O Pixel 2 XL agradou pela câmera, software e desempenho, mas enfrentou fortes críticas devido a problemas na tela: alguns consumidores estão reclamando de cores lavadas e burn-in no painel P-OLED de 6 polegadas da LG. A solução do Google é uma atualização de software.

Em resumo, o Google diz que não há nenhum problema nas telas do Pixel 2 XL: elas estão dentro do padrão de qualidade do mercado. Ainda assim, o software receberá modificações para agradar os usuários que preferem cores mais saturadas, e o dispositivo receberá uma extensão de garantia, de um para dois anos.

Quanto às cores lavadas, o Google afirma: “Nós atribuímos essa percepção devido à nossa escolha de calibrar o Pixel 2 XL para mostrar cores naturais e precisas, aproveitando o novo suporte a gerenciamento de cores do Android 8.0 Oreo”. O smartphone já possui um modo “vívido” para mostrar tons mais intensos, mas receberá a opção “saturado” para reforçar ainda mais as cores.

Já a retenção de imagem na tela P-OLED do Pixel 2 XL é “comparável aos painéis OLED utilizados em outros smartphones premium”, segundo o Google. No entanto, para melhorar a percepção dos usuários, a empresa fará duas mudanças no software. A mais simples é que os botões virtuais na barra inferior serão ocultados quando não estiverem em uso, evitando o burn-in.

E a mais polêmica é que o brilho máximo da tela será diminuído em 50 cd/m2 (nits) para todos os consumidores. O Google diz que essa redução será “quase indetectável” para os usuários, mas fará com que o desgaste do painel P-OLED seja reduzido significativamente.

A atualização será liberada nas próximas semanas. O Pixel 2 XL ainda não tem previsão de lançamento no Brasil; ele começou a ser vendido nos Estados Unidos custando a partir de US$ 849.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Kodos Otros
Eu cogitei por alguns segundos ao invés de comprar o Mi Mix 2, pegar um Pixel 2 XL. Ainda bem que desisti dessa ideia.
Vitor Hugo
Resolvido não, mas eles vão impedi-lo, pelo que entendi. Isso é possível evitando que os pixels permaneçam no mesmo estado por muito tempo (por exemplo, ocultando a barra de navegação, como o Google disse que vai fazer ou fazendo com que os botões "andem" alguns pixels de tempo em tempo, como a ROM customizada Lineage OS faz).
Hemerson Silva
Deve ser a tela vagabunda da LG.
Juan
Problema no Pixel da tela
Yago Oliveira
Queria ser como você, infelizmente sou muito exigente, entre 720p e 1080p eu já vejo uma diferença considerável. Ainda não testei 4k, mas tô com medo de testar e num querer mais voltar para o FULL HD.
Doug
Toma aí +
Magnosama
Google sendo Google, lança um produto beta como se estivesse pronto, tsc...
Maicon Bruisma
Tem que ser leigo pra não saber a diferença de IPS pra Amoled. Já sobre as resoluções, depende do tamanho de tela que se vê, se for na tela de um celular talvez não, mas numa tela de 40 polegadas dá pra ver nitidamente a diferença entre 1080p e 4k
Daniel Silva
Sim, eu quis colocar as duas questões em discussão. A questão do 4K e FHD não dá pra comparar pelo Youtube. No Netflix, por exemplo, eu mal percebo quando está em 720p ou 1080p, só sei que trocou de um para o outro quando exibo os detalhes.
Maicon Bruisma
Segundo a Google há um polarizador na tela do aparelho, para o usuário conseguir ver melhor sob forte luz. Mais ou menos o que era os ClearBlack dos Nokia, só que aqui é um polarizador meio azul, não preto igual dos aparelhos da finlandesa
Daniel Silva
Eu tenho um Motorola Razr i, a tela dele é uma Super AMOLED Advanced, sinceramente a diferença é mínima comparada a tela do meu Zenfone 2 Laser, que é uma IPS LCD.
Renan Maia Fernandes
Não, a diferença é bem notável por um simples motivo, intensidade de cores. Qualquer tela AMOLED tem uma intensidade mais saturada enquanto as IPS são mais naturais, apagadas, mesmo com modos "vívidos" delas, nem precisa a comparação dos pretos delas ou se é smartphone high-end ou não, qualquer cor, principalmente a vermelha, é bem notável pra qualquer pessoa. P-OLED ainda é diferente das AMOLED's pra ter uma ideia, o angulo de visão e distorção são bem mais fáceis de notar do que na AMOLED, vários vídeos estão mostrando isso. Já a diferença de 4K pra FHD, bem, é diferente, não se enquadra na comparação de tecnologia de telas.
Paulo Bitácio
Vamos cobrar caro num produto defeituoso! O povo (não apenas brasileiro) é besta e depois vamos empurrando com a barriga. Fonte: Google
Marcus Araújo
O Google está sendo muito otimista, isso no máximo vai amenizar o problema.
Gertrudes, a Lhama
Enquanto a Apple tá se perdendo toda com o iOS, a Google tá se perdendo toda com o Android (desde que começaram com o Pixel). Parece que ao invés de uma pegar o melhor da outra, estão pegando o pior.
Exibir mais comentários