Início » Celular » Steve Jobs critica Adobe em "Pensamentos sobre Flash"

Steve Jobs critica Adobe em "Pensamentos sobre Flash"

Avatar Por

Steve Jobs sempre foi muito criticado por ter decidido não incluir suporte ao Adobe Flash no iPhone OS, usado em três dos dispositivos móveis da Apple: o iPhone, iPod Touch e o iPad. O executivo deve ter se cansado de receber tais críticas, já que hoje ele publicou uma carta aberta à internet intitulada "Pensamentos sobre Flash".

Na mensagem, Steve Jobs começa dizendo que a Apple tem uma longa e duradoura relação com a Adobe desde o começo e que a empresa de Cuppertino foi um dos seus primeiros grandes clientes. A partir daí, Jobs passa a criticar a posição da Adobe ao insinuar que o ambiente da Apple é fechado e o Flash é uma tecnologia aberta.

O que a Adobe diz é que que a plataforma iPhone OS não permite acesso à 75% de vídeos na web, que a empresa alega ser publicado em Flash. Jobs rebate dizendo que, enquanto o sistema operacional móvel é proprietário, "a Apple tem adotado padrões abertos da web como HTML 5, CSS e JavaScript", e que boa parte da Web já é compatível com um formato mais moderno, o H.264, que é suportado no iPhone OS.

Jobs segue falando de dois grandes fatores que fizeram-no tomar a decisão de não incluir suporte ao Flash no iPhone OS: a instabilidade da tecnologia e a perda de performance da bateria. Ele cita que a Symantec destacou o Flash como sendo uma das plataformas mais inseguras de 2009 e a má performance das versões atuais do Flash nas demais plataformas móveis.

O CEO da Apple encerra dizendo que "a Adobe deveria se preocupar mais em criar ferramentas de HTML 5 para o futuro do que criticar a Apple por ter deixado o passado para trás". Ouch.

A carta completa está disponível nesse link.

Mais sobre: , , ,

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Junior L. Botelho
Vim do futuro pra dizer que o Steve sempre esteve certo quanto ao Flash.
Reinaldo
Gente, mas ninguem é obrigado a comprar Apple, o mercado existe pra isso! Discussão idiota, eu sempre detestei Flash desde quando comecei a trabalhar com internet e ainda usava Windows, agora com o Mac, é impensável usar Flash! HTML5 já pegou, acredito que nos próximos anos teremos uma grande procura por profissionais com conhecimentos avançados do HTML5 que traz muitas inovações nos markups.

Infelizmente os profissionais que trabalham quase que exclusivamente com Flash hoje terão que se readequar ao novo mercado, como todos os outros profissionais da área de desenvolvimento.
Juarez Lencioni Maccarini
Sobre a questão “se o Flash faz falta ou não”:

-> No iPhone OS só me fez falta UMA VEZ, quando eu estava em uma conferência de desenvolvedores de iPhone e decidimos pedir o almoço no McDonald’s… mas o site era em Flash e não abria no iPhone! Ironia total. No entanto, eu não fiquei com raiva pelo iPhone não ter Flash, só achei ridículo uma empresa como o McDonald´s ter um site inteiro em Flash.

-> No Desktop descobri que o Flash também não me faz muita falta. Atualmente uso bloqueador de Flash em todos os meus navegadores (exceto o Opera, onde ainda não pesquisei como se bloqueia o Flash). Percebi que, exceto por vídeos, o Flash não me faz falta para nada. E até os vídeos estão disponíveis em quantidade e variedade cada vez maior no formato H.264, então faz menos falta ainda.

Agora, quanto à questão de “isso deveria ser escolha do usuário e não do fabricante”, aí é um assunto que dá muito pano pra manga se for analisar os dois lados da moeda, então fica pra próxima… ;)
Anderson S. Lima
É. O Flash não faz a mínima falta em dispositivos móveis. Em compensação, nos PCs, é inevitável que Flash É necessário.

E só pra deixar claro, foi isso que Steve Jobs realmente quis dizer: http://migre.me/APZn :P.
Fabiano
Pois é, mas se Jobs quer, Jobs consegue... é bom a Adobe começar a pensar cada vez mais em HTML5 e essas coisas!
Thássius Veloso
E viva o monopólio que a Apple impõe em seu ecossistema.
Leandro Alonso
Essas insistentes críticas da Adobe para com a Apple só dizem uma coisa: desespero.

Deve ser, no mínimo, desesperador pra uma empresa que dominava em larga escala os computadores em todo o mundo ver agora seu domínio completamente ameaçado e fadado ao esquecimento.

Continuo com a opinião que sempre tive: o Flash não me faz falta no iPhone/iPod. :)
Breno Brito
Blah blah blah do tio Jobs. Padrões abertos p*! nenhuma. Ele só começou a falar do HTML5 agora (como desculpa) e tá investindo nela pq o Jobs realmente acha q o flash faz falta no iPhone e com o HTML5 esta falta será suprida. Pq ele "abre" o coração e fala logo as suas reais intenções: "eu quero controlar tudo o que roda no meu lindo aparelho!" Já q se o flash rodar, dificilmente (ou com muuuuito custo) vai ter como ele saber o q o povo coloca ou deixa de colocar no iphone, ai... já viu, né? Tio Jobs n vai gostar.
Rx
Tá certo o jobs.
Max Guedes
Nessa guerrinha particular ai, eu me pergunto o que seria dos users Apple se a Adobe rompesse de vez com o Jobs. O estrago seria incalculável.
Rafael
Concordo. :P
Rafael
Você leu a carta inteira antes de comentar por acaso???
Tem uma parte que o Jobs justifica justamente isso: o iPhone não precisa de desenvolvedores Flash, 200 mil apps no App Store comprovam isso.
Alisson melo
Esse Steve Jobs é um fanfarrão.
Alexandre
Concordo que em maquinas menores o flash suga um pouco de tudo. Mas no geral, funciona. Essa briga aí vai resultar em padroes usados daqui uns 2-3 anos.
Kadu
Quando o Flash morrer (isso é inevitável com o crescimento do HTML5), seja lá quando for, Jobs vai aparecer dizendo que a Apple contribuiu para a morte do plugin enquanto, na verdade, sua morte já estava fadada. Com suporte do iPhone ou não.
Alan22amg
Isso é inveja de Steve Jobs, por não ter o total controle sobre o Flash!
Steve Jobs "o senhor patentes"
Breno C.
Até concordo com o cara, mas infelizmente eu não vivo no futuro. Meu lugar é o hoje, o agora e eu quero um celular que rode flash, não uma outra tecnologia melhor que vai ser usada em larga escala daqui a cinco anos, porque até lá já mudei de celular cinco vezes. Então, ao meu ver, Jobs está errado e vendo o problema por um lado só: da empresa dele.

Se você vende um produto, tem que dar o que as pessoas querem, não ditar novas regras achando que pode mudar o mundo sozinho. Fato que comprova minha visão é o crescimento do Android lá fora.
Igor
A decisão de rodar o Flash no aparelho, seja ele uma porcaria ou não, deveria ser do usuário e não da Apple.

Mas enfim, esse só mais um ponto pra listinha de deficiências do iPhone.
KamikasiNEO
é nessa vejo que a Apple e os seus usuarios que ficaram para traz...
fazer oque?
Fabiano
Só para pôr um pouco mais de lenha na fogueira, eu uso o Ubuntu Linux (cuja versão nova sai hoje) em casa e o desempenho do plug-in do Flash é sofrível! Ele até reproduz vídeos bem, mas percebe-se que faz um esforço maior (e estou falando do oficial da Adobe).
De qualquer forma, eu acho que os esforços da Apple vão acabar matando o Flash. Mas não tão já!
Leonardo
Eu confirmo o que a carta diz... O flash é muito instável. Já tive problemas com ele no Chrome, no IE e firefox em máquinas com configurações boas. Está rodando perfeitamente e do nada trava.
Rafael Silva
Corrigido, valeu! o/
Rafael Silva
Eu acho exatamente o contrário. A carta inteira soa muito Jobsiana.
Tiago César Oliveira
Idem!
tplayer
"Na mensagem, Steve Jobs começa dizendo que a Apple tem uma longa e duradoura relação com a Adobe desde o começo e que a empresa de Cuppertino foi uma das primeiras grandes clientes da criadora do Flash"

Esse trecho deu a entender que foi a Adobe que criou o Flash, quando na verdade foi a Macromedia, empresa que posteriormente foi comprada pela Adobe.

Creio que foi um pequeno erro de interpretação na hora da tradução.


No mais discordo do Jobs, o Flash tem sim seu espaço no meio dos dispositivos móveis devido ao grande numero de desenvolvedores disponíveis no mercado.
Arimathéia
Faço minhas as palavras de Steve Jobs. Que joguem o Flash nos Androids e MP15 da vida.
bigkax
Tenho relutância em acreditar que foi o próprio Steve Jobs a escrever esta carta, ele é do tipo de escrever: "Flash é uma m*rd* faz parte do passado, a Apple é o futuro."