Início » Negócios » Cabify tem programa de fidelidade para passageiros frequentes

Cabify tem programa de fidelidade para passageiros frequentes

Mais uma ideia para incentivar usuários do Cabify, que quer se expandir no Brasil — mas de maneira controlada

Paulo Higa Por

Seguindo os passos do Uber, o Cabify lançou um programa de fidelidade para beneficiar os usuários mais frequentes do serviço. Chamada de Purple Card, a novidade está disponível inicialmente no estado de São Paulo e oferece créditos para viagens todos os meses.

Existem três variações do Purple Card. O Purple Riders exige que o usuário faça pelo menos 35 corridas por mês e seja um avaliador secreto do Cabify para ajudar a melhorar o serviço. O Cabify informa ao Tecnoblog que os benefícios são de R$ 100 em créditos por mês, R$ 40 em créditos no mês do aniversário, além de parcerias para transporte oficial em shows e convites de parceiros a serem definidos.

Além disso, o Cabify está lançando programas para motoristas (Purple Drivers) e usuários corporativos (Purple Empresas). O primeiro oferece cashback em combustível, desconto na aquisição de veículos, oficinas e seguros, além de atendimento prioritário e ingressos para eventos. Já o Purple Empresas, que exige pelo menos 20 viagens por mês, dá descontos tanto na conta pessoal quanto na corporativa.

Os programas valem para as sete cidades onde o Cabify opera no estado de São Paulo: Campinas, Santos, São Vicente, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Santo André, além da capital. A empresa também oferece o serviço de transporte no Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba e Porto Alegre, mas não informa quando o Purple Card será lançado nessas cidades.

Expansão, suporte e problemas

Algo que sinto com o Cabify, inclusive escutando colegas que também utilizam o serviço, é que o suporte da empresa é ineficiente quando há algum inconveniente com a corrida, particularmente com viagens que precisam ser canceladas por problemas com o motorista. O Uber, embora costume apresentar mais contratempos, é normalmente rápido para responder os usuários.

Conversei com o CTO global do Cabify, Samuel Lown, e ele está ciente do problema — mas diz que a empresa trabalha para melhorar seu suporte. “Estou otimista de que no futuro teremos um tempo de resposta muito melhor, porque estamos automatizando as coisas. Vamos ver quando o usuário disser que teve problema com a corrida, e fazer com que a decisão de suporte seja tomada automaticamente”.

E a expansão? Por enquanto, o Cabify opera em 12 cidades no Brasil e mesmo assim não cobre todas elas, a exemplo de São Paulo, onde não é possível solicitar uma viagem em bairros mais periféricos. Para a empresa, que afirma ter 150 mil motoristas cadastrados no país (ativos e na lista de espera), a questão é equilibrar oferta e demanda: se houver motoristas demais em determinada região, eles ficarão ociosos; se houver motoristas de menos, os usuários esperarão muito tempo até o carro chegar.

Lown me diz que o objetivo é expandir o Cabify de forma controlada: “Nós tentamos ser seletivos, ter bons controles de qualidade e pensar em qual é o tipo de serviço que queremos oferecer. […] Não somos tão obsessivos com relação à massificação dos nossos produtos, nós gostamos de construir coisas que vão ser boas e durar por um longo período”.

Por isso, embora não descarte nenhuma possibilidade, a empresa por enquanto não planeja lançar alguns serviços controversos do concorrente, como as corridas compartilhadas, já que elas “sacrificam o tempo [da viagem] por uma diferença muito pequena no preço”, e o pagamento em dinheiro, porque “se o motorista precisa ter dinheiro no carro, ele imediatamente se torna um alvo do crime”.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Artur Domingues
Cab Horrível
Jose X.
primeira coisa que eles precisam fazer é mudar o nome para algo bem simples...aprendam com Uber e 99
Igor
Tomara que chegue logo em Salvador. O cabify me parece um crescimento mais sustentável que o Uber, no Uber a qualidade cai com o tempo e com tanto motorista disponível perde a única vantagem em dirigir pra Uber que é não ficar parado esperando passageiro. Dessa forma, deveriam reduzir a porcentagem cobrado sobre os lucros do motorista ou limitar a quantidade de carros por região.
Paçaro
Não sabia que eles são tão rápidos assim.
Lucas Ribeiro
A Uber geralmente me responde em 15 minutos. Geralmente quando ocorre algo do tipo, recebo o dinheiro dentro do outro uber. Agora, o cabify tem vantagens, exemplo do rádio, ar, tudo antes de entrar no carro e já ser "oferecimentos" aparentemente vinculados do serviço, diferente do uber.
Paçaro
A vez que eu tive problemas com o Cabify, quando o motorista não apareceu em quinze minutos e tava indo pro lado oposto de onde eu estava, no dia seguinte eu já recebi a devolução do dinheiro. Então , minha experiência foi boa. E devido ao fato de o Cabify oferecer diversas promoções e descontos e também, no geral, os motoristas serem mais educados e os carros muito melhores que no Uber, não lembro quando foi a última vez que usei o último.
João Fagundes
Não seria melhor carbify?