Início » Antivírus e Segurança » Android recebe correção para falha que deixou o Wi-Fi desprotegido

Android recebe correção para falha que deixou o Wi-Fi desprotegido

O problema é esperar a fabricante do seu smartphone liberar a atualização

Paulo Higa Por

A falha que tornou vulneráveis todas as redes de Wi-Fi modernas ganhou uma correção de segurança no Android nesta segunda-feira (6), como prometido pelo Google. A atualização que conserta as brechas no protocolo WPA2 está no patch de novembro e já começou a ser liberada pelas fabricantes.

O Google diz que as parceiras de Android foram notificadas da correção no último mês, quando o KRACK se tornou público. Além disso, os códigos-fonte serão liberados no Android Open Source Project (AOSP) nas próximas 48 horas. Os smartphones Pixel, que são atualizados pelo Google, já estão recebendo o patch.

E se você não tiver um Pixel? Em geral, as fabricantes não são claras quanto à política de liberação de patches de segurança do Android.

A Samsung está na frente, com uma página dedicada para os patches mensais do Android. A empresa já começou a disponibilizar a correção do KRACK em seus smartphones e tablets, mas a atualização também depende da versão do seu aparelho: se você utiliza uma ROM de operadora, por exemplo, ela pode demorar (bem) mais para chegar.

A LG também possui uma página para informar sobre as atualizações mensais do Android, válidas para a série G (G5 e G6), V (V10, V20 e V30), Q (Q6 e Q8) e X (X300, X400, X500 e X cam), deixando claro que “dependendo das regiões e operadoras, as atualizações podem ser lançadas mensalmente, trimestralmente ou irregularmente”. No entanto, a LG ainda não liberou as correções do KRACK para nenhum aparelho.

A Motorola não divulga informações sobre as atualizações do Android desde 2016, quando deixou de se comprometer com os patches mensais de segurança.

Se você não receber a correção no Android, ainda é possível se manter protegido com uma atualização no firmware do roteador — no entanto, não há como garantir que um modelo de roteador receberá uma atualização, nem saber se um equipamento de terceiro está atualizado.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Trovalds
Se você domina o conhecimento e não quer usá-lo a seu favor aí é complicado.
Trovalds
Pra isso você limita o powerbox e deixa um roteador fazer o serviço. Simples assim.
Danilio Costa Silva
Para aparelhos lançados antes de 2016 é provável que nunca chegue.
Danilio Costa Silva
Que uma minoria da minoria usam. Mesmo eu que m considero inteirado por tech (afinal, curso engenharia eletrônica) só atualizei o meu roteador depois de uns 6 meses, com o firmware oficial.
Danilio Costa Silva
Fico pensando, "e pessoas como eu, que usam um Zenfone 5?". A Asus já na libera nenhum patch de correção há pelo menos 18 meses. Gostaria que algumas partes do sistema ficassem a cargo do Google, assim essas brechas poderiam ser distribuídas para aparelhos bem mais antigos.
Eric Viana
OP5 atualizado aqui também.
Gesonel o Mestre dos Disfarces
o primeiro Z play recebeu o de outubro, tb.
BlackDiamond
O S7 tava até mantendo uma boa média no recebimento de atualizações. Mas a última que veio é de 1 de agosto e nada depois disso
Ribeiro
"Se você não receber a correção no Android, ainda é possível se manter protegido com uma atualização no firmware do roteador". Depende do tipo de atualização do roteador: https://www.krackattacks.com/#patch-client-and-ap Explicando, tem duas modificações que podem ser feitas no roteador: A correção de segurança para roteadores que se comportam como clientes (poucos), e uma "gambiarra" no protocolo para **mitigar** que o problema de segurança ocorra nos dispositivos não corrigidos. Ou seja: o problema acontece nos clientes Wi-Fi e a única forma garantida de se proteger é corrigindo eles, e não os roteadores.
Gabriel B.R.
Mas no caso de quem tem um powerbox da vida... A princípio você não pode modificar o firmware original, já que o equipamento não é seu, então... ¯_(?)_/¯
Trovalds
O Android e a sua "liberdade". Pro roteador se você tiver sorte tem firmware alternativa com desenvolvimento ativo e possivelmente já tem patch.
André Kittler
Problemas de segurança em windows: patch será instantâneo (certamente em relação aos celulares), todos vão obter e reclamar do reboot e o fato de update ser mandatório. Boa chance de escândalo em sites dizendo que MS levou 1 ou 2 semanas para corrigir - e bonus para quando a falha é divulgada pelo google. Problemas de segurança em android: patch virá um dia, todos com telefone top de linha tem grandes chances de receber e a esmagadora maioria nunca chegará perto dessa correção. Problemas de segurança com devices como IOT ou roteador: nao terá path algum, e mesmo se tiver ninguém vai fazer. Não sei o que concluir com isso. Apenas acho interessante.
Paulo Higa
6 de novembro
Victor Freire
Domingo à noite eu recebi um patch de segurança no meu Moto Z Play, mas era o de 1º de outubro. O que tem a correção do wifi é o de novembro, certo?
Léo Mendonça
Recebi o patch da OnePlus hoje, e acabei de atualizar
Exibir mais comentários