Início » Gadgets » Câmera Rylo permite escolher o enquadramento do vídeo após a gravação

Câmera Rylo permite escolher o enquadramento do vídeo após a gravação

Por
2 anos atrás

Empresas como Samsung e Motorola estão investindo em câmeras de 360 graus para consumidores, mas seu apelo ainda é limitado. Visualizar fotos esféricas não é muito prático, e a situação piora com vídeos, já que nunca fica muito claro para onde você deveria estar olhando.

Por isso, algumas fabricantes estão repensando as câmeras 360 como uma forma de gravar vídeos em que você pode escolher o enquadramento depois.

É o caso da Rylo. Trata-se de uma câmera com dois sensores da Sony que capturam vídeo 4K a até 30 quadros por segundo, e duas lentes de 208 graus com abertura f/2,8.

Você pode gravar com a Rylo e escolher o enquadramento depois, exportando o vídeo em resolução Full-HD 16:9. (Claro, também é possível exportar o vídeo em 360 graus se você quiser.)

O software também conta com rastreamento automático: basta escolher uma pessoa ou objeto, e ele vai processar o vídeo para sempre mantê-lo em foco. A Rylo demonstra um caso interessante: após dirigir por uma ponte, você pode selecionar um dos arcos e o vídeo vai se concentrar nele, fazendo um giro de 180 graus quando você passa por baixo.

A câmera também impressiona pela estabilização de imagem. Pudera: ela foi criada por Alex Karpenko e Chris Cunningham, dois ex-funcionários do Instagram que trabalharam no Hyperlapse. A Rylo usa o sensor inteiro para reduzir a vibração na imagem, mesmo durante corridas, ciclismo ou outra atividade semelhante.

Há ainda alguns recursos adicionais. O FrontBack insere uma janela para você se ver em fotos e vídeos; o controle de velocidade permite criar timelapses acelerando a filmagem em até 16x; e o modo panorama gera imagens de resolução 6K.

A câmera só funciona com iPhones por enquanto; o app para Android será lançado no início de 2018. Você precisa usar um cabo (microUSB para Lightning) para transferir as imagens para o celular; Cunningham diz ao The Verge que isso seria muito lento via Wi-Fi ou Bluetooth. A bateria aguenta até uma hora de gravação, e é removível.

A ideia de usar vídeos 360 para mudar o enquadramento não é nova. A GoPro Fusion (US$ 800), anunciada em setembro, já faz isso; assim como a Insta360 One (US$ 300). A Rylo quer se encaixar no meio, cobrando US$ 500 pela câmera; ela vem com um cartão microSD de 16 GB e um bastão para segurá-la.

Com informações: Rylo, TechCrunch, The Verge.