Você pode guardar criptomoedas, como bitcoins, em lugares como uma carteira online ou mesmo um disco rígido. A Sirin Labs está desenvolvendo um smartphone para fazer isso de forma segura.

O Finney — nomeado em homenagem a Hal Finney, pioneiro do bitcoin — promete ser o primeiro smartphone seguro o bastante para armazenar criptomoedas.

O aparelho será lançado em uma campanha de crowdfunding em outubro, e a empresa adiantou algumas de suas especificações: tela de 5,2 polegadas com resolução 2560×1440, 8 GB de RAM, 256 GB de armazenamento, e câmeras de 16 MP e 12 MP.

O Finney vai custar US$ 999. Ele roda um sistema operacional da Sirin baseado no Android e projetado para aplicativos de blockchain, como carteiras criptografadas e acesso seguro para trocas. Há também recursos de segurança, como autenticação de três fatores e proteção contra intrusos baseada em blockchain.

A Sirin também planeja lançar um computador tudo-em-um de US$ 799: o Finney PC terá tela 2K de 24 polegadas, 8 GB de RAM, 256 GB de armazenamento e sensores biométricos.

A ideia é usar os dispositivos Finney para criar uma rede independente de blockchain, que vai funcionar de forma descentralizada e sem mineradores, usando o token SRN como moeda padrão.

Moshe Hogeg, CEO e fundador da Sirin, explica ao The Next Web:

Por exemplo, você pode usar os dispositivos como um centro de recursos compartilhados. Se você e eu estivéssemos viajando e eu precisasse carregar meu celular, você poderia compartilhar sua bateria comigo em troca de tokens. Eu poderia compartilhar meu plano de dados com alguém em troca de tokens ou oferecer um hotspot.

A Sirin vai vender o token SRN, e esta será a única moeda aceita para comprar seus dispositivos. O pagamento poderá ser feito em dinheiro convencional, bitcoin e ether. Resta ver se o projeto dará certo: um smartphone de US$ 999 (mesmo preço do iPhone X) para uma nova criptomoeda pode ser um nicho pequeno demais de mercado.

A Sirin é conhecida pelo smartphone Solarin de US$ 14 mil, que prometia ser o mais seguro do mundo, mas não deu muito certo: dez meses após o lançamento, a empresa demitiu um terço de seus funcionários.

Com informações: The Next Web, Engadget, TechCrunch.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

KARALBPIN
Treco esquisito.
Shrueak

Por algum motivo, o deste ficou um pouco mais atraente do que o do iPhone X (imo), porém eu não acho que seja viável nem bonito. Por um lado temos o iPhone, com uma comunidade pronta para criar apps compatíveis com qualquer coisa que lhes mostrem. Como é o caso de alguns apps seguirem a margem na barra de rolagem no iPhone X. Por outro, temos o sistema Android, cujo suporta diversos smartphones. Fora a empresa, ninguém vai ligar de fazer um app específico pra ele. Portanto, não achei uma boa ideia seguir esta nova moda. Se for para seguir uma, ficaria melhor copiar a aparência do Samsung S8.

Arthur Estevam
Por algum motivo, o deste ficou um pouco mais atraente do que o do iPhone X (imo), porém eu não acho que seja viável nem bonito. Por um lado temos o iPhone, com uma comunidade pronta para criar apps compatíveis com qualquer coisa que lhes mostrem. Como é o caso de alguns apps seguirem a margem na barra de rolagem no iPhone X. Por outro, temos o sistema Android, cujo suporta diversos smartphones. Fora a empresa, ninguém vai ligar de fazer um app específico pra ele. Portanto, não achei uma boa ideia seguir esta nova moda. Se for para seguir uma, ficaria melhor copiar a aparência do Samsung S8.
Marcus Araújo
A Apple tornou o chifre algo desejável e bonito, pelo visto. Eu ainda acho esse tipo de saída, fazendo "recortes" na tela, algo muito bizarro. Preço bem salgado, padrão Apple, mas é um aparelho para um nicho específico, então já não espero que seja popular de toda forma.
Thiago Lopes
Legal é ver o pessoal que tacou pedra do iPhone X por causa do sensor housing, dizendo que achou o design sensacional, sendo que ele tem o mesmo recorte na tela... Cada dia que passa vejo que "gosto" é só uma desculpa para falar que o outro está errado!
Maicon Bruisma
Aparelho seguro para investimento inseguro
Bernardo Rosenfeld M.
Fiquei apaixonado pelo celular, diferente do usual. Preço salgado, mas pelo que tem/faz parece valer o custo.
Rookie naz
Chamou mais atenção o design que o propósito dele.
Pedro Cavalieri
Caramba, design sensacional. Poderiam vender uma versão mais barata com Android comum, sem as funções de criptomoeda...
Jonatas Barbosa
Parte frontal estar lindo...mas essa traseira :/ o preço doi.
Seraph

eu achei esse fundo muito estranho.... sei lá, prefiro algo menos chamativo

Henrique Seraph
eu achei esse fundo muito estranho.... sei lá, prefiro algo menos chamativo
Willian Mazzardo
Bonito ... mais barato eu comprava fácil ...
Seraph

as especificações são boas, mas o preço é muito pouco convidativo pra algo que nem sabemos se realmente vai funcionar. vou aguardar os relatos do fracasso aqui no TB

Henrique Seraph
as especificações são boas, mas o preço é muito pouco convidativo pra algo que nem sabemos se realmente vai funcionar. vou aguardar os relatos do fracasso aqui no TB