informações: Axios, VentureBeat.

O futuro dos apps de transporte

O Uber, que já foi visto como uma empresa inovadora e disruptiva, conseguiu se envolver em incontáveis polêmicas apenas no último semestre. Enquanto tenta se reestruturar, os concorrentes avançam. Como será o futuro desses serviços? Conversamos sobre o assunto no Tecnocast 068. Aperte o play e confira!

Mais sobre: ,