Início » Legislação » Disputa judicial: Apple 2 x 0 Qualcomm

Disputa judicial: Apple 2 x 0 Qualcomm

Por
2 anos atrás

Apple e Qualcomm estão envolvidas em uma disputa judicial tão complexa que a notícia mais recente publicada sobre o assunto teve o seguinte título: Apple processa Qualcomm, que processa Apple, que tem parceiras processadas e todos processam Qualcomm.

Em resumo, tudo começou quando a Apple processou a Qualcomm alegando cobrança abusiva de royalties, em janeiro. Muitas coisas aconteceram no meio do caminho: a Qualcomm chegou a exigir a proibição da importação de iPhones nos EUA; e a Apple determinou que seus parceiros de hardware, como Foxconn e Pegatron, deixassem de repassar os royalties à Qualcomm.

“Dois!” (Foto: Business Insider)

Pois bem: a dona dos processadores Snapdragon sofreu duas derrotas importantes nos tribunais. Em uma corte no estado da Califórnia, o juiz Gonzalo Curiel negou o pedido da Qualcomm que exigia o repasse dos royalties por parte dos parceiros da Apple, como informa o Apple Insider.

Em segundo lugar, a Qualcomm havia entrado com um pedido para evitar que a Apple abrisse processos em outras jurisdições; a disputa já se estende por China, Japão, Taiwan e Reino Unido. Obviamente, para a Qualcomm, que é a empresa menor, é muito melhor que tudo se concentre na cidade de San Diego, onde fica sua sede. Esse pedido também foi negado.

Ou seja, mesmo que a Apple venda trilhares de iPhones neste final de ano (e não tenha dúvidas de que isso vai acontecer), a Qualcomm não ganhará absolutamente nada se a disputa não terminar. É um duro golpe nos cofres da fabricante de chipsets, considerando que ela ganha por aparelho comercializado — e só o iPhone X deve vender 40 milhões de unidades ainda este ano, se as previsões estiverem certas.

Com informações: Apple Insider.

Mais sobre: ,