A viagem vai ser longa. Você decide baixar alguns filmes da Netflix enquanto aguarda a decolagem. Em dois ou três minutos, tudo o que você pretende assistir durante o voo já está no seu smartphone. Uma cena como essa ainda está fora da realidade, mas é tecnicamente possível com o Gigabit LTE: em uma demonstração recente com esse tipo de rede, a Claro atingiu taxas próximas de 1 Gb/s (gigabit por segundo) no download.

Claro

Os testes estão sendo realizados em parceria com a Ericsson e a Qualcomm na cidade de São Paulo. A rede tem como base uma tecnologia de acesso licenciado assistido (LAA, na sigla em inglês), que combina espectros licenciados com não licenciados.

No caso da Claro, a combinação consiste no uso de 20 MHz na faixa de 2,6 GHz (espectro licenciado para 4G) com 60 MHz na faixa de 5 GHz (espectro não licenciado). Além disso, a rede conta com modulação 256 QAM e 4×4 MIMO que, essencialmente, indica que a comunicação pode ser feita com quatro antenas para transmissão e outras quatro para recepção.

Para testar a velocidade, é necessário usar um dispositivo compatível com as especificações da rede, obviamente. A Claro afirma ter usado um aparelho equipado com o chip Snapdragon 835 — o modem deste, um Snapdragon X16 LTE, atinge a casa do 1 gigabit. Funcionou: de acordo com a operadora, velocidades próximas de 1 Gb/s foram alcançadas no envio de arquivos de um servidor para o dispositivo.

Antena de celular

Mas isso não quer dizer que logo teremos taxas tão elevadas como essa na rede da operadora. Não é tão imediato assim. A infraestrutura precisa ser trabalhada, há questões regulatórias e por aí vai. Inicialmente, esse tipo de teste atende a fins de pesquisa. A Claro ressalta que a tecnologia empregada ali deve abrir caminho para o 5G e estimular o desenvolvimento de novas aplicações.

É um discurso que condiz com as afirmações da Qualcomm durante a ativação de uma rede similar na Austrália no início do ano: na ocasião, a companhia declarou que velocidades altas podem melhorar o acesso ao streaming de vídeo e facilitar o surgimento de aplicações de realidade virtual em dispositivos móveis, por exemplo.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Junior palmeiras
O 4g atual fornece até 100mbps pra um certo limite de células nunca 100mbps pra cada impossível o link suportar por isso o 4g varia de 5-30-50-70 depende do uso da torre
Junior palmeiras
Http injector é o futuro burlar a rede atravéz de header e requisição
evefavretto
HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAAHAHAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAAHHAHAHAAHHAHAHAHAAHAHAAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAAHHHAA
Eric
Franquia miserável, provocam racionamento de uso. Para encarecer os serviços e a liberdade de acesso!
Eric
1Gb por segundo por APARELHO compatível e não por antena!!! A antena deve ter muito mais de tráfego por segundo. Deve ser uns 10gb/s no mínimo do mínimo do mínimo.
Leonardo Ricardo Dos Santos

Agora sai franquias de 500GB

Leonardo Ricardo Dos Santos

Prefiro redes que alcançam gigabits mesmo, assim posso navegar com velocidade decente mesmo sob alta demanda.

Leonardo Ricardo Dos Santos
O 4G funciona na laje, e sinal fraco ainda, mas a velocidade é absurda nesse sinal, quase batendo o live Tim e é que nunca usei a Live Tim, já bateu 41 Mbps no SpeedTest e pra completar quando baixo um aplicativo, consigo baixá-lo na casa de até 4 Mb/s e olhe a absurda velocidade no sinal fraco.
Leonardo Ricardo Dos Santos
Pro gigabit LTE esses 20 gb serão os futuros 2MB de franquia semelhante à 2009
John Smith
Eu acho que poderiam limitar a velocidade da conexão a valores razoáveis e deixar sem franquia. Uns 5mbps sem franquia no mês pra mim seria mais interessante do que 15, 20, 100, com franquia, que ao término reduz a conexão pra casa dos kbps... Ou então, terem planos mais adaptáveis, mais opções ao usuário. Quem preferisse poderia escolher uma velocidade maior com um limite de franquia, se fosse mais adequado ao seu uso...
Leonardo Silva Coutinho
De q adianta 20gb de franquia se tu quando precisar esses 20giga acabam em menos de 1h
Victor Hugo
Camarada, você novamente está confundindo. Uma coisa não tem nada haver com a outra, como o amigo John Smith disse você não entendeu meu posicionamento desde o início. Estarei encerrando essa discussão pois vejo que você não acompanhou meu raciocínio. Tenha uma boa noite! ?
Leonardo Ricardo Dos Santos
Só se seu celular for compatível para redes robustas, senão na época em que comercializar essa rede vai ter que comprar outro já habilitado.
Leonardo Ricardo Dos Santos
A franquia de 3 gigas acabando no abrir e fechar de olhos
Leonardo Ricardo Dos Santos
Só falta ampliar o pacote de dados gradativamente de forma mais rápida para adequar o usuário para o uso de redes mais robustas com velocidades de conexão fora do comum para celular
Exibir mais comentários