Início » Negócios » Easy não terá mais transporte por carros particulares no Brasil

Easy não terá mais transporte por carros particulares no Brasil

Por
23 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

No ano passado, o Brasil recebeu uma série de concorrentes ao UberX. Um deles era o EasyGo, oferecendo um serviço de motorista particular com tarifas competitivas. Ele será encerrado na próxima segunda-feira (18).

A Easy confirmou a mudança à revista Exame; e já avisou os motoristas por e-mail. Ela está consolidando suas operações com a Cabify, após ser adquirida em junho por R$ 500 milhões.

Como a Cabify tem maior presença entre serviços de motorista particular, e o EasyGo nunca fez muito sucesso, ele vai acabar. Daqui para a frente, a Easy (antes Easy Taxi) vai se concentrar em seu foco original — os taxistas.

No Uruguai, a situação é inversa: a Cabify deixará de atuar no país em outubro, dando mais espaço para a Easy, que é mais forte por lá.

As opções de transporte sob demanda, via aplicativo, estão diminuindo no Brasil. No ano passado, fizemos um comparativo entre Uber, Cabify, WillGo, Televo e EasyGo; desses, praticamente apenas dois continuam operando.

O Televo era uma alternativa brasileira ao Uber, mas encerrou silenciosamente suas operações: o app para Android não está mais disponível na Play Store; o site televo.me e a página oficial no Facebook não existem mais; e os perfis no Twitter e Instagram não são atualizados desde outubro de 2016.

O WillGo estreou no ano passado com preços baixos e sem tarifa dinâmica. Ele ainda existe, mas cobra uma taxa fixa dos motoristas — isso acabou restringindo seu crescimento.

Atualmente, o transporte sob demanda é uma disputa entre o Uber, que planeja investir R$ 200 milhões no Brasil; a Cabify, que vai investir US$ 200 milhões para se expandir no país; e a 99 (antes 99Taxis), que recebeu US$ 200 milhões em investimentos este ano.

Com informações: Exame.

Mais sobre: , , ,