A taiwanesa HTC não anda bem das pernas. Sabemos que ela contratou um assessor para explorar vários caminhos para a empresa, incluindo vender a divisão Vive de realidade virtual.

Segundo o jornal Commercial Times, de Taiwan, a HTC está em fase final de negociação com o Google para vender sua divisão de smartphones. A aquisição deve ser anunciada, no máximo, até o final do ano. Ainda não há detalhes de quanto isso vai custar.

Foto por Gilly/Flickr

Não seria uma surpresa completa caso isso acontecesse: a primeira geração dos smartphones Pixel foi toda feita pela HTC. Segundo rumores, o mesmo vai ocorrer com o Pixel 2 (o modelo XL maior seria fabricado pela LG); e esta nova geração permitirá realizar comandos apertando a moldura do aparelho, assim como no HTC U11.

O Google já foi dono de uma fabricante de smartphones antes, comprando a Motorola em 2012 e dando um novo rumo para a empresa com os bem-sucedidos Moto X e Moto G. No entanto, isso piorou o relacionamento com a Samsung e outras concorrentes. Ela foi vendida para a Lenovo alguns anos depois.

Hoje em dia, no entanto, o Google está mais agressivo em vender seus próprios smartphones, com recursos que permanecem exclusivos ao Pixel, como o ótimo algoritmo de câmera. Ou seja, uma possível aquisição seria mais permanente desta vez.

Resta ver, no entanto, como ficará a divisão Vive de realidade virtual. Ela está tendo relativo sucesso ao concorrer com o Oculus Rift, do Facebook. Será que essa parte da HTC continuará independente, ou será vendida também?

Com informações: Commercial Times, The Next Web.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

Motorola é uma empresa gigante cara, ela faz estações de rede celular, rádio base, modems (partes internas para aparelhos) ela vem de bem antes do que vc imagina, e vendia equipamentos para empresas.

PPKX XD ?????????
Motorola é uma empresa gigante cara, ela faz estações de rede celular, rádio base, modems (partes internas para aparelhos) ela vem de bem antes do que vc imagina, e vendia equipamentos para empresas.
Cristina Nascimento
Nao sabia q Picachu era um rato!!
Senhor Bean
A ideologia liberal, que consiste basicamente em menos intervenção na economia (não confundir com nenhuma intervenção, nenhum economista liberal sério defende isso) por parte do Estado, veio sendo adotada (as vezes a força, vide nossa condenação na OMC) gradualmente por todo século XX. Porém, mesmo com a pouca intervenção que temos hoje, intervenção essa que já foi muito maior um século atrás, não estão conseguindo impedir que monopólios e oligopólios se formem. A mão invisível do Smith só funciona no papel.
Hemerson Silva
e onde a "ideologia liberal" está sendo aplicada?
Keaton
Eles já sabem pra quem vão revender ela?
Vector

Em nenhum momento a Nokia foi vendida, apenas sua divisão de celulares - na verdade de smartphones, pois a Nokia nunca foi impedida de fabricar dumbphones.

Sobre a Motorola, bem... O que mais ela fazia além de celulares e tablets?

Enquanto o Google comprou a empresa Motorola, a Microsoft comprou a divisão Nokia - Lumia.

Victor Zavecz
Em nenhum momento a Nokia foi vendida, apenas sua divisão de celulares - na verdade de smartphones, pois a Nokia nunca foi impedida de fabricar dumbphones. Sobre a Motorola, bem... O que mais ela fazia além de celulares e tablets? Enquanto o Google comprou a empresa Motorola, a Microsoft comprou a divisão Nokia - Lumia.
Maicon Bruisma
Falou mentira então, pq o desenvolvimento do Moto Voz, por exemplo, teve muita ajuda de engenheiros da Google, e serviu de "beta" ou base para melhorar o Now e o Assistent que estava em desenvolvimento. Também serviu para criação da cópia do Always On Display no Android puro, já que surgiu primeiro no Moto X, e se tornando feature nativa do Android as fabricantes não precisariam quebrar a cabeça para implementar função similar em seus aparelhos
Maicon Bruisma
O algoritmo de câmera não é tão exclusivo assim. Ele é dividido em 2: sistema e app de câmera. O app de câmera foi portado para o Xiaomi Mi5s e melhorou absurdamente a qualidade das fotos e melhorou a estabilização de vídeo, a diferença entre a câmera dele e do Pixel agora é mínima. Já o sistema foi melhorado nos nexus, pouco mais do que foi no Android One, mas o suficiente para que a qualidade das fotos esteja melhor no Android 7.1.1 e 8 do que em outras versões.
Jairo ☠️

O Tizen não pertence a Samsung , é um OS de código aberto desenvolvido pela Linux Foundation em parceria com a Samsung , Panasonic é Intel,.

jairo
O Tizen não pertence a Samsung , é um OS de código aberto desenvolvido pela Linux Foundation em parceria com a Samsung , Panasonic é Intel,.
Fabrício Jr.
As coisas mudaram. Antes a Samy dominava muito as vendas de android, hoje tem muitas empresas chinesas que pegaram uma boa parte do sistema. E de qualquer modo, a samsung já está se distanciando muito do android,enchendo os smartphones de bloatwares da Microsoft pra não pagar patentes a ela.Também está investindo cada vez mais no tizen, cedo ou tarde ela vai abandonar o android. Então é melhor o google buscar independência das fabricantes e começar a ganhar uma boa parcela das vendas de smartphones android. Pra isso foi criado a linha pixel, a própria google falou que agora está desenvolvendo seu próprio hardware, disseram até que esperam fabricar seus próprios Socs. Penso eu que quando a google tiver uma boa parcela do android no mercado de smartphones, (se ela conseguir) ela vai poder controlar mais o SO, sem receber ameaças de que determinada fabricante vai abandonar o android. Bem, assim penso eu kkkk Flw
Marcus Araújo
Não dá pra não ficar surpreso, na verdade: o Google tinha em mãos a Motorola, com muito mais relevância e presença de mercado, e resolveu vender a empresa a um preço relativamente baixo e permanecer com as patentes para sair da área de produção de hardwares. Vamos lembrar que a Motorola em tempos de Google conseguiu sacudir o mercado e nivelar por cima os aparelhos. Até então, aparelhos de entrada e intermediários eram sinônimo de desempenho ruim. O Moto G quebrou esse paradigma, e o Moto X também mostrou que para ser um topo de linha interessante não precisava ser um monstro em desempenho e custar muito caro, mas sim ter bons diferenciais. Por mais que a concorrência não tenha gostado, a Motorola by Google foi também um fator importante para melhoria geral do sistema Android. Se ela tiver a infeliz ideia de fazer o mesmo com a HTC, vendendo-a para um concorrente depois, só vai conseguir concentrar ainda mais o mercado de Androids nas mãos de poucas fabricantes, muito embora a HTC não tenha a mesma relevância da Motorola daquela época.
PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

No segmento de celulares ela praticamente morreu e foi vendida a preço de banana pra voltar nas mãos de outros..., a Motorola também não é "uma empresa de celulares"...

Exibir mais comentários