Quando ligada, uma TV LED de 55 polegadas com resolução 4K. Quando desligada, um quadro digital que exibe a arte que você escolher. Essa é a proposta da The Frame TV, modelo que a Samsung anunciou para o Brasil nesta quarta-feira (4).

The Frame TV

Esse é o tipo de produto que, na primeira olhada, a gente acha que nunca irá sair das feiras de tecnologia. Mas saiu: a The Frame TV foi revelada na CES 2017. Na ocasião, porém, não havia muitas informações técnicas sobre o dispositivo, como opções de tamanho e resolução. Hoje já conhecemos os detalhes.

Como TV, a The Frame exibe imagens em 4K, como você já sabe, e em “HDR Premium”. Assim que desligada, a TV aciona o Modo Arte, que adapta a tela para exibir uma das 100 obras disponíveis na memória do equipamento, todas divididas em categorias como arquitetura, vida selvagem e desenho. Graças a um sensor de luminosidade, a TV faz ajustes automáticos de brilho para o painel, de fato, remeter a um quadro.

The Frame TV

Também é possível comprar artes na The Frame Store. Peças avulsas custam R$ 66. Existe ainda uma opção de R$ 16 mensais que dá acesso ilimitado a todo o acervo disponível enquanto durar a assinatura. De acordo com a Samsung, há obras de artistas como Kandinsky e Monet. Em breve, fotos do fotógrafo brasileiro Araquém Alcântara serão adicionadas ao catálogo.

Sim, também é possível exibir conteúdo próprio, como fotos de viagens. Para isso, basta ativar a função Minha Coleção. As imagens podem ser personalizadas no smartphone com o aplicativo Smart View, que oferece seis opções de layout e dez cores para a moldura.

Para poupar energia, a Samsung incluiu um sensor que desliga a TV automaticamente quando não há movimento no ambiente.

The Frame TV

Atualmente, a linha tem três opções de tamanho: 43, 55 e 65 polegadas. Por ora, a versão de 55 polegadas é a única disponível no Brasil. As vendas estão sendo feitas exclusivamente pela Fast Shop. O preço sugerido pela Samsung é de R$ 8.999 (na loja pode ser diferente).

Entre os acessórios estão três opções de molduras (branca, madeira e madeira clara) que custam R$ 899 cada, um cabo óptico de 15 metros que têm o mesmo preço, além da base Studio (uma espécie de cavalete), que sai por R$ 2.749.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Vitor Hugo
Eu sei. Obrigado.
Alexandre Roberto
Sim..estou errado, na tenho argumentos e sou um fugitivo da realidade. Boa diversao
Renan Barbosa
Rmvalli você disse tudo o que eu queria dizer, sem mais.
Vitor Hugo
ué, e é errado proteger o ambiente? kkkkk dos mesmo criadores de "petista" como xingamento, vem aí: "ambientalista". primeiro que existem outras formas de gerar energia elétrica sem ter que desapropriar índios... desde usinas nucleares até painéis solares marítimos. segundo que SIM você tem que respeitar as crenças e a resistência deles a desistir de sua cultura. é fácil falar que não quando sua cultura que está saindo na vantagem. além de genocídio e escravidão, eles que estavam aqui antes dos colonizadores e a cultura deles também tem influência na nossa. eles são a história do Brasil também.
Vitor Hugo
"..justica....oprimidos...opressores...poluicao do meio ambiente...divida historica..maior que voce...so faltou o classico "vai estudar" para virar um fatality" hehe, ótima tentativa de desfiguração do meu argumento, mas a realidade é única e simples: você não tem uma resposta pq tá errado. o de cima então, pff, ironia e sarcasmo é fuga.
Alexandre Roberto
adorei o E MAIOR QUE VOCE Com seus recursos, vc faz o que bem entender mas ser justo vai mais alem...ser justo e quando se apresenta a conta para outros 200 milhoes pagarem pelo que julgam ser justica... como a compreensao do que e justo nao cabe aos ignorantes e infieis a causa,nao cabe a eles julgar e decidir se e justo ou nao...isso so cabe aos iluminados que sabem o que e ser justo. a todos os outros cabe apenas aceitar e pagar. ..justica....oprimidos...opressores...poluicao do meio ambiente...divida historica..maior que voce...so faltou o classico "vai estudar" para virar um fatality boa diversao e uma otima semana p vc
Vitor Hugo
hidrelétrica é o único meio de produção "limpo" de eletricidade? além disso, é uma questão maior que você, é histórica. é reparação histórica respeitar os que ainda restam e deixar eles viverem as vidas deles, afastados. pra você levar a vida que leva, milhões de índios já foram dizimados. não sei você, mas eu fui ensinado a ser justo.
Alexandre Roberto
por isso que pode me chamar de fascista. Esse mes vc paga apenas a bandeira vermelha na sua conta de luz. mes que vem vc paga uns trocados a mais no cafezinho e na cervejinha c os amigos pq o dono do bar teve que repassar o custo extra c energia p vc daqui alguns anos, quando a economia reaquecer e faltar energia, as empresas deixarem de contratar, vc lembre que a cultura daqueles 200 indios que ja ganharam uma casa e andam de hilux foi considerada mais importante que dos outros 200 milhoes de habitantes
Vitor Hugo
Isso é o que você acha. Seu modo de vida e sua cultura não são melhores que a de ninguém pra você forçar alguma coisa.
Joaomanoel
Lamento cortar o seu barato mas é meio inútil ficar desesperado com ecologia - o planeta terra e nem o universo é infinito de qualquer forma. Tudo vai acabar um dia.
zoiuduu .
Se ela desliga quando detecta presença,então quando detectar presença como irá ligar se está desligada? se falassem que ela em stand-by aí faria mais sentido rss
Alexandre Roberto
Er..eu sou do mau...fascista e muitos outros istas Acredito que a disponibilidade de energia para 200 milhoes de hab seja mais importante que o bem estar espiritual de uma tribo indígena com 200 habitantes, que como combinado previamente com eles já ganharam em troca de sua oca uma casa novinha em folha... QUando ganharam a casa e deixaram a oca eles não se sentiram espiritualmente incomodados
Rmavalli
De Índios eu acho errado, agora, daqueles "pseudo-índios" que usam calça jeans, andam de hilux e amarok e cobram 150 pau pra você conseguir passar com seu carro numa estrada escrota (isso não é culpa deles) que você já paga imposto, eu acho mais do que certo.
Gabriel Medeiros
O preço de uma TV de OLED, oh louco!
Renan Barbosa
Vitor, claro que é correto desde que você ofereça uma compensação. Tu vai prejudicar o país inteiro, que se encontra desabastecido, por crenças ou apego cultural? Cara isso é bem coisa de ambientalista.
Exibir mais comentários