Início » Empreendedorismo Web » YouTube aposenta canais pagos e adota patrocínios por R$ 7,99 ao mês

YouTube aposenta canais pagos e adota patrocínios por R$ 7,99 ao mês

Por
20/09/2017 às 09h41
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

O Google vem testando a possibilidade de patrocinar criadores de conteúdo no YouTube Gaming há algum tempo, e agora está abrindo a nova forma de gerar receita para todos os canais do gênero. Por meio de um pagamento mensal, os patrocinadores podem ter acesso a alguns benefícios, como selo especial, acesso a vídeos de bastidores e transmissões ao vivo exclusivas.

O preço é definido pelo Google e varia de acordo com o país. Nos Estados Unidos, o valor é US$ 4,99; na minha conta brasileira, é exibido o custo de R$ 7,99. Segundo a empresa, o modelo está sendo liberado para todos os canais de games porque foi bem aceito: o Rocket Beans conseguiu 1.500 patrocinadores no primeiro dia, enquanto o GameAttack tem a maior parte de sua receita vindo dos patrocínios e do Super Chat.

A novidade já está disponível para todos os canais elegíveis (mais de 1.000 inscritos) por meio do YouTube Gaming. Além disso, o Google anunciou que começou a fazer testes com canais de outros gêneros. Um deles, o Que Diabos, oferece vídeos semanais mostrando a rotina por trás das câmeras, acesso a encontros presenciais e transmissões ao vivo privadas em troca da assinatura de R$ 7,99.

Quem for patrocinador de um canal ganha alguns benefícios no YouTube, como um ícone do lado do nome nos chats para indicar que é um patrocinador; acesso a um bate-papo ao vivo exclusivo para patrocinadores; e imunidade ao slow mode, que restringe a quantidade de vezes que você pode comentar em um determinado período de tempo.

Junto com a expansão dos canais patrocinados no YouTube, o Google informou ao TechCrunch que vai aposentar o serviço de canais pagos, lançado em 2013, que permitia cobrar uma assinatura mensal para liberar o acesso ao conteúdo. O recurso nunca foi muito popular entre os criadores e usuários, e é adotado por menos de 1% dos canais.

  • Arthur Dantas

    Achei interessante, até mesmo que o YouTube RED, que ainda não chegou ao Brasil, mas mesmo assim tenho receita nos meus vídeos, que são vistos pelos gringos. Incluindo os benefícios do RED, e por um valor baixo, muitos aqui no Brasil pagariam.

  • Jack-Moser

    Muito bacana isso, mais uma forma de arrecadar e ajudar os geradores de conteúdo, mas tudo tem seu lado bom e ruim, ultimamente as lives se tornaram agradecimentos aos patrocinadores e “mendigagem”, claro que é bacana, mas tem que ter um limite, é muito chato vc ficar vendo isso, já sai de muitas por ficar muito tempo nisso….

    • Arley Martins

      Isso depende do canal. Claro tudo tem seu limite. Eu se tivesse um canal dedicaria 2 minutos de 15 minutos a comercial, pois a pessoa que vive disso precisa receber $$$. Se coloca no lugar do canal que faz isso e pense pra vc ver.

      • Jack-Moser

        Não acho errado, de forma alguma, só acho que tem que ter um limite, só isso, para não se tornar cansativo para quem esta vendo.

        • Kaio

          Os comentários em canais mais famosos estão ridículos, são 9/10 mendigando para 1/10 falando algo relacionado ao vídeo.

          • Ligeiro

            <<< Se inscreva no meu canal….

            ou

            "Dá joinha aqui, não tou pedindo nada"…

            E por ra aí vai.

  • Até agora o único canal pago que eu conheço no YT é o R7 Play. A ideia é boa porque terceiriza a infra pra uma empresa que entende do assunto, ao contrário de muitas com seus players porcos.

  • #RicoMaluco #PobreMetido

    Esse valor é para patrocinar um canal?
    Não sou contra pagar pelo que consumo na internet,mas tá ficando caro,não?
    Sobre ser justo,eu pergunto:
    Os desenvolvedores vão deixar de fazer propaganda,ou vão apenas mascará-la?
    Os canais que acompanho sobre tecnologia e finanças já estão todos vendidos.São pura propaganda do começo ao fim.

    • Kaio

      Isso que pensei, é pra apenas um canal!
      Parece pouco, mas quem gostaria de ajudar outros canais que acompanha pode sair bem caro.

    • Anakin

      E só tende a piorar, com os ganhos vindo dos ads diminuindo ou sendo bloqueados, a solução é fazer propaganda nos vídeos mesmo. Que ainda não inventaram um algoritmo que encontra a “fala patrocinada” rs

  • Mago Erudito®

    No segmento de games isso até faz sentido, mas acho que não daria para expandir para outros nichos.

    Imagina, assino uns 20 canais no youtube se for patrocinar vou gastar R$ 160,00/mês. Aliás, pouquíssimos canais do youtube brasil valem R$ 7,99/mês…

  • Uriel Dos Santos Souza

    Quando liberar isso para 100% dos canais, vai ser legal, e a empresa pode ganhar uma boa grana com isso!

  • Marcus Araújo

    A opção está lá, vai pagar quem quer.

    Acho que o Google poderia flexibilizar esse valor, permitir que canais cobrem menos trazendo menos benefícios, ou até mesmo permitindo uma assinatura standard, para quem só quer mesmo apoiar o conteúdo, e uma assinatura premium, com mais benefícios.

  • Ligeiro

    Eu queria entender o porquê desta mania de “Youtuber gamer”. Raras vezes que vi, e geralmente é aquela coisa de “berro”, “zoeira” ou “minecraft”. É um porre.

    Não sei se no Brasil tem caras no estilo do Techmoan, 8-Bit Guy e Lazy Gamer Reviews. Sou bem nariz torcido pois não sou fã de cara que você sente que ele empina o nariz para falar sobre um assunto.

    • kadug

      A criançada gosta.

  • Renan

    Um canal precisa de fanáticos pra cobrar esse valor. Com certeza supera rápido a merreca que o YouTube paga com anúncios, mas é um mimo para canais grandes.