Início » Games » Nintendo vai voltar a vender o NES Classic e reforçar produção do novo Super Nintendo

Nintendo vai voltar a vender o NES Classic e reforçar produção do novo Super Nintendo

Por
12/09/2017 às 10h23
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Nostalgia vende, mas nem a Nintendo esperava que o NES Classic Edition — a versão em miniatura do emblemático Nintendinho — fosse ter tanta procura. É por isso que a companhia tomou uma decisão que vai agradar aos saudosistas de plantão: o diminuto console voltará a ser fabricado e, para completar, a produção do novo e também pequeno Super Nintendo aumentará.

NES Classic Edition

O NES Classic Edition teve 2,3 milhões de unidades vendidas. O miniconsole não foi desenvolvido para ser um produto contínuo, de acordo com a própria Nintendo, mas como as unidades não paravam nas prateleiras, remessas adicionais foram produzidas até abril, quando a companhia interrompeu a produção de vez.

Foi um drama. Quem não conseguiu comprar o console nem mesmo com as novas remessas passou a recorrer a sites como o eBay, que ofertam o NES Classic Edition a preços duas, três ou até quatro vezes maiores que os US$ 59,99 sugeridos pela Nintendo.

Mesmo assim, o miniconsole deixou de ser vendido. Pouco tempo depois, Reggie Fils-Aimé, CEO da Nintendo of America, explicou à Time que o plano original era vender o NES Classic apenas como uma edição especial para o Natal de 2016 e que a procura elevada não era mesmo esperada. A produção teve que ser finalizada em abril por “falta de recursos”, segundo o executivo.

NES Classic Edition

Aparentemente, agora a Nintendo conseguiu alavancar os tais recursos. Nesta terça-feira (12), a companhia soltou um comunicado afirmando que o NES Classic Edition voltará a ser produzido com os mesmos 30 jogos que acompanham as primeiras remessas, incluindo clássicos como Super Mario Bros, The Legend of Zelda e Donkey Kong.

Ainda não há data certa para o relançamento. A Nintendo fala apenas que o NES Classic Edition chegará as prateleiras em meados de 2018. O preço na casa dos US$ 60 deverá ser mantido.

Mais Super Nintendo

O Super Nintendo também vai ganhar uma versão em miniatura, você já deve estar sabendo. O SNES Classic Edition, como está sendo chamado, será lançado em 29 de setembro nos Estados Unidos com preço sugerido de US$ 79,99. Para evitar os transtornos que envolveram o NES Classic Edition, a Nintendo tratou de deixar claro que “aumentou drasticamente” a produção do console.

SNES Classic Edition

Problemas já estão aparecendo, na verdade. O SNES Classic Edition está em pré-venda, mas a procura também tem sido gigantesca, fazendo muita gente ter dificuldades para conseguir uma reserva.

Essa situação já está alimentando o mercado de revendas. Por conta disso, Fils-Aimé recomendou, em uma entrevista recente ao Financial Times, que ninguém pague mais de US$ 80 pelo console. A Nintendo dá a entender que o reforço nos estoques dará conta da demanda no lançamento e também nos próximos meses: o plano é continuar vendendo o SNES Classic Edition em 2018.

O console virá com 21 jogos, incluindo títulos como Super Mario World, Super Mario Kart, Donkey Kong Country e, surpreendentemente, Star Fox 2, jogo que deveria ter sido lançado para o Super Nintendo original em 1995, mas foi cancelado por causa da proximidade do lançamento do Nintendo 64.

Com informações: Ars Technica

  • Sid M.S.

    Pô… tinha que rolar uma versão 2.0 com as melhorias do S. Nintendo Mini…

  • Léx Ferracioli

    Pq não lança um com todos os jogos inclusos porra!!!

    • Simplesmente pq a Nintendo não é dona de todos os jogos. Tem que negociar com cada publisher/desenvolvedora…

      • Carlos Pacheco

        Olha, se eu fosse o chefão da Big N, faria um esforço para trazer o Chrono Trigger, pelo menos. >:(

    • Tales Cembraneli Dantas

      royalties

    • Uzumaki Jiraya

      Mas é bobo mesmo.

  • Rodrigo Moralles

    Eu quero um NES mini S com controles wireless, depois NES mini 2 com entrada para cartuchos, depois um NES mini 2S com entrada para cartões de memória, depois um NES mini 3 com suport…

  • Vsoco

    No Chrono, no deal.

    (Cuidado: fanboy assumido)

  • Penso que esses relançamentos pode ser uma boa inclusive para que produtoras tenham chance de fazer novos jogos em 8/16 bits… isso se a Nintendo permitir.

    • Carlos Pacheco

      Infelizmente, isso não ocorrerá. A Nintendo já se posicionou dizendo que os consoles são como um serviço do tipo “Virtual Console”, manja? Então são consoles fechados para aquela proposta meio que “exclusiva”.

  • Ligeiro

    O interessante é que há também várias críticas ao aparelho, já que ele é restrito apenas aos jogos ofertados. Alguns da cena de “classic gaming” estão recomendando comprar aparelhos tipo Retron (e assim usar os cartuchos, que dá giro no mercado de usados também) ou montar um “tudo-em-um” (já que muitos são apenas jogadores ocasionais).

    • Carlos Pacheco

      Cara, acho que estas críticas são de pessoas que não compreendem de tecnologia… O que é bizarro, se tratando de Nintendo. Mas enfim, o NES Classic tem como adicionar mais jogos por um método de “desbloqueio”.

      • Ligeiro

        Eu tinha lido sobre. Mas é mais o pessoal “purista” que queria ver algo da marca com mais jogos.

    • Antonio

      Sério estamos discutindo custo beneficio em uma peça de coleção!

      • Ligeiro

        Geralmente peças de coleção são bem especulativas. E o mercado de colecionadores, ao que vejo, hoje é mais pautado pela questão de ofertas altas para limitar a movimentação. Não é um mercado “diluído”. Há claro os “modinhas”, os “especuladores puros” e os “especuladores especialistas”.

        Não duvide que daqui há uns 5 anos a gente vê este tipo de equipamento ou no lixo ou naquelas lojas de doações ou penhora (nos Estados Unidos tem muito, aqui não).

        Sabendo procurar, é possível achar Atari no lixo ou sucata, ou até videogames mais raros. Depende de onde e como procurar.