Início » Software » Como era o Android há 10 anos, quando foi anunciado pelo Google pela primeira vez

Como era o Android há 10 anos, quando foi anunciado pelo Google pela primeira vez

Primeira apresentação pública do Android nas mãos do Google aconteceu em novembro de 2007

Por
07/11/2017 às 15h18
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Nem parece, mas já faz 10 anos que o Android foi apresentado pelo Google. Em 5 de novembro de 2007, a Open Handset Alliance, um consórcio de 84 empresas liderado pelo buscador, anunciava a “primeira plataforma para dispositivos móveis verdadeiramente aberta e completa”, entrando no mercado dominado por smartphones com Symbian e BlackBerry.

A primeira versão conhecida do Android

O Android era bem diferente do que conhecemos hoje. Um dos protótipos tinha interface parecida com a do BlackBerry e uma navegação baseada em botões físicos e menus cheios de itens — o oposto do recém-nascido iPhone OS. Este vídeo de novembro de 2007 mostra Steve Horowitz, um dos engenheiros de software responsáveis pelo Android, demonstrando o sistema:

Horowitz começa mostrando o aplicativo de telefone e uma versão primitiva do Google Maps. Como a tela multitouch ainda era restrita ao iPhone, lançado naquele ano, você precisava apertar um botão ou acessar o menu para dar zoom no mapa, em vez de simplesmente fazer um gesto de pinça. Também há um sistema limitado de notificações, sem suporte a ações.

Um ponto alto é quando Horowitz demonstra o navegador web do Android; o Chrome ainda não existia. As páginas eram acessadas “pela rápida rede de dados 3G”, sendo que você podia arrastar o dedo para navegar por sites completos (perceba a lentidão nas animações!). Mesmo assim, era algo incrível para a época, já que a maioria dos celulares só conseguia acessar sites WAP, bem mais simples.

Também são exibidos aplicativos para demonstrar a “grande capacidade gráfica da plataforma Android”, como o Global Time, que mostrava o planeta Terra em 3D com a iluminação baseada nos fusos horários (e com uma taxa de frames muito baixa para os padrões de hoje); além de uma renderização de Quake com OpenGL.

Sem os recursos populares de hoje

O Android 1.5 Cupcake já era bem diferente

É curioso como as primeiras versões do Android não tinham recursos que hoje são tratados como “naturais” nos smartphones.

Os widgets na tela inicial, a função de copiar e colar no navegador e até mesmo a rotação automática de tela (por meio do acelerômetro) só chegaram no Android 1.5 Cupcake, lançado em 2009.

Você também não podia compartilhar sua rede móvel para outro dispositivo por Wi-Fi: isso só chegou em 2010, com o Android 2.2 Froyo. E o sistema só começou a suportar múltiplas câmeras no 2.3 Gingerbread (por “múltiplas”, entenda uma traseira e uma frontal).

Eu ainda me lembro de instalar aplicativos de terceiros para capturar a tela, já que a função de screenshot surgiu apenas no 4.0 Ice Cream Sandwich, de 2011.

Mas o começo era promissor

Apesar das limitações tecnológicas, o Android já nasceu forte. A lista de membros fundadores contava com grandes operadoras (T-Mobile, Telecom Italia, Telefónica e outras), fabricantes de componentes (Broadcom, Intel, Marvell, Nvidia, Qualcomm, Texas Instruments e outras) e empresas de dispositivos móveis (HTC, LG, Motorola e Samsung).

O primeiro aparelho foi o HTC Dream, lançado em setembro de 2008: ele tinha teclado físico deslizante, 192 MB de RAM, processador single-core de 528 MHz da Qualcomm (o suporte a chips multi-core veio somente em 2011, no Android 3.0 Honeycomb), tela TFT LCD capacitiva de 3,2 polegadas (320×480 pixels) e bateria de 1.150 mAh. A T-Mobile vendeu 1 milhão de unidades do Dream (também chamado de G1) em seis meses.

Além disso, o apoio dos desenvolvedores era uma preocupação desde o começo: no final do vídeo, Sergey Brin, cofundador do Google, anunciava uma premiação total de US$ 10 milhões para os que criassem os melhores aplicativos para a plataforma. O Android Developer Challenge recebeu 1.788 inscrições de 70 países entre janeiro e abril de 2008.

E hoje?

Atualmente, o Android domina o mercado global de smartphones, com participação de 85% no primeiro trimestre de 2017, seguido pelo iOS, com 14,7%, de acordo com a IDC. No Brasil, o Google fica com 95,5%, deixando 4,5% para a Apple. A Samsung é líder do mercado de Android (e de smartphones) desde o final de 2011, ano de lançamento do Galaxy S II.

O mercado de dispositivos móveis mudou rapidamente, saindo da dupla Symbian-BlackBerry para Android-iOS, mas não há sinais de que o Android deva perder sua dominância tão cedo. Vários sistemas surgiram nos últimos 10 anos, como Windows Phone, Windows Mobile, Bada, MeeGo, Tizen, Firefox OS, Ubuntu Touch e webOS — mas acabaram fracassando ou sendo repensados para outros dispositivos, como TVs.

Como será o cenário em 2027?

Mais sobre: ,
  • Jhon

    E esse foi o último registro do Android sem fragmentação.

    • ¯_(ツ)_/¯

      topkek

    • David Diniz

      Imagina se não tivesse fragmentação… teríamos celular do tempo de adão eva com Android 7.1.1 capado igual o iOS 11 no iphone 5S

      • Tenente Figueiredo

        Mitou

      • Jhon

        Da pra ver que o fanboy acusou o golpe quando bota o concorrente no meio pra tentar justificar os problemas do sistema kkkkkk

        • Android é onde está todo fanatismo, é sinônimo de fanboy

          • Como assim?

            Olha quem fala!

          • Uma pessoa coerente que só responde esses comentários fanáticos

      • Pedro Tashima

        Não exatamente, estou usando um iphone 3gs e é uma caça ao tesouro pra achar um app que ainda possa ser baixado nele, até mesmo os que rodam não tem como fazer download. Sei que é forçar, mas acredito que mesmo sem fragmentação não seria tão utópico assim, nem no Iphone é.

        • David Diniz

          Sabia que existe uma coisa chamada cartão de crédito e parcelamento para você comprar um celular do ano de 2017 e jogar essa peça de museu na lata de lixo reciclável?

          • Pedro Tashima

            Até queria explicar pq uso um Iphone 3 mas to sem saco, então apenas vou dizer pra tu cuidar do teu celular e não me encher.

        • zoiuduu .

          vc vai responder o david diniz como? não vai alimentar ele vai? kkk
          vc fez jailbreak no seu iphone pra baixar apps?
          axo q se não fosse a tela q nao ve video hd vc ainda estaria feliz ne?

          • Pedro Tashima

            Uso a maior parte das coisas no navegador, tipo Twitter e You Tuner (pra ouvir podcasts). Os apps que eu já tenho baixado são os básicos, mas pra baixar outros eu uso um truque, vou pego outro Iphone atualizado e logo pela minha conta do Itunes, compro o app e daí consigo baixar no meu uma versão copativel com o IOS dele.

          • zoiuduu .

            mas como descobriu essa gambiarra?

          • Pedro Tashima

            Tava querendo ver netflix nele e fui procurar na internet como fazer isso, depois de um tempo pesquisando achei em um fórum essa gambiarra

          • Pedro Tashima

            Até mais ou menos ano passado o unico limitante dele eram os apps, mas ultimamente começou a travar e só estou esperando meu celular principal voltar do concerto pra aposentar de vez o Iphone guerreiro.

      • GuilhermeSMello

        Se é por isso o iOS 11 está “capado” inclusive no iPhone 8 e 8plus, por não contar com todos os recursos do iPhone X.

    • farias

      O que é uma ótimo, já que indica que ele foi amplamente adotado

  • David Diniz

    E hoje o android é a extensão do computador para mim isso quando eu não faço as coisas pelo Smart mesmo sentado na frente do computador kkkk

  • Tenente Figueiredo

    E pensar que nessa época o Android já tinha recursos que a Apple anuncia em 2017 como “novidade”…

    • Rafael Gil

      Quais?

      • GH

        Uma coisa básica como um simples gerenciador de arquivos é novidade no iOS…

    • Braz Divino

      e pensar que o criador do android trabalhava na apple no desenvolvimento do IOS, e saiu da apple para para ser responsável em criar um sistema operacional, ai surgiu o android…..

      • GH

        Ele saiu do desenvolvimento do iOS para ser responsável pela criação de um outro sistema operacional que já existia antes do iOS? Fez sentido sim, amiguinho.

    • Guilherme Pifer

      ta mas vai responder a pergunta?

  • Mai Neime Is

    E continua um sistema com uma interface sem graça.

    • David Diniz

      E do iOS que é a mesma coisa de 2007 só que com ícones novos e não tem a MENOR possibilidade de mudar…

      • E sem papel de parede

        • Tenente Figueiredo

          E sem Ringtone

      • Mai Neime Is

        Mas convenhamos é mais bonitinho.

        • Tenente Figueiredo

          Nova laucher + icon pack mandaram lembranças

          • Mai Neime Is

            Tem que ficar comprando launcher e pacote de ícones pra o sistema ficar menos feio.

          • Tenente Figueiredo

            0,99 a nova launcher.
            Icon packs ficam grátis toda a semana. É só ficar de olho no Android police.

            Com o dinheiro que vc vai pagar no iPhone 8, dá pra comprar um Android topo de linha e todos os ícon packs da loja. E ainda sobra mt dinheiro.

          • Mai Neime Is

            Quem te disse que uso iPhone quero comprar um iPhone 8?

            Mas o iOS continua mais bonito que o Android.

          • Tenente Figueiredo

            Só que nunca

          • Guilherme Pifer

            as únicas pessoas que acham o design do android mais bonito são as que não entendem um pingo de design…. um sistema que é todo fragmentado, com milhões de opções de personalização, não segue um conceito… não tem como, eu concordo que o ios n é um sistema open, o que pode ser muito ruim pra alguns, mas pra outros garante sofisticação, leveza, autenticidade e performance (que na minha opinião é o que deveria se levar em conta, afinal, design não é só estética, é o pacote INTEIRO).

          • Guilherme Pifer

            Sem falar que os valores estão se equiparando, vc não compra um android “topo de linha” por menos de 3000 golpinhos :/

          • eu ri do “3000 golpinhos” :p

          • Black Cat

            O IOS é horroroso em comparação ao Android.

          • Guilherme Pifer

            já disse, quem n entende mt sempre vai falar isso

          • zoiuduu .

            hehehe achei engraçado o jeito que falou

            “quem te disse que uso iphone”
            “(na vdd eu uso iphone sim)”

          • Braz Divino

            depende, um topo de linha android tambem é muito caro, veja o note8 pra ver

          • farias

            Tem launcher gratuito. Eu uso o da Microsoft e tô satisfeitíssimo.

          • Exatamente. E fale isso para um leigo..

    • Pedro Tashima

      Depende do gosto do usuário.
      ====CASO ENCERRADO===

      • Mai Neime Is

        Concordo.

      • zoiuduu .

        eu concordo tb, os dois são ótimos OSs ruim é o safado do symbian

        • Bruno Eggers

          Que isso, Symbian foi bom enquanto durou, e principalmente se você tinha um aparelho bom também. Tive um Nokia N95, era um baita aparelho e rodava alguns jogos e apps muito maneiros pra época. O Android ganhou a fama que tem e a fragmentação principalmente porque a grande maioria dos aparelhos que rodam Android tem um hardware básico, fraco. Você compra (ou comprava) um aparelho e em alguns meses começa o stress de travamentos, lentidão, resets, e assim vai. Agora pega um aparelho com Android e hardware mais parrudo pra ver. A experiência de uso vai ser bem diferente. Não vejo por aí Iphone com hardware “simplão”, 300mb de ram kkk, 8GB de memória interna kkkk. Todos tem hardware alinhados ao sistema, para melhor aproveitamento dos recursos disponíveis e entregar uma determinada experiência de uso aos usuários. Nem Android nem Iphone são as mil maravilhas, mas se você souber escolher qual aparelho comprar, vai se incomodar menos. Não sou usuário de Iphone, a propósito.

          • zoiuduu .

            symbian foi ruim pq falhou xD

  • Leandro Nascimento

    No começo era cópia do iPhone OS, agora virou evolução.

    • Senhor Bean

      Corrigindo: no início era cópia do BlackBerry, depois do iPhone e hoje, bem, depende do ponto de vista.

      • Pedro Tashima

        hoje geral copia geral

        • farias

          graças a deus

  • Trovalds

    “primeira plataforma para dispositivos móveis verdadeiramente aberta e completa”

    Eu ri disso.

    • Henrique

      E qual era a primeira plataforma pra dispositivos móveis verdadeiramente aberta e completa?

      • Trovalds

        Parte do aberta: uns 35% do código do Android é fechado. Parte do completa: muita coisa advém do esforço dos fabricantes e não do SO em si.

        • Henrique

          Tudo bem que há restrições e as fabricantes adicionavam novos recursos (justamente por ser aberto), mas isso não tira ele do primeiro lugar de sistema no qual havia essa possibilidade.
          Até porque, né? Symbian? BlackBerry? iOS!?
          Essa frase passa direto.

  • Nossa, como fui feliz com o Nexus S, lembro qndo fiquei ‘perdido’ indo pra Ilha Bela e o maps me salvou! O android deu um salto enorme em sua evolução, senti mt diferença qndo saí do ICS para o JB no Galaxy Nexus, ficou mt rapido!

    • Marcos

      ICS para Jelly Bean não notei diferença alguma! Notei no KitKat.

  • Piero Lourenço

    O primeiro que tive acesso foi o 1.6.

  • Há uma parte da história que o Android só se tornou o que é graças ao iOS. Diz que na época, os engenheiros viram tudo aquilo e mudaram muitas coisas no conceito inicial do Android, tornado-o mais competitivo na época, procede a informação Higa?

    • Sim, é só ver essa primeira versão, é uma cópia do BlackBerry. O Android 1.5 já tinha um visual mais iOS. Rolou altas confusões entre Steve Jobs e Eric Schmidt (CEO do Google e diretor do conselho da Apple) na época. 🙂

      • Bem que notei uma semelhança grande de interface entre o BlackBerry e as primeiras compilações do Android. Valeu Higa!

      • H.

        Toda essa confusão está no livro “Briga de cachorro grande” (custa R$11).
        Leitura bem agradável, recomendo fortemente.

  • Peacemak3R

    E mudou só isso? Poucas novidades em 10 anos. Esse mundo da tecnologia está é muito lesado, assim como eu fico decepcionado com a evolução das CPUs e GPUs… Eu acho que deveríamos estar muito a frente do que é hoje, se não fosse a ganâncias dessas grandes empresas em picotar as coisas e colocar como ‘novidade’ daqui alguns anos.

    • Lucas Hau

      Concordo. Só não acredita quer não quer enxergar.

  • Carlin

    Quanta coisa já aconteceu e quanta coisa ainda ira acontecer!!!! CARAMBA!!!

    • zoiuduu .

      se foi uma pergunta, a resposta é um montão

  • Maicon Bruisma

    Legal. Esses dias vi o vídeo do iPhone X ao lado do 2G. Incrível a evolução, no entanto o sistema em si mudou pouco a imagem, aquilo que temos na lembrança, e isso não é ruim. Quando um sistema perde sua essência ele morre. Foi assim com o Windows Phone, pode acontecer com o iOS.

  • Eliézer José Lonczynski

    Bem massa hoje é permitido instalar icon packs, themes, memory saver, memory sweeper, antivirus yay

    • zoiuduu .

      nessa foto vc parece o lorde vinheteiro

      • Eliézer José Lonczynski

        Heueheheeu boa

  • Cesar R Bagatoli

    Engraçado é ver os caras brigando pela Apple e pela Google como se fosse deles alguma dessas empresas… pelo amor de deus gente, estamos quase em 2018 e os únicos “burros” somos nós que usamos cada vez mais essas tralhas e vivemos cada vez menos nossas vidas.

    • Marcos Guilherme

      Até o momento o melhor comentário. #like

  • Lucas Hau

    Antes de eu comprar o Galaxy 5 (meu primeiro Android), estava vendo um Samsung Wave 533 (com Bada OS), por fim peguei o Android. Ainda bem, hahaha!