Início » Mobile » Será que o Essential Phone é tão resistente assim? (não)

Será que o Essential Phone é tão resistente assim? (não)

Smartphone de Andy Rubin tem moldura de titânio e traseira de cerâmica

Por
23 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Além de suportar módulos, ter um corte peculiar na tela e ser criado pelo pai do Android, o Essential Phone possui uma característica que passou despercebida por alguns: um design com traseira de cerâmica e moldura de titânio.

Diz a Essential que o titânio é o “material perfeito” para criar “uma das coisas mais essenciais das nossas vidas, uma que todos nós derrubamos às vezes”, já que ele não arranha nem dobra, diferente do alumínio. Então, JerryRigEverything resolveu botar o aparelho à prova.

Como nota o SlashGear, Zack Nelson raramente faz testes de queda (ele é mais conhecido por dobrar os aparelhos e acender um isqueiro embaixo deles). Mas, como o Essential Phone possui materiais diferentes e um apelo de resistência, vamos ver como o smartphone se saiu (cenas fortes a seguir):

O resultado é que, se você deixar o Essential Phone cair com a traseira para baixo, não há muito com o que se preocupar: a cerâmica sobreviveu intacta depois de várias quedas. No entanto, o vidro da tela continua sendo… vidro. E o display logo ficou cheio de trincos nos primeiros testes, chegando a apresentar alguns buracos depois de outros “acidentes”, até falhar completamente.

O ponto fraco das telas de vidro normalmente fica nas extremidades — se a moldura de titânio pressionar os cantos do display durante uma queda, por exemplo, você ganhará alguns trincos. Por isso, o Essential Phone tem uma faixa de plástico em torno da tela para tentar absorver o impacto, mas parece que isso não é suficiente.

A recomendação, portanto, continua sendo a mesma de qualquer outro smartphone de plástico ou alumínio: se você é desastrado, coloque uma capinha.